conecte-se conosco


Cidades

Vítimas de violência doméstica poderão fazer denúncia em farmácias de Tapurah

Publicado


.

Uma campanha envolvendo todas as áreas da Secretaria Municipal de Assistência Social de Tapurah pretende incentivar as vítimas de violência doméstica a denunciarem agressões nas farmácias. Pela campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, basta mostrar um X vermelho na palma da mão para que o atendente ou o farmacêutico entenda tratar-se de uma denúncia e em seguida acione a polícia e encaminhe o acolhimento da vítima.   

A ação é voltada para as mulheres que têm dificuldade para prestar queixa de abusos, seja por vergonha ou por medo. “É uma ação para salvar vidas. Os casos de violência contra as mulheres aumentaram no período da quarentena, mas há subnotificação, visto que as mulheres não conseguem sair para ir à delegacia. Até mesmo fazer uma chamada para o 180 passa a ser arriscado pela proximidade constante com o agressor”, explica a Secretária Municipal de Assistência Social, Jô Luza. 

Todas as farmácias de Tapurah, são parceiras na iniciativa. Segundo o material da campanha, atendentes e farmacêuticos seguirão protocolos preestabelecidos para lidar com a situação e não necessariamente serão chamados a testemunhar nos casos. 

A campanha é incentivada também pela Prefeita Maria Martelli “O isolamento social tem sido mais um desafio no combate à violência contra a mulher. Por isso, novas ferramentas foram criadas. A vítima, muitas vezes, não consegue denunciar as agressões. Por isso, é preciso agir com urgência”, disse a prefeita Maria. 

Entre março e abril deste ano, já em meio à pandemia do novo coronavírus, os casos de feminicídio cresceram 22,2% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com um levantamento feito em 12 estados e divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). No mesmo levantamento, o FBSP apontou queda na abertura de boletins de ocorrência ligados à violência doméstica. Para a entidade, os dados do levantamento demonstram que, ao mesmo tempo em que estão mais vulneráveis durante a crise sanitária, as mulheres têm tido mais dificuldade para formalizar queixa contra os agressores. 

DISQUE 180 

A Central de Atendimento à Mulher – Ligue 180 presta uma escuta e acolhida qualificada às mulheres em situação de violência. O serviço registra e encaminha denúncias de violência contra a mulher aos órgão competentes, bem como reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento. 

O serviço também fornece informações sobre os direitos da mulher, como os locais de atendimento mais próximos e apropriados para cada caso: Casa da Mulher Brasileira, Centros de Referências, Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), Defensorias Públicas, Núcleos Integrados de Atendimento às Mulheres, entre outros. 

A ligação é gratuita e o serviço funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana. São atendidas todas as pessoas que ligam relatando eventos de violência contra a mulher. O Ligue 180 atende todo o território nacional e também pode ser acessado em outros 16 países. 

Fonte: AMM

Comentários Facebook

Cidades

Agosto Lilás em Alto Garças será marcado por mobilização virtual devido à pandemia

Publicado

por


.

AGOSTO LILÁS – A campanha nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e até patrimoniais.

A Secretaria De Assistência Social de Alto Garças informa que em razão da pandemia do Covid-19 e da necessidade do distanciamento social, as ações de conscientização serão concentradas em divulgações virtuais sobre o assunto, por meio de postagens de conscientização lembrando o assunto e também por meio de entrevistas na rádio local.

Em qualquer circunstância a violência deve ser denunciada e isso pode ser feito na delegacia ou pelo número 180, sendo que essa central de atendimento à mulher vítima de violência oferece assistência gratuita, confidencial e algumas funcionam 24 horas. Mesmo que a vítima não realize a ocorrência, os parentes ou vizinhos podem fazê-la.

Procurar ajuda é o passo principal para conseguir sair da situação de violência. É importante que todos fiquem atentos aos canais de denúncia disponíveis e, se possível compartilhar estas informações com o maior número de pessoas para que qualquer caso de violência contra a mulher não fique impune.

Ainda como form de maior conscientização além das Redes Sociais acontecerá também Entrevista na Rádio local no Jornal de integração, na sexta-feira 07 de Agosto as 11:30 com a Psicóloga do CRAS, Marcella Sperandio.

O número de feminicídios ocorridos nos seis primeiros meses de 2020 em Mato Grosso aumentou 68% em relação ao mesmo período do ano passado. Neste ano, 32 mulheres foram vítimas de feminicídio, enquanto que em 2019 houve 19 vítimas. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

A Secretária de Assistência Social Gisele Denise Lima Singolano relatou “É muito importante que todos fiquem atentos aos canais de denúncia disponíveis em nossa cidade, uma vez que talvez a vitima não consiga realizar a Denúncia os amigos, parente e até mesmo os vizinhos podem colaborar e ajudar a acabar com essa prática de abuso. Somos uma sociedade ativa e devemos sermos uns pelos outros” Declarou Gisele.

Canais de denúncia:

Central de Atendimento à Mulher – 180

Central de Emergência da Polícia Militar – 190

Plantão da Polícia civil de Alto Garças/MT – (66) 9.9921.4397

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Prefeitura de Campos de Júlio faz entrega de casas populares

Publicado

por


.

Na manhã desta segunda feira, 03 de agosto de 2020, o Prefeito José Odil da Silva, em seu gabinete, em um evento rápido devido à pandemia, efetuou a entrega de vinte e quatro das quarenta casas populares no Bairro Vila Nova, às pessoas que ansiosamente aguardavam por esse dia.

Com os devidos cuidados, mantendo medidas preventivas, evitando aglomeração, os contemplados receberam felizes, as chaves da nova moradia. Restam ainda as outras unidades habitacionais a serem entregues, o que brevemente irá satisfazer os anseios de mais dezesseis famílias deste Município. 

O evento contou com a presença do Vice-Prefeito, Sr. Raimundo Pinheiro Nunes; Presidente da Câmara de Vereadores, Sr. Rodrigo Lemes de Paula; Secretária de Assistência Social, Srª Nelsa Gonçalves Cardoso; Presidente do Conselho de Habitação, Prof. José Aparecido da Silva; Secretária de Administração, Srª Lúcia Capeletti, e Comandante da Policia Militar, Sargento Ricardo Gomes dos Santos.

O Prefeito Zé Odil enfatizou: A Administração Pública tem a missão de promover o bem estar social da população. Entretanto, barreiras intransponíveis, em muitos casos não permitem o acesso ao doce lar. Vendo a alegria dessas pessoas, pode-se mensurar o valor de uma propriedade que significa melhoria nas condições de habitabilidade, e nova perspectiva de vida, às famílias que por anos e anos acalentaram o sonho da casa própria”.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana