conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


BemRural

TRIGO/CEPEA: Apesar das importações elevadas, preço segue firme no BR

Publicado

Cepea, 11/12/2018 – A comercialização de trigo tem ganhado certo ritmo em algumas regiões acompanhadas pelo Cepea, mas a baixa oferta do cereal nacional de boa qualidade limita os fechamentos. Com isso, muitos moinhos recorrem às importações, especialmente de países do Mercosul, que atendem a exigências de processamento para farinhas. Nesse cenário, as compras externas estão aquecidas, mas os preços domésticos do trigo seguem firmes, resultado, inclusive, do maior custo do cereal importado. Segundo dados da Secex, em novembro, chegaram aos portos brasileiros 494 mil toneladas de trigo, volume apenas 0,1% inferior ao de outubro. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Comentários Facebook
Leia mais:  MERCADO DE TRABALHO/CEPEA: Número de ocupados no agro é o maior desde 2016
publicidade

BemRural

Mapa lança nova página do Programa de Controle da Raiva dos Herbívoros

Publicado

por

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou nesta segunda-feira (23) nova página do Programa Nacional de Controle da Raiva dos Herbívoros (PNCRH) para mostrar a importância e a necessidade de controle da enfermidade.

A nova página marca também o Dia Mundial de Luta Contra a Raiva, celebrado no dia 28 de setembro. A data foi instituída em 2007 em homenagem a Louis Pasteur, que desenvolveu a primeira vacina eficaz contra a doença.

A página ficou mais atrativa visualmente com a inserção de imagens e textos explicativos. Pelo site, o usuário pode acessar a página do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que leva a informações sobre a raiva dos herbívoros.

Outras informações disponíveis são como deve ser feita a notificação dos casos, os endereços dos locais de notificação e um mapa com os endereços e os contatos das Superintendências Federais da Agricultura nos estados e dos serviços veterinários estaduais. São informadas ainda as medidas a serem adotadas em caso de suspeita de raiva e os locais para onde devem ser encaminhadas as amostras para o diagnóstico da doença.

O que é a raiva?

A raiva dos herbívoros é registrada o ano todo no meio rural. É transmitida pelo morcego hematófago, que ataca os animais (bovinos, suínos, equinos, caprinos e ovinos).  Alguns dos sinais mais comuns da doença são paralisia do animal, isolamento (se afasta do rebanho), aumento da sensibilidade, salivação abundante e dificuldade de engolir. 

A raiva em áreas urbanas é transmitida ao homem pela mordedura de cães e gatos infectados por morcegos ou outros animais silvestres. Ambas são letais em praticamente 100% dos casos. 

O que é o programa contra raiva? 

Leia mais:  Na posse da FPA, com a presença de Bolsonaro, ministra diz que trabalha afinada com Paulo Guedes

Os principal objetivo é reduzir a prevalência da doença entre herbívoros domésticos. A linha de trabalho segue o conceito de saúde única, que é a integração entre a saúde humana, a saúde animal, o ambiente e a adoção de políticas públicas efetivas de prevenção e controle de enfermidades nos níveis local, regional, nacional e global, em conjunto com os ministérios da Saúde e do Meio Ambiente.

Outros objetivos são: a vigilância ativa nas áreas de maior risco; investigação dos casos suspeitos em herbívoros domésticos (coelho, porquinho da Índia, chinchila e outros) e morcegos; diagnóstico laboratorial dos casos suspeitos; vacinação dos animais domésticos e monitoramento dos morcegos hematófagos.


Informações à imprensaCoordenação-Geral de Comunicação Social
Janete Lima
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

Primavera começa com temperaturas acima da média e pouca chuva, aponta Inmet

Publicado

primavera começou nesta segunda-feira (23), às 4h50, e a previsão é que a estação chegue com temperaturas acima da média climatológica e poucas chuvas na maior parte do país, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Foto: DS

Os termômetros deverão registrar temperaturas de 1°C a 1,5°C acima da média – isso significa ter dias com temperaturas bem altas, e outros com temperaturas mais baixas ou dentro da média, o que na variação entre os três meses chega à elevação prevista, afirma o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz.


Chuva na primavera

A primavera deverá ter menos chuvas do que o normal para a estação, de acordo com Diniz. Em Goiás, parte do Mato Grosso e em Minas Gerais, as chuvas deverão ser irregulares e um pouco abaixo da média climatológica. A estação se estende até o dia 22 de dezembro, quando começa o Verão, à 1h19.

Fim do inverno com recorde de calor

Na segunda-feira (16), Cuiabá chegou a registrar a maior temperatura em 108 anos – foram 42,3°C. Desde 1911 até agora, o último recorde foi de 42,2°C, em 1940.

Fonte: G1

Comentários Facebook
Leia mais:  Ações para reforçar fronteiras e impedir reingresso da aftosa são discutidas em SP
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana