conecte-se conosco


Nacional

Veja fotos dos protestos contra cortes na Educação pelo país

Publicado


Protesto
Cristiane Mattos/ O Tempo/ Agência O Globo
Protesto contra cortes na Educação em Belo Horizonte, Minas Gerais

Protestos contra o bloqueio de verbas das universidades públicas e de institutos federais tomaram diversas cidades brasileiras
nesta quarta-feira (15). Convocados por entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), os atos também criticam a possibilidade de extinção da vinculação constitucional que assegura recursos para o setor e a proposta de reforma da Previdência.

Segundo a CNTE, há atos
previstos nas 27 capitais brasileiras e em várias outras cidades do país.

Confira fotos dos atos pelo país:


O Ministério da Educação (MEC) garante que o bloqueio de recursos se deve a restrições orçamentárias impostas a toda a administração pública federal em função da atual crise financeira e da baixa arrecadação dos cofres públicos.

Segundo o MEC
, o bloqueio preventivo atingiu apenas 3,4% das verbas discricionárias das universidades federais, cujo orçamento para este ano totaliza R$ 49,6 bilhões. Deste total, segundo o ministério, 85,34% (ou R$ 42,3 bilhões) são despesas obrigatórias com pessoal (pagamento de salários para professores e demais servidores, bem como benefícios para inativos e pensionistas) e não podem ser contingenciadas.


De acordo com o ministério, 13,83% (ou R$ 6,9 bilhões) são despesas discricionárias e 0,83% (R$ 0,4 bilhão) diz respeito àquelas para cumprimento de emendas parlamentares impositivas – já contingenciadas anteriormente pelo governo federal.

Leia mais:  Sábado tem chuvas fortes e temperatura não passa dos 20ºC em São Paulo

Acompanhe ao vivo os protestos:


Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Frentista reage a assalto, rouba arma e mata bandido no Mato Grosso; assista

Publicado

por

source
Frentista arrow-options
Reprodução
Nas imagens, gravadas por uma câmera de segurança, é possível ver a briga do frentista com o assaltante

Na tarde desta terça-feira (20), o frentista que desarmou e matou um assaltante em um posto de combustível da cidade de Feliz Natal, no estado do Mato Grosso, prestou depoimento à polícia. Câmeras de segurança do local registraram os momentos de tensão durante a luta corporal entre os dois, ocorrida no último sábado (17).

Leia também: Pastor dopado, roubo de dinheiro e Flordelis mentora: filho faz novas revelações

Nas imagens, não é possível ver o momento em que o frentista e o assaltante entram na loja de conveniência do posto, uma vez que a câmera só mostra o início da briga entre os dois. Na sequência, o rapaz, de apenas 18 anos, consegue desarmar o rival.

Segundo informações da Polícia Militar , tudo começou quando dois assaltantes chegaram ao local em uma moto. Um deles permaneceu no veículo enquanto o outro seguiu com o frentista até a loja de conveniência onde tudo aconteceu.

Ainda de acordo com a corporação, testemunhas afirmaram que ouviram três disparos e que, na sequência, o frentista saiu da loja com a arma na mão e fugiu. A morte do assaltante foi confirmada ainda no local.


Leia também: Ao lado do presidente, padre toca berrante para seguidores de Bolsonaro

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Leia mais:  Moro revoga nomeação para conselho após “repercussão negativa”
Continue lendo

Nacional

Mãe soube pela televisão que filho sequestrava ônibus na ponte Rio-Niterói

Publicado

por

source
mãe arrow-options
Gilvan de Souza/Agência o Dia
Renata Paula da Silva deixou a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo no fim da tarde desta terça-feira em uma viatura sem falar com a imprensa

A mãe do sequestrador Willian Augusto da Silva deixou a Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSGI) em uma viatura no fim da tarde desta terça-feira (20) sem falar com a imprensa. Renata Paula da Silva chegou em estado de choque na DHNSGI, segundo policiais, e descobriu por acaso sobre o sequestro

Leia também: Polícia busca celular para descobrir se sequestrador de ônibus tinha comparsas

Renata Silva não tem o costume de assistir televisão, mas ontem, soube desta maneira que Willian estava sequestrando um ônibus. A mãe entrou em desespero e procurou a polícia. Ela se encaminhou para a 74ª DP (Alcântara), de onde seguiu para batalhão de São Gonçalo. Foi neste deslocamento que ela soube da morte do filho. A cuidadora de idosos chorava muito e passou mal na delegacia.

A mãe de Willian pediu desculpas pelo crime do filho. Ela se disse chocada com o que aconteceu e contou que não esperava nada do gênero. Renata disse que o filho apresentava transtornos mentais. Chorando muito, ela perguntava repetidamente se o filho havia machucado alguém.

Renata Silva contou que não viu o filho na véspera do sequestro e que ele havia passado a noite no Jardim Catarina, na casa da avó. Foi onde ele pegou as garrafas que encheria de gasolina, disse. Willian e os pais, também eram do Catarina, mas se mudaram para o bairro do Jockey, no mesmo município, depois que tiveram a casa interditada.

Leia mais:  Deltan Dallagnol grava vídeo e chama acusações contra a Lava Jato de equívocos

O pai de Willian, José Rinaldo da Silva, é padeiro. O filho o ajudava no ofício, mas estava afastado do trabalho com dores nas pernas, explicou a mãe.

Willian era muito calado e só se comunicava por meio do celular, diz Renata. Ela informou que o filho não tinha amigos, era ansioso e tomava remédios. Renata disse que o filhou sofreu “alguns traumas durante a vida”, mas não quis entrar em detalhes.

Leia também: Sequestrador de ônibus contou a parentes que ouvia ‘vozes dentro da cabeça’ 

Também estiveram na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo a tia, o primo e o pai de Willian para prestar depoimento.


A família tenta conseguir gratuidade no sepultamento.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana