conecte-se conosco


Imprensa

Sindicato dos Jornalistas emite nota de repúdio à agressão sofrida por equipe da TV Cidade Verde

Publicado

No sábado (20), a noite, os jornalistas, mais uma vez, foram alvos da violência instaurada em Mato Grosso e neste país.

Uma equipe da Band Tangará composta pelos repórteres cinematográficos Izaías Gregório e Alex Roberto, quando filmavam um acidente, sofreram agressões físicas impetradas pelo empresário Cláudio Meurer que bêbado, também fora ver o acidente com outros curiosos, queria impedir o trabalho dos dois profissionais.. Conforme relato dos dois trabalhadores, o empresário agarrou o cinegrafista Izaías deu uma gravata machucando-o.

Izaías já fez a queixa com registro na Delegacia de Polícia de Tangará da Serra depois de ter sido submetido ao exame de corpo de delito comprovando o ato de violência praticado.

Diante desses fatos, o Sindjor MT repudia, mais uma vez, qualquer tipo de violência contra os profissionais. E reitera que os Jornalistas devem ser respeitados para garantir o direito à informação no país. E não podem ser impedidos de cumprirem com sua missão diária. Eles são trabalhadores como qualquer outro e, por isso, merecem respeito.

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (Sindjor MT) considera inaceitável que este tipo de agressão contra trabalhadores da imprensa continue a ocorrer no Estado de Mato Grosso. E Informamos que todas as providências cabíveis foram tomadas para impedir que isso não continue ocorrendo.

Aproveitamos para informar também que o SindjorMT já acionou as autoridades competentes. E com as provas foi instaurado o devido inquérito policial visando punir o responsável, neste caso o empresário, pelos danos morais, físicos s psicológicos sofridos pelos profissionais.

O Sindjor também colocou o seu departamento jurídico à disposição dos colegas agredidos.

Não aceitaremos intimidações independente de onde vierem. É nosso dever manter a sociedade informada e exercitar na plenitude a liberdade de expressão.

Cuiabá, 22 de Julho de 2019
Diretoria Colegiada do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso
Gestão Em Defesa do Jornalista – 2019/2020

Comentários Facebook

Cidade

Acusado de agressão contra repórteres admite erro e diz que buscará reconciliação com imprensa

Publicado

Acusado de agressão contra uma equipe de reportagem da TV Cidade Verde (Band) no último final de semana, em Tangará da Serra, o empresário Claudio Meurer emitiu nota de esclarecimento na última quarta-feira (24) onde apresenta sua versão sobre os fatos (imagem anexa ao final da matéria).

Em conversa com a reportagem do Bem Notícias, Meurer admitiu ter errado ao abordar a equipe de repórteres, mas garantiu que não era sua intenção agredir ou atrapalhar o trabalho da imprensa. Conforme a nota, Cláudio jogava futebol no campo de numa sociedade localizada às margens da Avenida Lions Internacional, onde houve um atropelamento. Ele e seus companheiros de futebol – entre eles um médico – correram para prestar socorro. “Logo passei a sinalizar os demais transeuntes para que diminuísse a velocidade dado ao recente acontecido e o número de pessoas que se encontravam no local, que por se tratar de via escura, a visibilidade se encontrava prejudicada (…)”, diz, na nota.

Meurer quer reconciliação e relata situação nervosa durante acidente: “Não queria agredir ninguém. Não é esta a minha índole”.

Meurer afirma que quando viu mais um veículo se aproximando em velocidade – que seria o veículo da emissora – sentiu-se revoltado e arremessou um chinelo que calçava. “Estava de calção, sem camisa e de chinelo, estava jogando. Aí aconteceu o acidente. Estava nervoso, preocupado com a situação de alguém que necessitava de socorro imediato. Não vi que era um carro da imprensa”, relatou, em conversa com a reportagem. Ele nega que tenha ingerido bebida alcoólica antes ou durante o fato.

O empresário admite que errou ao arremessar seu chinelo contra o carro, e também disse ter errado ao avançar contra o cinegrafista Izaías Gregório. “Errei, admito… Ele (Izaías) veio me filmando e disse: ‘ah.. esse é o cara do facebook’… Pedi para que não me filmasse e, a partir daí, aconteceu o que aconteceu…” contou, revelando recente discussão sobre tema ignorado nas redes sociais.

Ao admitir o erro cometido, Cláudio Meurer disse que irá ressarcir todo e qualquer prejuízo material causado, além de responder por demanda judicial.

Gregório, vítima de agressão: “Que reação que poderia ter se não de indignação?”

Ele, porém, diz que pretende uma reconciliação com a imprensa. “Admiro e respeito a imprensa. Eu errei, mas todos nós erramos. Sou pai de família, sou empresário e gero emprego, pago impostos e vivo o dia-a-dia da minha cidade. Foi uma situação que causou nervosismo. Não queria agredir ninguém, não é esta a minha índole”, declarou.

Por outro lado, ele disse lamentar os impropérios que ouviu dos repórteres depois do confronto. “Me chamaram, me desafiaram, me ofenderam… Tudo isso está gravado por companheiros e vou usar em minha defesa”, revelou Meurer.

Por sua vez, a vítima da agressão, cinegrafista Izaías Gregório, disse à reportagem que não irá se pronunciar enquanto não for devidamente orientado por sua defesa. O profissional da Band mostra-se abatido pela agressão sofrida e, quanto aos impropérios que teria proferido contra o agressor, limitou-se a dizer: “Fui agredido, fui derrubado enquanto trabalhava… Que reação que poderia ter se não de indignação?”, disse à reportagem.

Abaixo, nota de Cláudio Meurer.

Comentários Facebook
Continue lendo

Imprensa

SINDJOR convoca extraordinária com jornalistas em Tangará da Serra

Publicado

O Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (SINDJOR-MT) convoca para a próxima quinta-feira (27) assembleia geral extraordinária para discussão de assuntos relacionados a interesses da categoria em Tangará da Serra.

A assembleia acontecerá na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Centro de Tangará da Serra, a partir das 19h00.

Presidente do SINDJOR-MT, Itamar Perenha.

Segundo o presidente do SINDJOR-MT, Itamar Perenha, a pauta está relacionada ao cumprimento do novo piso da categoria estabelecido, assim como demais itens, no Acordo Coletivo 2018/2019.

Na sequência, edital de convocação.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana