conecte-se conosco


Política MT

Tribunal de Contas do Estado vai fornecer documentos para subsidiar CPI

Publicado

Foto: Abdalla Azo Zarour / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) se reuniu, na tarde desta quinta-feira (7), com o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Luiz Henrique Lima. No encontro, o parlamentar encaminhou ofício para ter acesso a informações feitas pelo TCE sobre incentivos e renúncias fiscais no estado. O levantamento feito pelas auditorias da Corte de Contas servirá para subsidiar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)que investigará questões relacionadas à sonegação e renúncia fiscal, que deve ser instalada na próxima sessão plenária, terça-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

Na avaliação do parlamentar, as outras duas CPIs sobre o mesmo tema realizadas na ALMT de 2014 e 2016 não teriam produzidos resultados necessários. De acordo com o deputado, não teria ocorrido a devolução de valores para os cofres do Estado e nenhuma punição dos envolvidos.

“Nós vamos começar esta CPI dando aos órgãos de controle, como Ministério Público do Estado, Ministério Público Federal, Controladoria-Geral do Estado, a oportunidade para que eles possam apresentar quais foram os procedimentos, quais foram as medidas tomadas pelas CPIs de 2014 e 2016”.

O requerimento para instalação da CPI já conta com nove assinaturas. De acordo com Santos, assinaram o pedido de abertura da CPI os deputados Elizeu Nascimento (DC), Valdir Barranco (PT), Lúdio Cabral (PT), Janaina Riva (MDB), Dr. João (MDB), Thiago Silva (MDB), Delegado Claudinei (PSL), João Batista (Pros) e o próprio Wilson Santos.

Leia mais:  Assembleia presta condolências a deputado Nininho

A CPI será formada por cinco deputados titulares e cinco suplentes. “Caberão aos líderes de blocos a indicação e a proporcionalidade de cada bloco”. Santos alegou na coletiva que não será só o setor do agronegócio que será investigado, mas outros segmentos da economia.Além do setor do Agronegócio, segmentos de mineração, combustíveis também serão alvos da CPI.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Deputado visita Hospital Regional e Santa Casa de Rondonópolis

Publicado

por

Foto: SANDRA COSTA / Assessoria de Gabinete

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) cumpre agenda desde essa sexta-feira (15/2) na região sul de Mato Grosso.  O primeiro local a ser visitado foi Hospital Regional de Rondonópolis "Irmã Elza Giovanella", em Rondonópolis. O parlamentar se reuniu com a diretora da unidade, Caroline Campos Dobes Conturbia Neves, para tratar da  situação da unidade hospitalar – que, em novembro de 2018 passou por uma intervenção da Justiça Federal, com o bloqueio de R$ 13 milhões de suas contas. O montante deveria ser repassado para a unidade de saúde, além de R$ 3 milhões do Instituto Gerir, Organização Social (OS) que, até então, administrava a unidade. O hospital passava por problemas estruturais, como a falta de insumos básicos e atraso no pagamento dos funcionários.

Já no sábado (16), o Delegado Claudinei e o vereador do município, Hélio Roberto Pichioni (PSD), se reúnem com toda a diretoria da Santa Casa de Rondonópolis. Ainda em janeiro, os médicos da unidade chegaram a ameaçar uma demissão em massa por conta de salários atrasados.

Gleba Rio Vermelho – No domingo (17) pela manhã, às 9h, o deputado Claudinei visitará a Escola Municipal Dersi Rodrigues de Almeida, na Gleba Rio Vermelho, acompanhado do prefeito José Carlos do Pátio.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Leia mais:  Assembleia presta condolências a deputado Nininho
Continue lendo

Política MT

Reunião debate segurança em centro histórico de Cuiabá

Publicado

por

Foto: ELIEL TENÓRIO PEREIRA / ASSESSORIA DE GABINETE

O deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) recebeu em seu gabinete um grupo de comerciantes do centro histórico de cuiabá para tratar dos altos números de roubos e furtos na área central da capital.  Estiveram presentes à reunião o diretor do Conselho Deliberativo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Roberto Peron, os representantes da Associação Comercial e empresários do Centro Sul (ACEC) Mayara Araújo e João Francelino, respectivamente. Ainda, o superintendente da Fecomércio, Igor Cunha; Dulce Resende e Gerson Linitzmair do Conseg; Luiz Carlos e João Paulo Borguete do Sindpetroleo; os representantes da Cia. Centro da Policia Militar, 1º ten Moessa e major Correa, e o secretário municipal de Ordem Pública, coronel Leovaldo Emanoel Sales da Silva.

Em reunião, os representantes "pediram socorro" ao deputado, uma vez que os momentos são considerados difíceis devido a falta de segurança que assusta lojistas e sociedade em geral. “De maneira aberta estamos aqui para pedir o envolvimento do Poder Legislativo. Pedir que o deputado se una a nós. Precisamos que todas as entidades- federal, estadual e municipal- estejam envolvidas. A polícia federal combatendo tráfico de drogas, a inteligência e informação atuando também, as secretarias de estado e município juntamente com assistência social agindo juntas. O que nos traz aqui é um sentimento de angústia. É meu sentimento, como secretário, pois não vejo possibilidade de solucionar o problema, a não ser com o engajamento de todos”, destacou o coronel Leovaldo Sales.

Leia mais:  'Por Dentro do Parlamento' fecha 2018 com 2,6 mil visitantes à AL

O deputado apresentou um projeto de lei aos moldes da lei municipal de sua autoria, denominada‘Vida Nova’, sancionada em 2017.   A diretriz da matéria propõe a internação voluntária ou involuntária de dependentes químicos por requerimento familiar, pais ou tutores, cônjuge ou companheiro, em unidade hospitalar, devidamente autorizado por médico registrado no Conselho Regional de Medicina – CRM do Estado de Mato Grosso.

"Vocês procuraram a pessoa certa, essa lei será a ferramenta que vai ajudar a acabar com a insegurança do centro histórico. O projeto Vida Nova é valioso para sociedade, pois atende principalmente, as famílias que vivem na periferia e que não têm condições de arcar com uma internação particular,  oque atualmente custa em média mil e quinhentos reais, mensalmente. Acredito que estamos caminhando na busca de uma segunda chance para esses dependentes que podem se recuperar e dessa maneira retornar ao mercado de trabalho, sempre pautados na lei de forma integral", declarou o deputado.

Roberto Peron diretor do Conselho Deliberativo da CDL, parabenizou o deputado pelo projeto e está confiante com a atuação do parlamentar.

"A situação vem se agravando a cada dia mais. Até o momento só recebemos soluções paliativas, temporárias, mas, em seguida você tem todos os problemas de volta, então, na minha opinião, a união de poderes seria uma das melhores maneiras para resolver esse problema".

“Fortalecer a segurança pública no estado é um dos meus objetivos como parlamentar, esse grupo e os mato-grossenses podem contar comigo, agora estamos juntos para trazer segurança para área central”, finalizou Nascimento.

Leia mais:  Assembleia presta condolências a deputado Nininho

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana