conecte-se conosco


Esportes

Vôlei brasileiro vai bem (mal), obrigado!

Publicado


Seleção Brasileira de Vôlei em ação
DIVULGAÇÃO/ FIVB
Brasil vence Rússia de virada por 3 a 2


                    Vôlei brasileiro vai bem (mal), obrigado! O texto de hoje é do amigo Cacá Bizzocchi, jornalista e profissional do vôlei, vale a pena a leitura!  Mais sobre vôlei no Blog do Cacá Bizzocchi
.

Leai também: Sidão erra e prêmio erra mais ainda

                    Enquanto a memória do torcedor de vôlei
está fresca do espetáculo proporcionado por FUNVIC/Taubaté e Sesi-SP e por suas torcidas nas finais da Superliga
, muita coisa está acontecendo na área de serviço. As seleções
se apresentam e os torneios internacionais logo farão com que se esqueça que sem clubes não há seleções nacionais.

E o futuro dos clubes?

                    As estrelas da modalidade, mesmo diante de uma crise (mais uma) que se avizinha em período de renovação de patrocínios, ainda recebem boas propostas para defender os principais clubes brasileiros e, mesmo que estas não lhes sejam razoáveis, têm a possibilidade de migrar para mercados europeus.


Festa do Taubaté na Superliga
Reprodução/Instagram
Taubaté foi campeão da Superliga Masculina



                    O problema maior aflige aqueles que compõem os mais de 90% restantes. São os jogadores que se estabelecem entre os medianos, os mais experientes, os novatos em busca de espaço. Estes vivem uma expectativa cruel por chances que talvez nem venham. As equipes da linha de frente acenam com renovações de patrocínio, ainda que com reduções, mas os que ficaram fora das semifinais passam pelas mesmas dificuldades de anos anteriores: redução do interesse de investimentos e de valores disponíveis.

Leia mais:  Fifa 19 decide remover Emiliano Sala do jogo em respeito à sua morte e legado

Leia também: Lições da Champions League

                    Não bastasse isso, alguns dos clubes (quase metade deles) que disputaram a edição deste ano da Superliga
estão devendo – alguns até cinco salários – para seus atletas e membros da comissão técnica. Outros ainda devem para quem os defendeu na temporada 2017-2018. Alguns destes parcelaram suas dívidas em 12 vezes – como se fosse possível ir ao supermercado e comprar 1/12 do que se deveria comprar ou saldar empréstimo e estouros de limites bancários com tais parcelas mais de um ano depois.

Pressão nos atletas


                     A história não acaba aqui. Para poder se inscrever na CBV para a nova temporada, os clubes devem apresentar uma declaração assinada pelos atletas de que todas as dívidas com eles estão saldadas. Para pressioná-los a assinar, alguns dirigentes afirmam que esta é a única forma de eles receberem o que lhes é devido. Assinando, eles perdem as provas jurídicas que poderiam lhes garantir receber pelo que já foi trabalhado.


Seleção Brasileira de Vôlei em ação
Divulgação/FIVB
Grupo do Brasil segue unido em busca do título mundial



                     Quem já está montando o elenco para a próxima temporada tem, com o orçamento reduzido, todas as justificativas para reduzir custos com este pessoal e jogar, diante da lei desigual da oferta e da procura, com o famoso: “se não quer, tem quem queira”. E assim, ano a ano, o esporte competitivo deixa de ser atrativo aos jovens talentos que precisam buscar seu sustento.

Leia mais:  Marta volta aos treinos e pode reforçar o Brasil no jogo contra a Austrália

Quer aprender sobre a Metodologia do Treinamento do Vôlei com Cacá Bizzocchi? Clique aqui!

                      Não podemos viver sem valorizar nossos ídolos no vôlei
, mas uma dúzia de ídolos não faz uma modalidade sobreviver. O pessoal do “chão da fábrica” é que faz a festa continuar.

Leia também:  começa a festa!


                      Comente: e para você, qual é o futuro do vôlei
brasileiro?

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Sem Fernandinho, Tite escolhe Allan e revela qual será o desafio contra Paraguai

Publicado

por

tite na coletiva de imprensa
Pedro Martins / MoWA Press
Tite falou sobre alterações no elenco e expectativa da seleção brasileira para o jogo contra o Paraguai

Lance

Em 39 jogos pela Seleção Brasileira, Tite sofreu apenas duas derrotas. Em ambas, contra Bélgica (Copa do Mundo) e Argentina (amistoso), Casemiro não estava presente, assim como ocorrerá nesta quinta-feira (27), para o jogos das quartas de final da Copa América, diante do Paraguai, às 21h30, na Arena do Grêmio. E o técnico definiu a ausência do volante como o “grande desafio”.

Leia também:  Vexames recentes – Relembre confrontos Brasil x Paraguai na Copa América

Para mudar essa estatística, a seleção brasileira  terá Allan na vaga do jogador do Real Madrid, suspenso. Houve a confirmação do time titular em entrevista coletiva concedida nesta quarta (26) à noite, na Arena do Grêmio.

“Fernandinho está fora do jogo. Quem joga é o Allan. Se nós vencermos, se nós nos classificarmos, possivelmente ele vai estar pronto para o jogo. O Fernando ia jogar em suas condições normais. Não estava nas suas condições”, disse. Tite ainda comentou que revelou à imprensa sobre a titularidade de Allan para dar mais confiança ao atleta do Napoli.

Sobre o adversário da próxima noite, o comandante deixou o seu alerta. “Jogo decisivo, margem de acerto tem que ser alta. Características mentais têm que estar fortes, porque são jogos decisivos. Nível de concentração altíssimo. Preparar para diferentes situações. Evolução da equipe, saber absorver. Há muitos componentes”.

Leia mais:  Marta volta aos treinos e pode reforçar o Brasil no jogo contra a Austrália

Ao lado de Arthur e do auxiliar Cleber Xavier, Tite cravou também que Everton, Roberto Firmino e Gabriel Jesus irão compor o ataque para um jogo no qual, de acordo com o comandante, espera receber carinho dos gremistas presentes.

“Gostaria de ter o carinho (da torcida) que eu tive quando treinei o Grêmio. Ficaria muito orgulhoso”.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Tite:

DISPUTA POR PÊNALTIS

“Nunca vou estar tranquilo em cobrança de pênalti. É injusto a penalidade máxima. Personaliza sucesso ou fracasso. Marco Antônio perdeu na final do Campeonato Brasileiro, ficou dois ou três dias fechado em casa. Não queria encontrar com ninguém”.

RISCOS CONTRA O PERU

“A gente sabe de todos os riscos que corremos contra o Peru. E mostrei os riscos que corremos. Teve, sim, grande atuação. Mas nunca é 100% dominante. Estava 0 a 0 o jogo, e teve uma falta no lado. Se Marquinhos e Thiago Silva não fazem a função, era uma jogada de gol. Nós sabíamos o perigo que corríamos”. 

OPINIÃO SOBRE COUTINHO

Leia também: E o tornozelo? Neymar vai às festa de Anitta e Vinícius Junior mesmo lesionado


“Quando vocês (da imprensa) comentaram sobre o Coutinho, e colocaram que ele tem que armar, eu falei que é uma equipe que tem que armar. Só ele? Tem mais. Vamos dividir um pouco as tarefas, diluir as funções. Fizemos uma atuação muito boa, com criação sendo diluída para uma série de jogadores. Ele é mais quieto, se é introvertido, mas quando a bola rola, é outra linguagem. Não é de falar, é do gestual”, finalizou o técnico da seleção brasileira .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

E o tornozelo? Neymar vai às festas de Anitta e Vinicius Junior mesmo lesionado

Publicado

por

Neymar em festa de Anitta
Reprodução / Instagram
Neymar apareceu em festa de Anitta

Há três semanas, Neymar foi cortado da seleção brasileira e da Copa América porque lesionou o tornozelo direito durante o amistoso contra o Qatar, em Brasília. Os médicos do Paris Saint-Germain vieram ao Brasil e avaliaram o jogador, dando uma previsão de seis semanas de recuperação. Mas o craque está com um pique grande para quem ainda segue cuidando do membro machucado.

Leia também: Barcelona chega a acordo com Neymar e retorno fica mais próximo

Na noite de terça-feira, o camisa 10 do PSG esteve em duas festas diferentes no Rio de Janeiro: o arraiá da cantora Anitta e o aniversário de 19 anos do atacante Vinicius Jr., do Real Madrid. Neymar chegou aos eventos acompanhados do bicampeão mundial de surfe Gabriel Medina e de alguns parças.

A cantora publicou um álbum de fotos do sua festa junina e o atacante aparece com ela, o surfista de ondas grandes Pedro Scooby, namorado da cantora, e Medina . A artista ainda brincou com o jogador, disse que ele “deveria brincar com a dança da laranja ou com a brincadeira da maçã”.

Anitta publicou um vídeo no Stories mostrando o craque do PSG, que parece ficar sem graça e não entra na brincadeira da amiga.

Leia também: Em entrevista, Najila Trindade fala da família e evita ‘tablet desaparecido’


Horas depois, Vinicius Jr . compartilhou um único registro do seu aniversário adiantado – ele completa 19 anos só em 12 de julho – justamente com Neymar .

Leia mais:  Cruzeiro se pronuncia sobre ‘caso Arrascaeta’ e detona empresário do jogador
Neymar ao lado de Thiaguinho, Vinicius Jr. e Gabriel Medina
Reprodução / Instagram
Neymar ao lado de Thiaguinho, Vinicius Jr. e Gabriel Medina

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana