conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Saúde

Vacinas protegem contra variantes, apesar de “lacunas” em evidências, diz OMS

Publicado


source
Vacinas protegem contra variantes, apesar de “lacunas” em evidências, diz OMS
Divulgação/Prefeitura de Manaus

Vacinas protegem contra variantes, apesar de “lacunas” em evidências, diz OMS

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as vacinas contra a Covid-19 são capazes de protegerem contra as variantes em circulação da doença. No entanto, há ainda algumas “lacunas” na eficácia dos imunizantes contra as cepas, que dificultam uma medição precisa dessa eficiência.

Segundo Katherine O’Brien, diretora do Departamento de Imunização, Vacinas e Produtos Biológicos da OMS nesta quarta-feira (28), as vacinas são capazes de evitarem casos graves e hospitalizações contras as variantes da Covid-19. A entidade deve agora coletar dados detalhados para entender como ocorre a reação exata de cada imunizante contra cada uma das cepas.

OMS e as novas variantes

Ainda segundo O’Brien, ainda existe uma enorme falta de vacinas em países mais pobres do mundo. Por conta disso, uma terceira dose de reforço ou uma reaplicação dos imunizantes não é aconselhável, para que não faltem vacinas.

Outro tópico discutido é sobre as misturas de imunizantes. A diretora disse que há estudos em andamento, mas que até existir uma conclusão específica, o ideal é ser vacinado com duas doses do mesmo produto. Pesquisas preliminares indicam que a AstraZeneca pode ter sua eficácia aumentada se combinada com a Pfizer ou a Moderna.

Em entrevista para o Valor Econômico, Jairo Mendez Rico, assessor regional em Enfermidades Virais da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e da OMS disse que há riscos da Cepa Delta, mais contagiosa do que a versão padrão e as outras variantes, pode se tornar predominante no Brasil.

Você viu?

“A variante Delta mostrou ter uma capacidade de transmissão maior em comparação com outras variantes preocupantes, como a alpha ou a gama; mas até o momento não existem evidências que permitam inferir um comportamento mais agressivo ou severo dessa variante. Claro que, se o número de casos aumenta, também aumenta a proporção daqueles que podem ser graves ou exigir internação hospitalar”, explicou.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook

Saúde

Covid-19: Rio registra recorde de aplicações em dia de escolha de vacinas

Publicado

por


source
Covid-19: Rio registra recorde de aplicações em dia de escolha de vacinas
Reprodução: iG Minas Gerais

Covid-19: Rio registra recorde de aplicações em dia de escolha de vacinas

A cidade do Rio de Janeiro bateu neste sábado (25) o recorde de doses de vacinas aplicadas em um únco dia contra a covid-19 . Ao todo, foram aplicadas 123.352 doses. Deste total, 53.306 primeiras doses, 57.734 foram da segunda dose e 12.312 da dose única. Neste sábado, pela primeira vez, a prefeitura permitiu que as pessoas escolhessem qual vacina receber, já que nos postos havia unidades da AstraZeneca, Coronavac e Pfizer à disposição.

 A marca anterior havia sido obtida também em um sábado (14 de agosto), quando a campanha foi voltada principalmente para jovens de 23 anos. Na ocasião, 97.810 pessoas foram imunizadas sendo 68.607 com a primeira dose e 29.203 com a segunda dose.

Neste sábado, a campanha era voltada para pessoas de 12 anos que ainda não tinham  se vacinado contra a Covid. Além da respecagem, foram imunizados cariocas com a segunda dose e aplicadas doses de reforço para os idosos de 84 anos ou mais; além de  pessoas com imunisupressão a partir de 40 anos.

Na próxima semana, a partir de segunda-feira, prossegue a campanha para proteger os idosos com mais de 80 anos com a dose de reforço por faixa etária; além da continuidade da aplicação da primeira e segunda doses, conforme as datas previstas noscomprovantes de vacinação.


Segundo a secretaria municipal de Saúde, a cidade registrou neste sábado também uma taxa de ocupação de leitos de covid inferior a 45% das vagas, o menor número de pacientes internados desde abril de 2020.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Saúde

Covid-19: Brasil se aproxima das 595 mil mortes com 537 óbitos em 24h

Publicado

por


source
Covid-19: Brasil se aproxima das 595 mil mortes com 537 óbitos em 24h
Divulgação

Covid-19: Brasil se aproxima das 595 mil mortes com 537 óbitos em 24h

Nas últimas 24 horas, o Brasil contabilizou oficialmente 537 mortes por   covid-19 e possui 594.200 óbitos acumulados desde o início da pandemia. Após este sábado (25), a média móvel de vítimas do novo coronavírus nos últimos sete dias chegou a 527 óbitos.

No mesmo período, foram registrados 15.688 novos casos de contaminações pela doença. No total, 21.343.304 brasileiros possuem ou já foram diagnosticados com a doença. A média móvel de infecções registra 16.140 novas transmissões por dia.

Desde o início de junho do ano passado, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) informa os dados referente a pandemia da covid-19 após uma confusão com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde.


De acordo com a Universidade Johns Hopkins, mais de 231 milhões de pessoas já se contaminaram com o novo coronavírus. Em relação as mortes, quase 5 milhões já foram a óbito em decorrência da covid-19 em todo o mundo, sendo o Brasil o segundo país com maior número de vítimas da doença.

Fonte: IG SAÚDE

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana