conecte-se conosco


Mato Grosso

Técnicos recebem qualificação para atuar na cadeia produtiva do leite

Publicado

Nesta quinta-feira (10.10), termina o 20º módulo da Capacitação Continuada de Técnicos da Cadeia Produtiva do Leite, realizado pela Embrapa Agrossilvipastoril por meio do Programa MT Produtivo – Leite da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf). A capacitação conta com a participação de 47 técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e outros. O evento é realizado no auditório da Embrapa, no município de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).

Com duração de três dias (8 a 10.10), a iniciativa visa capacitar os técnicos de forma contínua para implementação de novas tecnologias a serem aplicadas no campo. Com isso busca-se o fortalecimento da assistência técnica e extensão rural em todo o Estado. A capacitação conta com uma parceria entre Seaf, Empaer, Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Senar-MT e Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Mato Grosso.

Entre os temas abordados estão a manipulação de dietas para rebanho leiteiro, técnicas de reprodução assistidas para rebanho leiteiro, doenças relacionadas à reprodução e avaliação e prospecção de demandas. A programação será encerrada na tarde de quinta com uma avaliação do módulo e discussão para levantamento de demandas e temas para serem abordados nos próximos encontros da capacitação.

O presidente da Empaer, Renaldo Loffi, fala que desde 2011 os técnicos da Empaer participam da Capacitação Continuada promovida pela Embrapa. Ele destaca que foram estruturados processos de capacitação continuada em cadeias de grande importância para o estado. Além do leite, também fazem parte as cadeias da fruticultura, olericultura, piscicultura, mandiocultura, sistemas agroflorestais, integração lavoura-pecuária-floresta e apicultura. “Estes participantes serão multiplicadores, tendo como missão passar o conhecimento adquirido para colegas extensionistas e posteriormente para os produtores”, esclarece.

Leia mais:  Paraná conhece o trabalho anticorrupção de Mato Grosso

Segundo Loffi, a Empaer aposta no sistema de capacitação continuada de seus técnicos. Por isso, a empresa está buscando melhorar a gestão do processo, inclusive, com a nomeação de um representante em cada grupo gestor das principais cadeias produtivas do estado. E acrescenta que esse processo é fundamental para que as tecnologias cheguem até o produtor.

O leite é considerado um dos produtos mais importantes para a agricultura familiar

O engenheiro agrônomo da Empaer, José Carlos Rodrigues dos Santos, é responsável pela cadeia produtiva da bovinocultura e comenta que a atividade leiteira está presente em praticamente todos os municípios do Estado. O leite é considerado um dos produtos mais importantes para a agricultura familiar e a principal opção de produção para a maioria dos assentados da Reforma Agrária.

Conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2017 a produção leiteira de Mato Grosso foi de 745,851 milhões de litros para 511,247 mil vacas ordenhadas. A produtividade média foi de 1.458,9 litros por vaca/ano. Rodrigues explica que o Estado ficou dentro da média da região Centro-Oeste, porém 34,55% abaixo da média nacional, que foi de 1.963 litros/vaca/ano.

Para fortalecer a cadeia produtiva do leite e difundir novas tecnologias, José Carlos informa que a Seaf estará implantando Unidades de Referência Tecnológica (URT), visando o aumento da produtividade, produção, qualidade do leite e modernização das indústrias. O Programa do Leite prevê que em quatro anos (2019 a 2022) serão atendidos 95 municípios com a implantação das URTs, alcançando 12.565 Unidades de produção Familiar (UPF) com serviços de assistência técnica, extensão rural e fomento.


“Além dos atendimentos individuais às UPF’s, serão preconizadas diversas atividades com metodologias coletivas, como por exemplo, dias de campos, visitas técnicas e outros, como meio para capacitar os produtores dentro de uma visão tecnologicamente sustentável, economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente correta”, conclui José Carlos.

Leia mais:  Reunião com setoriais aborda inventário de bens imóveis do Estado

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governo publica edital de licitação para reforma do Hospital Regional de Sorriso

Publicado

por

O prédio do Hospital Regional de Sorriso passará por uma grande reforma e ampliação em sua estrutura. Nesta terça-feira (15.10), o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), publicou no Diário Oficial o edital de licitação para conhecimento das empresas interessadas em concorrer o certame.

De acordo com o documento, a licitação será na modalidade concorrência do tipo menor preço, cuja execução será empreitada por preço unitário. A sessão pública para escolha da empresa está marcada para o dia 18 de novembro, às 9h10, a realizar-se na sala de reunião da SES-MT. A vencedora da licitação ficará responsável pela realização dos trabalhos de retomada da construção da cozinha, refeitório e demais readequações da unidade.

A ampliação na estrutura da unidade será de 1.488 metros quadrados, incluindo recuperação da fachada, recepções, salas de espera, cozinha, refeitório, consultórios, enfermarias, centro cirúrgico, Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e das salas de urgência e emergência.

Além disso, os trabalhos de readequação predial preveem substituição da cobertura, com a troca de todo telhado, piso, pintura das paredes, instalações elétricas e a inclusão do Programa de Combate ao Incêndio e Pânico.

O governador Mauro Mendes pontuou que a obra “começou há mais de 10 anos” e nunca foi concluída. “Vamos fazer uma grande ampliação, com uma ampla modernização dos espaços e melhorias nas condições para atender a população de Sorriso e de outros 15 municípios. O edital já está na praça e a licitação ocorre este ano, para que em 2020 as obras tenham início”, disse Mendes.

Leia mais:  'Falso nutricionista' que atuava ilegalmente é indiciado em MT

A estrutura ganhará 31 novos leitos de emergência, nove leitos de emergência pediátrica e sete leitos voltados para o atendimento de gestantes. O hospital ainda integrará uma nova sala de centro cirúrgico e duas salas de parto.

“Com o lançamento deste edital, iniciamos de forma prática o projeto de Modernização da Infraestrutura dos Hospitais Regionais e das Unidades Especializadas do Estado de Mato Grosso. Contemplaremos praticamente toda a rede estadual, além de também trabalharmos para o surgimento de novas unidades”, concluiu o secretário de estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.


O Hospital Regional de Sorriso conta com 417 servidores e é referência para 15 municípios da região prestando atendimentos de média e alta complexidade.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Estudantes de Itiquira representam Mato Grosso na Olimpíada de Geografia

Publicado

por

Estudantes da Escola Estadual Dom Aquino Correa, localizada no município de Itiquira (357 quilômetros ao sul de Cuiabá) viajam nesta quarta-feira (16.10) para a cidade de Campinas (SP). Eles participam da fase nacional da 5ª Olimpíada Brasileira Geo-Brasil (OGB) que acorre no período de 18 a 20 de outubro. Viajarão três alunos – Eloá Ribeiro Rodrigues, Fagner Kauê e José Guilherme de Lima – que representam Mato Grosso na competição que vai durar três dias.

Segundo a professora Marcilene Barros, a equipe venceu duas primeiras fases – municipal e estadual – e agora se prepara para a competição presencial na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). “É o esforço recompensado dos alunos que chegaram até essa etapa. Estou satisfeita, muito feliz com a classificação”, frisa. Na fase final, participam também escolas particulares e institutos federais de educação.          

Segundo Eloá, para chegar nessa etapa foi preciso estudar muito. “São três fases de muita dedicação e envolve estudo de conteúdos novos que a gente ainda não conhecia. Temos que interagir muito entre as equipes. Temos que fazer pesquisas gerais em todos os sentidos e temos que dar o melhor”, assinala.

O mesmo entendimento tem os colegas dela, José Guilherme e Fagner. Eles entendem que vão se esforçar para representar Mato Grosso nessa competição estudantil. “Estamos nos preparando para o melhor dessa olimpíada”, frisam.  


A Olimpíada Brasileira Geo-Brasil teve, na sua fase inicial, mais de 7 mil equipes inscritas em todo o país e na última fase, chegaram apenas 58.

Leia mais:  Registro de infecção por sífilis reduz em 17% em Mato Grosso

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana