conecte-se conosco


Mato Grosso

Sinfra institui comitê para dar suporte nas áreas de saúde e segurança do trabalho

Publicado

Os servidores da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) passarão a ter um acompanhamento especial do Comitê Setorial de Saúde e Segurança no Trabalho. Os membros atuarão para prevenir riscos ambientais aos trabalhadores, além de desenvolver ações na área de controle médico da saúde ocupacional e psicossocial. A portaria n°010/2019, que instituiu o comitê, foi publicada no Diário Oficial do Estado, que circulou no início de fevereiro.


A comissão interdisciplinar nomeada para função é composta por quatro profissionais, sendo uma psicóloga, um engenheiro de segurança do trabalho, uma assistente social e uma técnica em enfermagem. As diretrizes do comitê setorial da Sinfra serão repassadas pela Secretaria de Estado de Gestão, a qual o grupo está ligado. “Vamos fazer uma espécie de assessoramento para Saúde e Segurança do servidor no trabalho”, explicou a psicóloga da Sinfra, Soyanne Almeida Santana, uma das integrantes do comitê.

Segundo ela, dentre as atribuições dos profissionais o engenheiro ficará responsável pela verificação das condições de trabalho do servidor. Já a assistente social atuará no sentindo de avaliar a relação trabalho, família e vida funcional. O psicólogo vai cuidar da saúde mental do servidor, lidando com questões como ética, por exemplo. A técnica de enfermagem, por sua vez, desenvolverá ações que envolvem a parte física do servidor como aferir a pressão, medir a glicemia e até prestar auxílio caso a pessoa passe mal e precise ser encaminhado a uma unidade de saúde ou domicílio.

Leia mais:  Dois Jovens morrem em acidente envolvendo carreta e motocicleta em Denise

A psicóloga conta que as ações deste ano já tiveram início dentro da Sinfra. A primeira delas foi na área psicossocial. Destacando ainda que, apesar do comitê estar ligado à área de Gestão de pessoas, há uma sala especial para atenção ao servidor. “Nós disponibilizamos acompanhamento psicológico ao servidor com a possibilidade de até seis sessões de atendimento, que podem ser também de ordem psicossocial. Por exemplo: a pessoa está trabalhando, mas a causa do seu mal-estar é ordem familiar, então o assistente social atua para ajudar nesse sentido”, explicou Soyanne.

Outra atribuição do comitê, conforme a integrante, é monitorar os atestados e licenças médicas que os servidores apresentam, visando mapear os tipos de doenças ocupacionais que estão instaurando no ambiente de trabalho.  A partir desse diagnóstico, os profissionais passam a ter condições de planejar as políticas de prevenção e combate aos problemas existentes. “O comitê age em prol da saúde física e mental do servidor. Dentro dessa concepção temos vários programas. Entre eles, preparação para aposentadoria, trabalhos preventivos de doenças e adesão a campanhas de saúde”, complementou.

O Comitê Setorial de Saúde e Segurança no Trabalho tem prazo de atuação de dois anos a contar da publicação da portaria, podendo ser prorrogado por igual período. Durante todo prazo de vigência, os seus integrantes ficam à disposição dos programas que integram a política de saúde e segurança do trabalho. A programação para o ano de 2019 estará disponível a partir da próxima semana.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Autoescolas deverão cumprir índice de aprovação de 60% para manter credenciamento

Publicado

por

Os Centros de Formação de Condutores (CFCs) deverão cumprir índice de 60% de aprovação de seus candidatos à obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para renovarem o credenciamento junto ao Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).  É o que determina a Portaria n° 223/2019, publicada este mês pela autarquia.


Segundo a determinação, o controle e a avaliação das atividades e resultados dos alunos dos Centros de Formação de Condutores serão feitos mensalmente pelo Detran-MT. Quando os percentuais de aprovação não atingirem o índice mínimo exigido, os CFCs deverão apresentar Plano Pedagógico para a melhoria no processo de ensino e aprendizagem.

A aplicabilidade do plano e mudanças devem ser apresentadas em até três meses e se persistindo o índice inferior ao mínimo de 60% os instrutores e diretores dos CFCs deverão participar de cursos de capacitação promovidos pela autarquia. Os CFCs terão a renovação do cadastro negada caso, ao fim de 12 meses, persista o índice de aprovação dos candidatos inferior ao determinado.

Os índices se referem à exames teóricos e práticos de direção veicular em qualquer processo para obtenção da permissão para dirigir; obtenção, atualização e renovação, adição e mudança de categoria; reciclagem de condutores infratores e reabilitação da CNH aplicados para as categorias A, B e AB.

Segundo o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro Alencar, o órgão já registra cerca de 200 notificações, de um total de 300 CFCs credenciados no Estado. Ao todo, 90% dos CFCs apresentaram índices de aprovação abaixo do mínimo. Em um dos casos, após avaliações feitas nos primeiros meses deste ano, um dos credenciados apresentou índice de 7% de aprovação dos candidatos.

Leia mais:  Dois Jovens morrem em acidente envolvendo carreta e motocicleta em Denise

“Já começaremos a exigir a apresentação dos planos pedagógicos aos CFCs nessa situação e, permanecendo os baixos índices em setembro deste ano o Detran-MT começará a utilizar o índice abaixo dos 60% para fins de descredenciamento”, conta ele, lembrado que a exigência segue Resolução 358 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Barreira da PM impede fuga de suspeitos de arrastão em bar

Publicado

por

A Polícia Militar de Várzea Grande prendeu seis pessoas na madrugada deste sábado (20.04), cinco delas suspeitas de fazer um arrastão em um bar na Cohab Cristo Rei. Foram apreendidas duas armas de fogo e um veículo.


Os suspeitos A.C.M.C. (20), O.J.C. (42), A.A.A. (22), A.N.N.F. (21) e L.G.S. (24) foram presos em uma barreira policial da PM na Rodovia Mário Andreazza.

O grupo conduzia um carro Fiat Uno em alta velocidade, tentando fugir do cerco policial, um deles de dentro do veículo efetuou disparou contra a guarnição, mas acabaram sendo presos.

No interior do carro, os policiais encontraram jóias, celulares e carteiras. Em diligência à residência do suspeito A.A.A., no bairro Jequitibá, a polícia se deparou com G.F.M.S. (25) em posse de uma espingarda calibre 32 com seis munições.

Já na casa do suspeito L.G.S. (24) foi apreendida uma porção grande de maconha, um revólver calibre 38 e outros materiais utilizados para a comercialização de entorpecentes, como ácido bórico, acetona e uma balança de precisão.

Todos os envolvidos foram encaminhados à delegacia. Cinco dos seis suspeitos presos, foram reconhecidos pelas vítimas do roubo ao bar localizado na Cohab Cristo Rei.

Os objetos apreendidos  no veículo foram também foram devolvidos às vítimas do roubo.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Escolas da rede estadual de MT ainda têm vagas para alunos novos
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana