conecte-se conosco


Tecnologia

“Tumblr está morto”, dizem usuários após plataforma proibir pornografia

Publicado


Tumblr vai banir conteúdo adulto ainda em dezembro
REPRODUÇÃO TUMBLR
Tumblr vai banir conteúdo adulto ainda em dezembro

O Tumblr vai proibir postagens com conteúdo pornográfico a partir do dia 17 de dezembro. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3) pelo diretor executivo da plataforma de blogs, Jeff D’Onofrio. 

Leia também: Celulares piratas serão bloqueados a partir de sábado em 10 estados


Entitulada como “um Tumblr
melhor e mais positivo”, a nota assinada por D’Onofrio afirma que “as postagens que contêm conteúdo adulto não serão mais permitidas”. Ele também diz que o site atualizou as “diretrizes da comunidade para refletir essa mudança de política”, que entra em vigor no próximo dia 17.

De acordo com o comunicado, os membros do serviço de blogs que tiverem postagens pornográficas serão avisados e receberão instruções para conseguir preservar o conteúdo fora da plataforma, caso queiram. Assim, postagens já publicadas e que sejam consideradas adultas serão revertidas para uma configuração privada, que só poderá ser visualizada pelo autor do post. 

Para D’Onofrio, “não faltam lugares na internet para o conteúdo adulto
” e, por isso, o Tumblr prefere deixar a pornografia
apenas para plataformas já destinadas ao assunto, em uma tentativa de criar um “ambiente mais acolhedor possível” dentro do serviço de blogs. O diretor executivo também afirma que, apesar da proibição, que inclui postagens de cunho sexual e de nudez, há “algumas exceções”. 

Conhecido por ser um site que dá liberdade de expressão aos internautas, o Tumblr também se reconheceu como “um local para falar abertamente sobre assuntos como arte, positivismo sexual, relacionamentos, sexualidade e jornada pessoal”, e declara que espera continuar sendo visto deste modo por seus usuários.

Leia mais:  Guarda suas fotos no Flickr? Cuidado: elas poderão ser deletadas no mês que vem

Na internet, entretanto, os internautas não aprovaram as mudanças. Durante toda a segunda-feira (3), a proibição repercutiu no Twitter, ficando entre os assuntos mais comentados do momento (Trending Topics). Nesta terça-feira (4), os usuários do Tumblr continuam utilizando hashtags como ” Tumblr is dead
” (“Tumblr está morto”, em português) na rede social.

Confira a repercussão:

Tumblr proíbe conteúdo adulto depois de ser banido da App Store


Em novembro, o Tumblr foi banido da loja de aplicativos da Apple
Getty Images/Reprodução
Em novembro, o Tumblr foi banido da loja de aplicativos da Apple

A proibição aconteceu depois de o Tumblr ter sido banido da App Store
, loja de aplicativos da Apple, por ter permitido postagens que continham pornografia infantil
. Desde então, os donos de aparelhos celulares da Apple, que utilizam o sistema operacional IOS, não conseguem mais baixar o aplicativo.

Leia mais:  Netflix divulga lista com séries e filmes mais vistos no mundo em 2018; confira

Na época (16 de novembro), o Tumblr afirmou que apesar de todas as imagens publicadas em seu site passarem por um filtro contra o abuso sexual infantil, que é baseado em um banco de dados, alguns conteúdos ainda não cadastrados nesse banco conseguiram burlar o filtro e acabaram postados na plataforma.

Na nota oficial divulgada ontem (3), a empresa afirmou que “postar qualquer coisa prejudicial a menores, incluindo pornografia infantil, é abominável e não tem espaço em nossa comunidade”. A plataforma também afirmou que tem “tolerância zero” com esse tipo de conteúdo, e afirmou que permanece investindo em formas de barrar o assunto e manter o site o mais seguro possível. 

Leia também: Google divulga os melhores aplicativos do ano; confira os ganhadores

Até o momento, não há previsão de retorno do aplicativo à App Store . Os usuários que já tinham o Tumblr
no celular não foram afetados, e os que já baixaram a plataforma em algum momento e depois apagaram ainda conseguem encontrá-lo no histórico de compras. Para quem utiliza o sistema Android e consome aplicativos diretamente na loja Google Play, o Tumblr continua disponível normalmente.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicado

por


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter
O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories


A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter
tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie
é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Leia mais:  WhatsApp limita reenvio de mensagens para até cinco contatos; medida começa hoje

Em entrevista à Folha de S. Paulo
, Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor
, questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot
[abreviação de robot
, ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).




Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter
, Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Leia mais:  Já é possível compartilhar filmes e séries da Netflix no stories do Instagram

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

Publicado

por


Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories
shutterstock
Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories


O Twitter está prestes a entrar para o time das redes sociais que possuem a função stories. Depois da febre do recurso nos aplicativos Snapchat, Instagram e Facebook, a plataforma confirmou ao site TechCrunch
, na sexta-feira (15), que está trabalhando na novidade.

Leia também: “Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular


De acordo com o Twitter
, ainda não há uma previsão de lançamento oficial, já que a nova ferramenta ainda está em fase inicial, de desenvolvimento. A empresa informou, no entanto,  que a novidade já tem nome: News Camera (algo similar a câmera de notícias, em português).

Segundo a plataforma, o nome vem do objetivo da nova função que é, além de compartilhar selfies, vídeos e fragmentos das vidas particulares dos usuários, ampliar o viés jornaltístico que o site vem ganhando. Assim, qualquer pessoa poderia postar sobre eventos, denúncias e tudo o que acreditar que deve ser noticiado em tempo real, gerando um tipo de conteúdo original para o Twitter.

Similar ao Stories do Instagram
, a novidade vai permitir que sejam postadas fotos, vídeos, textos e feitas transmissões ao vivo, além de adicionados fundos coloridos e localização aos posts. Todas essas publicações não vão aparecer direto na timeline e, por isso, a ferramenta é comparada aos Stories
.

Leia mais:  Netflix divulga lista com séries e filmes mais vistos no mundo em 2018; confira

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Um dos ususários do Twitter e consultor de mídias sociais, Matt Navarra, publicou em seu perfil um teste que fez da ferramenta. De acordo com ele, para acessar a função, os internautas só precisarão deslizar o dedo para a esquerda dentro do aplicativo.

“Novidade! O Twitter está testando a ” News Camera
“, que vai deixar que você adicione seus detalhes de localização e fundos coloridos para fotos, vídeos ou transmissões ao vivo”, escreveu Navarra. Confira a publicação:




Leia também: Mandou e se arrependeu? Aprenda a apagar mensagens do Facebook Messenger

Navarra também afirmou que outras novidades, como o modo noturno completamente preto e a edição de tweets já postados também estão sendo estudados pelo Twitter
.



Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana