conecte-se conosco


Cidade

Unidades de Saúde recebem equipamentos para informatização do sistema

Publicado

A Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Alta Floresta recebeu na última segunda-feira, 22 de julho, pouco mais de R$ 246 mil em equipamentos, que garantirão mais qualidade no atendimento aos pacientes e mais transparência aos trabalhos realizados pelas Unidades de Saúde.

Uma breve cerimônia que reuniu o Prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra de Araújo, secretário de saúde, Marcelo de Alécio Costa e servidores da saúde, vereadores e secretários de Gestão Elsa Lopes de Assuntos Estratégicos José Carlos Cavagnoli e de Agricultura Waldiney Trujillo, foi realizada na sede do almoxarifado central para a entrega do material adquirido.

“A ideia é informatizar, interligando em rede as unidades para que a gente possa ter maior conhecimento dos pacientes, visando melhor atender o usuário também”, apontou a coordenadora de Atenção Básica Leticia Viotto, destacando que a correta informação repassada pelo município se torna em garantia de repasses, “O Ministério da Saúde vê a gente de acordo com os dados que a gente produz, então essa informatização vai ajudar nesse sentido, de melhor informar estes dados”.

Entre os equipamentos adquiridos estão: mesas, cadeiras, longarinas, ar condicionado, armários, computadores completos, impressoras, cadeiras odontológicas e prateleira de aço. A aquisição se deu com recursos de Emenda parlamentar do deputado Ságuas Moraes no valor de R$ 149 mil, junto com saldo de emenda do Deputado Victório Gali e do próprio Ságuas. Um total de R$ 246.644,61 equipamentos para Atenção Básica.

Leia mais:  Segurança de Barragens será debatida na XXII Marcha

A entrega marca mais uma etapa da atual administração, que é comemorada pelo prefeito. “É mais um dia de alegria para Alta Floresta, a secretaria de saúde tinha uma carência nessa área de informática, o serviço era prestado, mas faltavam as informações ao Ministério da Saúde e agora poderão ser prestados e colocar Alta Floresta no cenário nacional da saúde”, pontuou Asiel Bezerra de Araújo.


Fonte: AMM

Comentários Facebook
publicidade

Cidade

Tangará Shopping: Perícia poderá levar de uma semana a 30 dias

Publicado

Avaliação preliminar realizada pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (POLITEC) no local do desabamento ocorrido do Tangará Shopping, na tarde de ontem, confirma que houve colapso na estrutura física da cobertura do principal centro comercial de Tangará da Serra.

Segundo admitiu a direção do shopping, o motivo do sinistro foi a sobrecarga causada por acúmulo de material para substituição de telhas que, além do telhado, trouxe abaixo uma parede que sustentava a estrutura.

Motivo do sinistro foi a sobrecarga causada por acúmulo de material para substituição de telhas.

Já está em andamento um trabalho mais minucioso da perícia, que segundo a POLITEC poderá levar pelo menos sete dias. A redação, porém, apurou junto a uma fonte especializada que a perícia poderá demandar 30 dias ou mais, caso haja necessidade de exame de engenharia legal, o que exigiria profissionais de fora de Tangará da Serra, possivelmente da capital do estado.

Desabamento

O desabamento da cobertura ocorreu ontem, por volta das 16h30, na área onde está instalada a Lojas Americanas. No momento do acidente, vários clientes e funcionários estavam no local.

Duas pessoas ficaram feridas, sendo uma delas com fratura na clavícula e perda de dentes, além de escoriações. Outra vítima sofreu ferimentos leves.


Segundo informações da direção do Tangará Shopping, uma equipe que trabalhava na restauração do telhado empilhou cerca de 20 a 30 telhas a cada três metros em um único lado da cobertura, o que sobrecarregou um jogo de tesouras da estrutura, causando uma reação em cadeia nas demais sustentações e, assim, o desabamento.

Leia mais:  Segurança de Barragens será debatida na XXII Marcha

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidade

SHOPPING: Troca de telhas teria provocado desabamento

Publicado

Uma troca de telhas teria sido a causa do desabamento do telhado da Lojas Americanas ocorrido na tarde desta terça-feira (30) no Tangará Shopping, em Tangará da Serra.

 

Segundo uma fonte da administração do centro de compras, o telhado cedeu em razão de uma sobrecarga. Uma equipe que trabalhava na restauração do telhado empilhou cerca de 20 a 30 telhas a cada três metros em um único lado da cobertura, o que sobrecarregou um jogo de tesouras da estrutura, causando uma reação em cadeia nas demais sustentações e, assim, o desabamento.

Telhado veio abaixo, causando ferimentos em duas pessoas e grande susto em clientes e funcionários.

Duas pessoas ficaram feridas, sendo uma delas com fratura na clavícula e perda de dentes, além de escoriações. Outra vítima sofreu ferimentos leves.


Ainda não há informações precisas sobre as investigações do grave acidente. Segundo apurou o Bem Notícias, autoridades deverão se pronunciar sobre o ocorrido a partir desta quarta-feira.

Comentários Facebook
Leia mais:  CNM solicita avanço de pautas municipalistas no Ministério da Saúde e no Planalto
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana