conecte-se conosco



Esportes

Tribunal rejeita recurso do Boca Juniors e mantém final da Libertadores

Publicado


Final da Libertadores 2018 entre Boca Juniors e River Plate agita mundo do futebol
Divulgação

Final da Libertadores 2018 entre Boca Juniors e River Plate agita mundo do futebol

O TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) rejeitou neste sábado um recurso do Boca Juniors para cancelar a segunda partida da final da Copa Libertadores da América, contra o River Plate, e conceder o título ao clube xeneize.

Leia também: “Somos uma vergonha como país”, diz Benedetto sobre final fora da Argentina

Com a decisão, o Boca Juniors esgotou as possibilidades de recurso para evitar entrar em campo neste domingo, no Santiago Bernabéu, em Madri.

O clube pedia o cancelamento do jogo por conta do ataque a seu ônibus no último dia 24 de novembro, nos arredores do Monumental de Núñez, estádio do River Plate . Dois jogadores ficaram feridos na ocasião.

A segunda partida da final da Libertadores havia sido remarcada para o dia seguinte, mas, como o Boca se recusou a entrar em campo alegando “desigualdade de condições”, a Conmebol decidiu levar a final para a Espanha.

Leia também: “Pensei que eu fosse burro, mas ganharam de mim”, diz Tevez sobre final

O clube xeneize tentava usar como precedente sua exclusão da Libertadores de 2015, quando jogadores do River foram atacados no túnel de acesso ao campo do estádio La Bombonera.

River Plate x Boca Juniors em Madri


Dario Benedetto, atacante do Boca Juniors
El Clarin / Reprodução

Dario Benedetto, atacante do Boca Juniors

Por conta da confusão nos arredores do estádio do River Plate, a final da Libertadores foi adiada e remarcada para o próximo domingo (09), no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. 
Para desta vez tudo ocorrer como o previsto, as autoridades espanholas confirmaram que esperam receber entre 400 e 500 torcedores violentos de ambas as equipes.

Leia mais:  Lista da Uefa para time do ano tem domínio do Real Madrid e quatro brasileiros

“Estamos esperando entre 400 e 500 deste grupo. Sabemos que muitos têm antecedentes penais, mas confiamos no nosso plano de organização”, informou José Manuel Rodríguez Uribes, delegado do governo de Madri, em entrevista à “Cadena Ser”.

Na quinta, segundo Uribes, um dos líderes da torcida organizada “La 12”, do Boca Juniors, Maxi Mazzarro, foi deportado para Buenos Aires pouco depois de ter chegado em Madri.

Leia também: Técnico do River Plate desabafa sobre final em Madri: “Roubaram o torcedor”

A grande final da Libertadores entre River Plate e  Boca Juniors acontece começa às 17h30 (de Brasília)

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Iker Casillas é segundo jogador a alcançar a 100ª vitória na Liga dos Campeões

Publicado

por


Goleiro Iker Casillas chegou a 100 vitórias na Liga dos Campeões
Reprodução/Twitter

Goleiro Iker Casillas chegou a 100 vitórias na Liga dos Campeões

Na última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, o goleiro Iker Casillas chegou a marca de 100 vitórias na competição. Defendendo o Porto, o espanhol igualou o ex-companheiro de Real Madrid, Cristiano Ronaldo.

Leia também:  PSG ajuda Neymar em acordo financeiro para garantir permanência do atleta

O goleiro de 37 anos já disputou 20 edições da Liga dos Campeões desde que iniciou sua carreira profissional em 1999. Mais da metade dessas aparições foi com a camisa do Real Madrid, clube que defendeu por 17 anos.

Questionado sobre a marca alcançada, Casillas exaltou o coletivo do Porto após a vitória por 3 a 2 contra o Galatasaray, fora de casa.

“Temos de viver o momento atual, a Champions está a correr bem, conseguimos uma boa classificação. Agora temos de esperar o sorteio e as oitavas de final são em fevereiro. Até lá a nossa preocupação é o campeonato português e as duas taças. Vamos aproveitar o que conseguimos que não é fácil”, disse.

O Porto FC se classificou para as oitavas de final em primeiro no Grupo D da Liga dos Campeões , a frente de Schalke 04, Galatasaray e Locomotiv Moscou.


Goleiro Iker Casillas defendeu o Real Madrid entre os anos de 1998 e 2015
EFE

Goleiro Iker Casillas defendeu o Real Madrid entre os anos de 1998 e 2015

Depois de falar sobre a equipe, o goleiro comentou sua marca pessoal nesta terça-feira. “São muitos anos jogando esta competição. Feliz por conseguir também em Portugal foi uma vitória positiva para mim e para o resto da equipe”, comemorou.

Leia mais:  TJ-SP suspende penhora de taça do Mundial de Clubes do Corinthians

Leia também: Jogador do Bayern de Munique cogita aposentadoria aos 22 anos por lesões

Ao todo, Iker Casillas atuou em 177 partidas na Liga dos Campeões nesses últimos 19 anos. Levou seis cartões amarelos e nunca foi expulso. Em todos esses anos disputando a maior competição interclubes da Uefa, Casillas levou 194 gols e passou outras 61 partidas sem ter sua meta ultrapassada.

Iker Casillas é o segundo jogador na história da Liga dos Campeões a chegar a 100 vitórias. Cristiano Ronaldo, camisa 07 da Juventus, atingiu essa mesma marca no dia 27 de novembro, quando o time italiano venceu o Valencia por 1 a 0.

Leia também:  Questionado sobre o futuro, Hazard diz que sempre amou o Real Madrid

Iker Casillas hoje é avaliado em um milhão de euros. Em sua estante de troféus, o goleiro guarda a taça da Copa do Mundo de 2010 conquistada pela seleção espanhola, além de duas taças da Eurocopa, três da Liga dos Campeões, cinco troféus da La Liga, uma taça do Campeonato Português, dois troféus de campeão mundial de clubes e outros 15 troféus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Em conferência sobre o clima, entidades esportivas assinam documento sustentável

Publicado

por


Condições da neve são um dos pontos indicados pelo COI de como o esporte sofre com as mudanças climáticas
Alexander Hassenstein/Getty Images

Condições da neve são um dos pontos indicados pelo COI de como o esporte sofre com as mudanças climáticas

Nesta terça-feira (11), durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas – COP24, os três maiores órgãos reguladores de competições esportivas pelo mundo se comprometeram a colaborar com os cuidados com o clima.

Leia também:  Jovem britânico gasta fortuna para se parecer com David Beckham. Veja

Representantes do Comitê Olímpico Internacional (COI), a Fifa e a Uefa estavam presentes na Conferência sobre as mudanças climáticas , em Katowice, na Polônia, e concordaram em reduzir as emissões poluentes dos eventos desportivos.

O príncipe Alberto II de Mônaco, que é presidente da Comissão de Sustentabilidade e Legado do COI, comentou sobre o acordo. “O desporto tem uma posição única para conduzir a ação climática global e encorajar multidões a juntarem-se à causa”.

O presidente do COI , Thomas Bach também ressaltou a preocupação da entidade com as questões climáticas. “Enfrentar a mudança climática é responsabilidade de todos, e o COI trata isso com muita seriedade – como organização, como proprietário dos Jogos Olímpicos e como líder do Movimento Olímpico”.

Entidades que regulamentam outros esportes como surf, automobilismo, vela e rugby também se associaram a causa de sustentabilidade debatida na COP24 . Além dos comitês de Tóquio 2020, Paris 2024 e os organizadores de Roland Garros.

Leia mais:  Advogado de Edison Brittes, assassino de Daniel, nega sexo a três em festa

Um caso em especial chama a atenção nesse time esportivo que luta pela sustentabilidade: o clube de futebol Forest Green Rovers. A equipe de Nailsworth, Reino Unido, tem uma preocupação central com a preservação do meio ambiente.

Leia também:  Paysandu dará ingressos grátis para torcedores de baixa renda, em 2019

Pelo empenho e dedicação da agremiação, o presidente da equipe, Dale Vince, recebeu um prêmio Momentum for Change, entregue na Conferencia do Clima. O Forest Green Rovers é a primeira e única equipe de futebol do mundo a ser neutro em carbono.


A equipe inglesa, Forest Green Rovers, foi premiada na Conferência sobre Mudanças Climáticas por seu empenho com meio ambiente
Reprodução

A equipe inglesa, Forest Green Rovers, foi premiada na Conferência sobre Mudanças Climáticas por seu empenho com meio ambiente

Em entrevista durante o evento na Polônia, Vince falou do trabalho da equipe. “Trabalhando com a FGR, pensamos que poderíamos alcançar um novo público de pessoas – pessoas que nunca foram tocadas por mensagens ecológicas no passado”, comentou.

Ele diz que a junção entre futebol e meio ambiente não é muito usual, mas os números que o Forest conquistou são impactantes. “Chegamos a 3,5 bilhões de pessoas apenas no último ano através de nossa mensagem e nos engajamos muito com outros clubes e organizações esportivas em todo o mundo, por isso tem sido um grande sucesso”, comemorou Vince.

Pelo crescimento de seu projeto, a equipe é uma das lideranças do projeto Sports for Climate Action, o acordo assinado por todas as entidades nesta terça-feira.

Leia mais:  Título do Brasileirão faz Palmeiras abrir vantagem no ranking de clubes da CBF

Leia também:  Brasil é bronze no Mundial de Natação e César Cielo bate recorde de medalhas

A Cúpula sobre as mudanças climáticas da ONU começou no dia 02 de dezembro e termina na próxima sexta-feira (14). Um dos itens mais importantes do evento é a finalização do Programa de Trabalho do Acordo de Paris, um documento que conta com diversos países em se empenhar e limitar o aumento das temperaturas globais a 1,5ºC.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana