conecte-se conosco


Política Nacional

Sob vaias e aplausos, Bolsonaro participa de missa em Aparecida

Publicado

source
bolsonaro em aparecida arrow-options
Foto: Carlinhos Brasil/TV Vanguarda
O presidente fez a primeira leitura na missa em homenagem ao Dia de Nossa Senhora Aparecida

Jair Bolsonaro (PSL) foi vaiado e aplaudido por três vezes durante as celebrações pelo dia de Nossa Senhora Aparecida, neste sábado (12), no Santuário Nacional dedicado à santa, na cidade paulista de Aparecida.

O presidente leu um trecho da bíblia durante a celebração, presidida por Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida.

Bolsonaro já havia visitado a basílica em novembro do ano passado, como presidente eleito. O Santuário Nacional de Aparecida espera a visita de 171 mil pessoas ao longo do sábado.

Antes da chegada do presidente, foi grande a movimentação das equipes de segurança. Ele chegou de avião no aeroporto de Guaratinguetá, cidade vizinha a Aparecida, e foi de helicóptero para a basílica.

No pátio do templo desfilou em carro aberto acenando para os frequentadores e sentou com a comitiva perto do altar central.

Pela manhã, o sermão da principal missa do dia ter destacado a oponência da igreja ao ‘tradicionalismo’ e à ‘direita violenta e injusta’, na missa das 16h o religioso explicou as afirmações.

Leia também: Arcebispo chama direita de “violenta e suja” em sermão de Aparecida


“Há dragões que atacam de tudo que é lado. Atacam a igreja, atacam as religiões… Esses dragões são as ideologias. Ideologias, eu quero dizer, interesses pessoais, tanto da direita quanto da esquerda. Isso não faz bem. O que faz bem, queridos irmãos e irmãs, é procurar a verdade. A verdade é que liberta. A verdade é que nos dá paz. E a verdade é que nos leva a viver como irmãos e irmãs”, disse.

Leia mais:  Site do PSDB é hackeado e passa a mostrar foto de Lula e Dilma

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Inquérito de Flávio Bolsonaro vai recomeçar do zero, diz colunista

Publicado

por

source
Flávio Bolsonaro arrow-options
Pedro França/Agência Senado – 25.9.19
Flávio Bolsonaro é investigado por supostamente ter se apropriado de parte do salário de seus assessores enquanto era deputado estadual

O colunista da revista Veja Ricardo Noblat afirmou que já há maioria no Supremo Tribunal Federal (STF) para confirmar a decisão do presidente Dias Toffoli de suspender inquéritos abertos com base em informações fiscais compartilhadas com o Ministério Público sem prévia autorização judicial.

Leia também: Derrotado ao Senado deve ser candidato do PT para a prefeitura de São Paulo

Essa decisão significa que os inquéritos como o de Flávio Bolsonaro , que se iniciou a partir de informações fornecidas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras ( Coaf ) ao MP deverão recomeçar do zero. A suspeita sobre Flávio é de que ele, enquanto era deputado estadual pelo Rio de Janeiro, se apropriava de parte do salário dos funcionários de seu gabinete. O esquema seria operado pelo seu ex-assessor, Fabrício Queiroz .

Leia também: Militantes do Escola Sem Partido são agredidos após debate na USP


Segundo Noblat, o próprio presidente Jair Bolsonaro já estaria a par desta informação. No entanto, ainda não há data prevista para que a decisão de Toffoli seja levada para o plenário do Supremo.

Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Leia mais:  Projeto sobre porte de armas pode ser votado esta semana na Câmara
Continue lendo

Política Nacional

Derrotado ao Senado deve ser candidato do PT para a prefeitura de São Paulo

Publicado

por

source
Jilmar Tatto arrow-options
Vitor Sorano/iG
Jilmar Tatto foi secretário de Transportes de São Paulo em duas oportunidades em que o PT esteve na prefeitura


O PT começa a se movimentar na escolha de seu candidato para as eleições de 2020 em São Paulo. Com Fernando Haddad já em campanha para novamente tentar a Presidência da República em 2022, o o partido deve apostar em um outro nome e o ex-secretário de Transportes Jilmar Tatto é o favorito a ser lançado.

Leia também: Presidente do PSL é alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal

Ex-deputado estadual e federal pelo PT , Jilmar Tatto, 54, foi um dos candidatos derrotados do partido ao Senado por São Paulo no ano passado. Nas eleições que elegeram Major Olímpio (PSL) e Mara Gabrilli (PSDB), Tatto terminou na sétima colocação, com 6% dos votos.

Deputado federal eleito nas eleições de 2006 e 2010, Jilmar Tatto foi um grande aliado do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva na articulação com o Congresso. Em 2010, último ano do mandato do petista na presidência, foi líder da bancada do PT.

Leia também: Joice Hasselmann garante que será candidata por outro partido se PSL não a quiser


O PT tenta retomar a prefeitura de São Paulo após quatro anos. Fernando Haddad foi eleito em 2012, mas não conseguiu a reeleição em 2016, sendo derrotado por João Doria (PSDB). Além do candidato do Partido dos Trabalhadores, outros nomes já são cotados para a eleição, como o atual prefeito Bruno Covas (PSDB), a deputada federal Joice Hasselmann (PSL), o apresentador de televisão José Luiz Daqtena (sem partido) e o deputado federal Celso Russomano (Republicanos).

Leia mais:  “Me sinto o Hélio Negão no Parlamento”, diz Bolsonaro sobre reeleição


Fonte: IG Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana