conecte-se conosco


Entretenimento

Voltaram com tudo! Dez coisas sobre “DNA”, novo álbum dos Backstreet Boys

Publicado

Os Backstreet Boys formaram uma das principais bandas de pop da década de 90, tendo sido formado em 1993, na Flórida. O primeiro álbum de estúdio dos rapazes recebeu como título, o nome da própria banda, e dominou as lojas em 1996. A boy band experimentou diversos momentos de ápice e de declínio durante a sua jornada na música. Após quase cinco anos desde o anúncio do encerramento da banda, os músicos voltaram à tona com um novo álbum de estúdio: o “DNA”.  Sendo assim, listamos dez informações a respeito do disco.



Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Leia também: Álbuns, turnês e festivais que vão agitar o cenário musical em 2019

O grande retorno


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Por mais que os Backstreet Boys
tivessem anunciado apenas em 2015 o término da banda,  o último disco lançado pela banda havia sido “In A World Like This”, em 2013. Sendo assim, o álbum lançado em 23 de janeiro de 2019 veio para matar a saudade dos fãs, quase seis anos sem novidades musicais produzidas pelo grupo.

O nono disco


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Este é o nono disco do grupo. O primeiro, lançado em 1996, contou com o próprio nome da banda como título, responsável por inseri-los na indústria.  Seguido então por “Backstreet’s Back” (1997), “Millennium” (1999), “Black & Blue” (2000), “Never Gone” (2005), “Unbreakable” (2007), “This Is Us” (2009) e o penúltimo, “In a World Like This” (2013), que antecedeu a separação da banda.

Leia mais:  Prazer e sexualidade feminina são temas da websérie “Tantrika”

DNA World Tour


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Assim que lançaram o álbum, os meninos também já confirmaram uma turnê mundial, prevista para ser realizada a partir de maio de 2019. Produzida pela Live Nation, a tour vai levar os meninos (Nick Carter, Howie Dorough, Brian Littrell, A. J. McLean e Kevin Richardson) a uma das maiores experiências da carreira deles como grupo, que começou 26 anos atrás. 

Billboard


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

O álbum em questão conseguiu atingir o topo da lista da Billboard 200
, a principal parada de álbuns dos Estados Unidos. Assim, o disco se tornou o primeiro número um da banda em quase 20 anos. O grupo conquistou ao primeiro lugar da Billboard 200
pela última vez em 2000, com o álbum “Black & Blue”.

Doze faixas


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Doze canções fazem parte do álbum de estúdio da boy band em questão:   Don’t Go Breaking
My Heart
Nobody Else, Breathe, New Love, Passionate, Is It Just Me, Chances, No Place, Chateau, The Way It Was, Just Like You Like It
e, finalizando o disco, a faixa OK
.

Os carros-chefe do álbum


Dez informações sobre
Reprodução/Youtube
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

No meio das doze faixas, o disco conta com três singles, que já foram transformados em clipes: No Place
foi o clipe mais recente lançado pela banda (em 3 de janeiro de 2019), e já alcançou 11 milhões de visualizações. Chances, que foi adicionado na plataforma do YouTube em 8 de novembro de 2018, conta com 18 milhões de visualizações. O grande carro-chefe do álbum, no entanto, é Don’t go breaking my heart
. O clipe em questão foi o primeiro lançamento envolvendo o novo álbum da boy band, no ar desde 16 de maio de 2018 – e desde então colecionou 40 milhões de visualizações.

Leia mais:  Ficou no vácuo! Ana Maria Braga tenta ser fofa e comete gafe no “Mais Você”

Leia também: Artistas e bandas que fizeram sucesso ao participar de reality shows musicais

Shawn Mendes


Dez informações sobre
Reprodução/Rolling Stone
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

E por falar nos singles que envolvem o álbum, um deles, Chances
, foi composto por Shawn Mendes. A letra da música
é cheia de romantismo e fala sobre o acaso, como é possível perceber no trecho “Quais são as chances de acabarmos dançando? Tipo 2 em um milhão, tipo uma vez na vida. Eu poderia ter te encontrado, colocar meus braços ao seu redor”.

Números nem tão modestos


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

De acordo com a Billboard, o novo álbum dos rapazes terminou sua semana de estreia com um total de 234 mil unidades equivalentes vendidas, o que deixa claro que o público literalmente comprou a ideia do retorno da banda.

A essência continua


Dez informações sobre
Reprodução/Instagram
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Muito tempo se passou, mas a essência da banda se manteve no álbum em si, como o próprio nome, “DNA”, pode sugerir, atribuindo às letras um quê de romantismo que estava presente desde o início, lá nos anos 90, quando os garotos dominaram as paradas.

Maturidade


Dez informações sobre
Reprodução/Youtube
Dez informações sobre “DNA”, o álbum de estúdio mais recente dos Backstreet Boys

Leia também: Nostalgia! RBD e outras bandas que gostaríamos que voltassem

Apesar de manter a essência, o retorno dos Backstreet Boys
é baseado em uma nova fase de vida, que agora toma conta dos integrantes, mais voltada à família, à maturidade e ao crescimento pessoal. É possível notar isso com muito mais força no clipe de No Place, por exemplo, que é totalmente construído em torno de momentos que os rapazes da banda passam com suas famílias.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Episódio de “Game of Thrones” vaza antes da hora na Alemanha

Publicado

por

O segundo capítulo da temporada final da série “Game of Thrones” vai ao ar hoje (21) à noite na HBO. No entanto, segundo relatos de fãs no Twitter, o episódio foi divulgado antes da hora na Alemanha.


Leia também: Ator de “Game of Thrones” deixa escapar possível spoiler sobre o Rei da Noite


game of thrones
Divulgação
Segundo episódio da oitava e última temporada de “Game of Thrones” foi divulgado antes da hora na Alemanha

O episódio de “ Game of Thrones
” foi divulgado em contas da Amazon Prime Video da Alemanha. Após o vazamento, fãs da série estão comentando o capítulo nas redes sociais, contando spoilers e divulgando links para download antes da exibição na HBO.

Até o momento, representantes da HBO
e da Amazon Prime Video não se manifestação a respeito do vazamento e não se sabe o motivo da divulgação antes da hora. Porém, fãs confirmam que o episódio foi de fato vazado.

Leia também: Criador de “Game of Thrones” é hospitalizado após brincadeira com Jason Momoa

Este não é o primeiro vazamento da última temporada da série
. Na semana passada, o primeiro episódio já estava disponível na DirecTV quatro horas antes do lançamento oficial.

O segundo episódio da oitava e última temporada de “ Game of Thrones
” será transmitido hoje, domingo, pela HBO às 22h.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Leia mais:  Gabriel, o Pensador faz show político e cheio de críticas no Lollapalooza
Continue lendo

Entretenimento

Sunday Service: a “missa de Páscoa” de Kanye West no Coachella

Publicado

por

O mistério que intrigava os fãs de Kanye West desde o início do ano, quando Kim Kardashian começou a postar vídeos de uma espécie de pregação musical que o polêmico e talentoso rapper promovia na mansão do casal, chegou ao fim neste domingo com a apresentação de Sunday Service.


Leia também: Incêndio no Coachella assusta público, mas festival não é interrompido


Kanye West em Sunday Service
Reprodução/Instagram/@kentnish
O tão esperado Sunday Service foi o espetáculo do rapper Kanye West no festival de música Coachella

O espetáculo Sunday Service
teve sua primeira apresentação pública na manhã de Páscoa numa colina na área de camping do festival Coachella , com transmissão mundial ao vivo pelo YouTube — muito comentada, aliás, pelo uso de uma espécie de câmera olho de peixe, em que o espectador parecia estar assistindo pelo buraco da fechadura.

Desde às 9h (no horário local, 13h em Brasília), as redes sociais ficaram tomadas de mensagens ansiosas e intrigadas. Aos poucos, os muitos músicos e cantores do coral que acompanham Kanye na empreitada religiosa — no Brasil, comparada à “fase racional” de Tim Maia — marchavam em formação para a tal colina, numa espécie de ritual, com vestes em que se liam mensagens como “Espírito Santo” (vendidas a módicos U$ 225 dólares na loja do festival).

Detalhes do Sunday Service


Kanye West em Sunday Service
Reprodução/Twitter
O espetáculo do rapper no Coachella 2019 durou cerca de duas horas e foi uma espécie de “pregação”

A apresentação em si só foi começar com quase meia hora de atraso, com longas e imersivas jams instrumentais do ótimo grupo — predominantemente negro — que Kanye arrebanhou, interpretando canções de Kool & The Gang (“Summer madness”), Stevie Wonder (“Do I do”) e The Gap Band (“Outstanding”) com clima jazzy, centradas no piano, na percussão e nos sopros.

Leia mais:  Lollapalooza tem edição mais LGBT de todos os tempos, mas não abraça a bandeira

Na prática, Kanye & companhia promoveram uma grande pregação musical, com uma série de discursos e manifestações religiosas, baseada nas tantas canções com referências gospel que lançou em sua carreira — “Father strecht my hands pt. 1”, “Jesus walks” — e fazendo “versões para igreja” de outras, como “Fade”, “Power”, “All falls down” e “Otis.

Por diversas vezes, como nas sequências “Ha ya” e “Lift him up” e “Follow me” e “Fade”, a entrada de synths e samples dava ao culto orgânico tons de house music e eletrônica — afinal, por que não? É uma missa pós-moderna.

Kanye aproveitou para apresentar duas músicas novas, “We have everything we need” e “Water”, que devem fazer parte do disco resultante (“Yandhi”?) dessa fase ainda mais espiritural do rapper que já tinha lançado, em 2013, o álbum “Yeezus”.

O repertório de cerca de duas horas também contou com hinos gospel, como “Brighter day” (Kirk Franklin), “This is the day” (Fred Hammond) e “Oh Lord, how excellent” (Richard Smallwood), além de versões de “As” (Stevie Wonder) e “Back to life” (Soul II Soul).

Leia também: Beyoncé lança álbum e documentário sobre apresentação no Coachella 2018

Para os descrentes que achavam que o tal “Sunday Service” seria mais uma egotrip de um artista conhecida pela egolatria, Kanye provou que o conceito está muito mais para comunhão do que para o umbigo. Com seu cabelo pintado de roxo, ele quase não cantou, dando espaço para parceiros como a cantora Teyana Taylor (“Never would have made it”) e Chance the Rapper (“Ultralight beam”) brilharem.

Leia mais:  Após ser acusadode estupro, Chris Brown recebe apoio de Justin Bieber

A função de Kanye era muito mais a de uma espécie de mestre de cerimônia, ajudando a reger a banda e o coral, e incentivando a vibração dos músicos, que por vezes se infiltraram no meio do público. Kanye chegou a visivelmente se emocionar na apresentação, que contou ainda com a presença de  Kim Kardashian
e da pequena North West, de cinco anos.

Mesmo não sendo headliner (boatos dão conta de que o festival não conseguiu bancar a produção megalomaníaca pedida pelo artista), Kanye West
causou o grande rebuliço do Coachella 2019
, com sua missa/ritual pascal “Sunday Service” e a participação surpresa, na véspera, do show do parceiro Kid Cudi, com quem lançou o disco “Kids see ghosts” no ano passado.

Em tempos em que religião e juventude parecem se afastar cada dia mais, Kanye conseguiu por duas horas fazer os jovens do pagão Coachella (e tantos outros que assistiam em casa) ouvirem e cantarem a palavra em Sunday Service
. Não é pouco.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana