conecte-se conosco


BemRural

SUÍNOS/CEPEA: Quantidade de carne exportada em fev/19 é recorde para o mês

Publicado

Cepea, 14/3/2019 – Após o forte recuo das exportações brasileiras de carne suína entre dezembro e janeiro, os embarques aumentaram com força em fevereiro. Segundo a Secex, no último mês, o volume embarcado somou 53,3 mil toneladas, 14% maior do que o registrado em janeiro, 27% acima do que a embarcado em fev./18 e um recorde para o período, considerando a série histórica da Secex. De acordo agentes consultados pelo Cepea, esse resultado esteve atrelado à elevação da demanda por parte de países asiáticos, em decorrência dos casos de Peste Suína Africana (PSA). Os surtos da doença, que vêm sendo observados desde agosto do ano passado, principalmente em rebanhos chineses, reduziram a oferta local de produtos de origem suinícola. Consequentemente, a necessidade de importação da China e de outros países afetados tem aumentado. No Brasil, além do bom desempenho das exportações neste início de março, a menor oferta interna de animais para abate também tem contribuído para as valorizações do suíno vivo e da carne no mercado doméstico. Na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o animal vivo se valorizou 3,1% entre 6 e 13 de março, fechando a R$ 4,15/kg nessa quarta, 13. Quanto à carne, o valor da carcaça especial negociada na Grande São Paulo subiu 2,8% na mesma comparação, a R$ 6,35/kg nessa quarta. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Leia mais:  BOI/CEPEA: Diferentes necessidades seguem resultando em oscilação do Indicador

Fonte: CEPEA
Comentários Facebook
publicidade

BemRural

Mapa recebe a ministra da Indústria, Comércio e Investimento da Nigéria

Publicado

por

O secretário de Comércio e Relações Internacionais, Orlando Leite Ribeiro, recebeu, na manhã desta terça-feira (26), a ministra da Indústria, Comércio e Investimento da Nigéria, Hajiya Aisha Abubakar. No encontro, foram apresentadas formas de intensificar a cooperação bilateral, com foco na internacionalização de empresas brasileiras e na integração de cadeias produtivas de valor. Foram discutidas possíveis aberturas de mercado para produtos que poderão ser usados como insumos na Nigéria.

A ministra Abubakar estava acompanhada do embaixador de seu país, além de outras autoridades que vieram do país africano a fim de se encontrar com representantes do Governo Federal. Do lado brasileiro, também estavam presentes os secretários adjuntos de Comércio e Relações Internacionais, Flávio Bettarello, e de Agricultura Familiar e Cooperativismo, e Sérgio Benevides, Chefe da Divisão da África Central e Ocidental do Ministério das Relações Exteriores, entre outras autoridades.

Mais informações à Imprensa:Coordenação geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Leia mais:  OVOS/CEPEA: Preços do ovo branco e do vermelho registram maior diferença da série
Continue lendo

BemRural

Evento internacional sobre seguro agropecuário vai tratar da fruticultura

Publicado

por

O diretor de Gestão de Riscos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Loyola, estará nos dia 3 e 4 de abril, em Curitiba (PR), para o seminário técnico e internacional da Associação Latino Americana para o Desenvolvimento do Seguro Agropecuário (Alasa), focado em seguro rural para frutas.

No dia 3 (quarta-feira), Loyola participa da abertura do evento e do painel “Políticas Públicas de Subsídio ao Seguro Agrícola no Brasil”. “O Ministério da Agricultura tem interesse em disseminar a cultura da gestão de riscos agropecuários no país e o seminário técnico da Alasa é uma oportunidade para que os participantes adquiram conhecimento dos modelos e experiências internacionais em relação ao seguro agrícola de frutas, que tem condições especiais de cobertura e na avaliação de perdas dessas atividades”, salienta o diretor.

No Brasil, as apólices de seguro rural contratadas para as frutas no último ano totalizaram R$ 66,84 milhões, correspondendo a 18% do valor total subvencionado pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). As frutas representaram 18% das apólices contratadas (11,6 mil, no total de 63,5 mil apólices), 1% da área segurada (48,9 mil ha, no total de 4,7 milhões de ha) e 11% do valor segurado pelo PSR (R$ 1,43 bilhão, no total de R$ 12,59 milhões).

As frutas que mais demandaram subvenção de apólices de seguro rural foram maçã (R$ 33,39 milhões ou 50%) e uva (R$ 25,54 milhões ou 38%), principalmente nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O evento, além de servir de encontro para empresas de seguros e resseguros, é uma importante ferramenta para promover o seguro agrícola como um insumo básico para o produtor rural, que permite proteger e tem apoio financeiro contra as diversas contingências que podem ameaçar a lavoura.

Leia mais:  Cresce número de registros de produtos biológicos para uso agrícola

Mais informações à Imprensa
Coordenação-geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana