conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mulher

Tendência do outono-inverno, o maxi blazer se adapta a diversos estilos

Publicado


source

Alto Astral

Tendência do outono-inverno, o maxi blazer se adapta a diversos estilos
Reprodução: Alto Astral

Tendência do outono-inverno, o maxi blazer se adapta a diversos estilos

Versátil, atemporal e coringa. Independentemente da modelagem, o blazer é uma das peças mais marcantes de um guarda-roupa, haja vista que o modelo, originalmente pensado para os homens, foi incorporado à vestimenta das mulheres em 1920 por Coco Chanel, estilista que revolucionou o mercado e dress code de uma geração ao idealizar roupas que trouxessem a essência da mulher contemporânea.

Ao longo de pouco mais de um século da história trajando mulheres dos mais diferentes estilos, a tendência do blazer passou por diversas transformações: se tornou símbolo de poder e imponência ao ser resgatado em 1966 pela grife Yves Saint Laurent com o lançamento do “Le Smoking”, ganhou ombreiras marcantes na década de 1980 e, atualmente, experimenta um arquétipo moderno com modelos mais alongados, os chamados maxi blazers.

“Essa variação traz caimento e corte que desenham a silhueta de maneira sutil e elegante, muitas vezes sendo usado como uma terceira peça para contrabalancear composições com roupas básicas ou mais curtas, ou seja, conferindo estilo e contemporaneidade desde as propostas mais formais até as mais modernas e diferenciadas”, comenta a modelo brasileira Thayná Soares, que trabalha com o mercado de moda na França.

maxi blazer marrom
Divulgação / Thayná Soares

Para quem procura fugir das combinações clássicas e ousar no hi-lo — combinação não óbvia que brinca com a união de peças sofisticadas e básicas — Thayná Soares aponta que o truque é variar entre peças que, inicialmente, não se misturam.

No look proposto, a modelo une roupas tradicionalmente clássicas, como é o caso da pantalona e do maxi blazer, a um dress code cotidiano, incorporando o chinelo de dedos à mostra, assim como o boné e o top com decote V. A mini bag, febre no street style, finaliza a atmosfera descontraída e elegante. “Para aquelas que querem se sentir mais sexy, usar uma lingerie ao invés do top é uma opção”, diz Thayná.

Você viu?

Em ocasiões mais descontraídas ou estilos mais básicos, o maxi blazer pode ser usado para trazer um ar mais arrumado às produções, que costumam ser mais simples devido ao ideal de praticidade e conforto .

A exemplo, a combinação une um maxi blazer branco com um shorts jeans, que possui um caimento menos preso ao corpo e com comprimento seguro para não mostrar demais ao andar.

“A ideia de unir a peça ao tênis é justamente trazer um contraponto e mostrar a adaptatividade do maxi blazer em situações que extrapolam a formalidade”, comenta Thayná.

Da mesma forma, o maxi blazer pode adaptar uma look simples para uma dress code voltado para o trabalho, como é o caso da combinação da saia plissada com t-shirt e maxi blazer vermelho.

“Por fim, a característica clássica da peça não precisa ser ignorada, por isso, usá-la com camisetas de botões, em um modelo mais oversize, como uma espécie de vestido, pode ser uma forma estilosa e ao mesmo tempo tradicional de adotar o maxi blazer nas produções, ”, garante a modelo.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook

Mulher

“Quero que as pessoas trans se mantenham fortes”, diz modelo Alice Felis

Publicado

por


source
Modelo Alice Felis fala sobre vida após agressões, carreira profissional e confirma participação em reality
Léo Fegherazzi

Modelo Alice Felis fala sobre vida após agressões, carreira profissional e confirma participação em reality



“Sobrevivi à transfobia”. Essa é a primeira frase na bio do Instagram de Alice Felis, que em agosto do ano passado foi vítima de transfobia dentro de seu apartamento, no Rio de Janeiro . Ela foi agredida e quase esfaqueada, além de ter tido R$3 mil roubados. Oito meses depois, Felis aposta na carreira de modelo.

Seguir o ramo foi uma ideia que surgiu vez ou outra na cabeça dela ao longo da vida, mas nunca pensou que fosse algo viável por ser uma área vista como difícil. “É complicado porque as pessoas não dão muita oportunidade para as pessoas trans. Dificilmente algumas têm visibilidade e conseguem ingressar na carreira de fato”, afirma.

Ao experimentar essa realidade, Felis afirma que está vivendo um sonho. “Gosto muito de me mostrar, de me expor. Está sendo muito importante para mim”, diz. Nos últimos tempos, a modele tem chamado atenção das marcas. Elafoi convidada para ser embaixadora da marca de cosméticos Madame Crème e participará de um reality show virtual chamado Na Sua Casa Brasil, que acontecerá no Instagram e renderá um prêmio de R$100 mil ao primeiro colocado.

Para além de sua trajetória pessoal, Alice afirma que todas essas conquistas são importantes pelo fato de ser uma pessoa trans ocupando novos espaços, o que pode inspirar outras pessoas. “Também quero que as marcas deem oportunidades para pessoas trans . Somos consumidoras também, precisamos ser enxergadas”, afirma.

A falta de oportunidade é o que leva pessoas trans para o mercado informal de trabalho. Segundo a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), 90% de pessoas trans e travestis têm o trabalho sexual como principal fonte de renda. Essa é uma realidade vivida por Alice, que trabalhou como acompanhante de luxo no Rio, depois de ser demitida de um salão por ter começado a transição de gênero.

Felis explica que sente nas marcas uma relutância em apoiar  pessoas trans marginalizadas por esse motivo. “Acho que não tem nada a ver uma coisa com a outra, porque muitas levam esse caminho por não terem oportunidade de trabalho”, diz.

Você viu?

Vida depois das agressões

Felis teve uma fratura no maxilar e perdeu cinco dentes por conta da agressão. Ela precisou passar por diversos procedimentos e cirurgias de reconstrução, mas não tinha dinheiro para custear tudo. Criou uma vaquinha on-line e recebeu ajuda do influenciador digital Felipe Neto, que fez mobilização para a arrecadação.

As  cirurgias de reconstrução estão quase no fim. Ela deve passar por um procedimento na boca e realizará um tratamento de implantes dentários de R$150 mil, todo pago pela funkeira MC Mirella. No entanto, as cicatrizes psicológicas permanecem e a impedem  até mesmo de sair de casa sozinha .


“Eu não sou cem por cento eu em muitas coisas. Não consigo me relacionar com as pessoas ou recebê-las em casa, tenho crises de pânico. A maneira como as pessoas me abordam também me deixa cismada, parece que estou sempre refém de alguma coisa”, conta Felis, faz acompanhamento psicológico para superar o trauma.

Quatro dias depois do ataque a Felis, Lucas Brito de Marques, o agressor, se entregou à polícia e foi preso . No entanto, ele foi solto e voltou a ser preso em março de 2021 por dirigir alcoolizado e bater o carro. Devido ao histórico de outros crimes, Marques permaneceu preso e pode ser indiciado por todos eles, inclusive o de  transfobia contra Felis.

Mãos estendidas

Felipe Neto e  MC Mirella não foram os únicos a oferecer apoio à modelo. Depois dos ataques, ela também foi contatada por Gloria Groove e Pabllo Vittar. Mas foi a cantora Preta Gil de quem ela ficou mais próxima. “A Preta é uma das poucas que mantém contato direto comigo, que me pergunta se eu estou bem”, diz.

Preta pagou o aluguel do apartamento em que a modelo vive, na capital paulista, e a ajudou com a carreira ao contratá-la por sua empresa, a Music 2 Mynd. “Inclusive, a empresa dela que está conseguindo grandes parcerias para a minha carreira, que vão me abrir portas para ajudar outras pessoas”.

Além da representatividade na carreira, ela espera fazer isso por meio do Instituto de Combate à LGBTIfobia na Internet, do qual se tornou madrinha. “Quero que as pessoas trans não desistam de seus sonhos e objetivos, que se mantenham fortes. Sempre vai ter uma porta aberta para elas”, afirma. Para isso, ela tem feito a lição de casa e está mergulhando na militância em prol de pessoas transgênero e travestis.

Com a carreira deslanchando, ela afirma que o céu é o limite. Mas para ela, uma das coisas mais importantes que alcançou nestes últimos oito meses é manter sua própria vida. “É uma coisa que não pensei que ficaria quando vi tudo que aconteceu naquele apartamento. Estou realizada com tudo que aconteceu e que vai acontecer. Estou feliz em ter conquistado minha independência, meu trabalho e minha visibilidade. Valorizo tudo e quero dar o meu melhor para conquistar ainda mais”.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Conheça os 5 benefícios da caminhada para a sua saúde

Publicado

por


source

João Bidu

Conheça os 5 benefícios da caminhada para a sua saúde
Leonardo Ferreira

Conheça os 5 benefícios da caminhada para a sua saúde

A caminhada é um exercício indicado para todas as pessoas, idades e condicionamentos físicos. Há muitos benefícios para quem pratica essa atividade, como o fortalecimento muscular e a diminuição dos sintomas de estresse. É recomendado que a caminhada seja praticada regularmente para obter resultados mais satisfatórios e sua principal aliada é a alimentação, que é outro fator responsável por equilibrar a saúde e bem-estar do corpo. Conheça agora os 5 benefícios da caminhada para você se motivar e iniciar sua maratona.

Os 5 benefícios da caminhada para a sua saúde

Previne doenças

As caminhadas são capazes de ajudar na prevenção de doenças, como problemas cardiovasculares, hipertensão, obesidade e osteoporose. Por conta das movimentações dos músculos, se gasta muita energia, melhorando a capacidade cardiorrespiratória e promovendo a integridade das veias e artérias.

Memorização

A prática da caminhada de forma regular é ótima para deixar o corpo em dia ajudando a retardar o envelhecimento. Mas outro fator que essa atividade contribui é na memorização. Isso ocorre porque a circulação sanguínea no cérebro aumenta, produzindo catecolaminas durante o exercício.

Relaxamento

O relaxamento é devido à liberação de hormônios que despertam a sensação de bem-estar, como a serotonina e endorfina, que atuam diretamente nas células nervosas combatendo alterações psicológicas como o estresse.

Bem-estar

Você viu?

Fazer uma caminhada em lugares calmos fazem toda a diferença na saúde mental e corporal. Traz benefícios para o humor e melhora a autoestima. Além do corpo, a saúde mental também precisa ser cuidada e fazer boas caminhadas podem ajudar a evitar esses problemas.

Circulação

A caminhada faz com que as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação do sangue e a oxigenação do corpo, fazendo as veias e vasos capilares se dilatarem, transportando oxigênio com mais facilidade para o organismo.

LEIA TAMBÉM:

  • Dia Mundial da Saúde
  • Entenda como seu signo influencia na escolha de sua atividade física

    4 maneiras de aproveitar o tempo livre

    Fonte: IG Mulher

    Continue lendo

    Polícia

    Mato Grosso

    Política MT

    Mais Lidas da Semana