conecte-se conosco


Polícia

Três são flagrados no comércio de drogas em Colíder

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens e uma mulher foram presos por tráfico de drogas no município de Colíder (650 km do Norte). O flagrante foi efetuado pela Polícia Judiciária Civil, nesta sexta-feira (19.07).

Além das prisões, a ação resultou na apreensão de quase R$ 2 mil, em dinheiro, proveniente da venda de entorpecente e porções de maconha. Os suspeitos A.F.V, , 22, B.C.R., 24, e a mulher K.T. P.V., 19, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Os dois rapazes tem em condenações, sendo B.C.R., um por tráfico de drogas e A.F.V, por roubo majorado.

Os suspeitos foram surpreendidos pelos policiais civis em uma casa no bairro Jardim Alegre. O endereço foi descoberto pelos investigadores, durante diligências na região para identificar locais conhecido como “boca de fumo”.

Após indícios de traficância, a equipe da delegacia passou a monitorar a residência, logrando êxito em surpreender o trio nesta manha de sexta-feira (19).

Na casa foram apreendidos mais de R$ 1,9 mil em dinheiro, três porções de maconha, aparelhos celulares, e uma agenda com anotações do tráfico praticado pelos suspeitos.

Os conduzidos foram interrogados pelo delegado de Colíder, Ruy Guilherme Peral da Silva, e autuados em flagrante por tráfico e associação para o tráfico de drogas.

Após a confecção dos autos, os presos foram colocados à disposição da Justiça.

 

 

 

Comentários Facebook

Polícia

Polícia Civil apresenta inquérito eletrônico a membros do MPE que atuam no interior do estado

Publicado

por


.

Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso realizou a segunda videoconferência com membros do Ministério Público Estadual (MPE), na manhã desta sexta-feira (31.07) para tratativas do procedimento de funcionamento e integração do inquérito policial eletrônico implantado.

 

Cerca de 40 promotores de justiça das Promotorias Criminais do interior do Estado participaram do encontro on-line, realizada pela Diretoria-Geral da Polícia Civil e pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação (COTI). Na última semana, no dia 22 junho, cerca de 50 promotores da região metropolitana participaram da reunião virtual.

A segunda videoconferência teve como principal objetivo tratar sobre a integração do inquérito policial eletrônico, do acesso que os promotores das Varas Criminais terão, e como será a forma de fiscalização do Ministério Público Estadual.

Durante a reunião foi explicado o funcionamento da nova plataforma de transmissão eletrônica ao Judiciário, do acesso on-line que está sendo desenvolvido pelos profissionais da Fábrica de Software, e a integração com o sistema PJe do Tribunal de Justiça, que possibilitará que o MPE realize o controle difuso e a fiscalização externa em tempo real, de forma rápida e segura.

 

Através da ferramenta, os membros das promotorias criminais terão acesso por meio eletrônico dos procedimentos policiais e peças que compõem o inquérito policial, além das fiscalizações de controle das atividades internas das unidades policiais que se mantêm com as mesmas garantias previstas na lei conforme Constituição Federal.

Conforme o delegado-geral adjunto que e presidiu, Gianmarco Paccola Capoani, a segunda videoconferência direcionada aos Promotores de Justiça atuantes na área criminal nas Comarcas do interior do estado foi muito produtiva pois eles tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre o sistema GEIA.

 

“O assunto foi o esclarecimento quanto ao inquérito policial eletrônico, implantação e algumas anuências. Também foi apresentado aos membros do MPE a otimização e celeridade do novo formato de trabalho, bem como foram sanadas dúvidas e o aprimoramento dos procedimentos de agora em diante”, destacou Gianmarco Paccola Capoani.

Além do delegado-geral adjunto participaram da videoconferência, os servidores do COTI, Fábio Arruda Goes Ferreira e Ricardo Rodrigues Barcelar.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Policiais resgatam bebê de dois meses deixado trancado em carro

Publicado

por


.

Na madrugada desta sexta – feira (31) a Polícia Militar resgatou um bebê de dois meses que havia ficado trancado em um automóvel, em Peixoto de Azevedo. Um homem de 34 anos veículo foi preso por maus tratos e por dirigir embriagado.

Por volta da meia noite, os policiais foram acionados via 190 pela mãe da criança que denunciava que o suspeito havia levado seu filho no carro dele e dirigia em alta velocidade pela cidade. A PM foi até a residência no bairro Liberdade e a mulher relatou que estava bebendo na casa de sua irmã, quando o suspeito chegou e ficou com elas bebendo cerveja.

A mulher então pediu ao suspeito para que ele a deixasse colocar o filho de dois meses que dormia em uma cadeira conforto em seu carro para evitar que criança ficasse no sereno. O homem aceitou e colocou a criança deitada na cadeira conforto no banco traseiro do seu automóvel. O grupo continuou a beber por algumas horas até de repente o homem decidiu ir embora, fechou o carro e saiu em alta velocidade com a criança da comunicante.

De imediato a PM pegou as informações e iniciou as diligências atrás do automóvel com a criança. Foi quando uma equipe de policiais localizou o carro Prisma estacionado na Avenida Itamar Dias, nas proximidades de uma distribuidora de bebidas.

A mãe chegou até o local e reconheceu o veículo do suspeito e a cadeira do filho. Para procurar a criança, a polícia quebrou um dos vidros traseiros do carro que estava trancado. A criança estava embaixo do banco do motorista dormindo e a cadeira conforto revirada no banco do automóvel. Sem ferimentos, a criança aparentava está bem e foi entregue a mãe.

Um homem apareceu durante a verificação do homem e se identificou como dono do carro e irmão do suspeito que foi preso na casa do familiar em visível estado de embriaguez. O homem foi conduzido à Central de Flagrantes por maus tratos e dirigir veículo automotor sob efeito de bebida alcoólica.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana