conecte-se conosco


Mato Grosso

Sexta-feira (03): Confira lista de municípios com classificação de risco muito alto de contaminação

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta sexta-feira (03.07), o Boletim Informativo n° 117 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 9) que 26 municípios do Estado configuram na classificação com risco “muito alto” para o novo coronavírus:  Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Primavera do Leste, Cáceres, Pontes e Lacerda, Tangará da Serra, Nova Mutum, Sinop, Peixoto de Azevedo, Guaratã do Norte, Querência, Matupá. Poxoréo, Marcelândia, Campo Novo do Parecis, Claudia, Poconé, Colíder, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião, Jaciara, Alto Garças e Sapezal. 

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “alto” para a disseminação do coronavírus são: Barra do Garças, Villa Bela da Santíssima Trindade, Campo Verde, Nossa Senhora do Livramento, Rosário Oeste, Tapurah, Vila Rica, Juscimeira, Chapada dos Guimarães, Feliz Natal, General Carneiro, Juína, Nova Santa Helena, Nobres, Diamantino, Jangada, Ribeirão Cascalheira, Pontal do Araguaia, Nova Bandeirantes, Gaúcha do Norte, Juara, Juruena, Porto dos Gaúchos, Araputanga, Barra do Bugres, Lambari D’Oeste, Acorizal, Alto Araguaia, Comodoro, Novo Mundo, Rio Branco, Arenápolis, Campinápolis, Terra Nova do Norte, Alto Paraguai, Nova Olímpia, São José do Rio Claro, Nova Canaã do Norte, Nova Marilândia, Ipiranga do Norte, Itiquira, Paranaíta, União do Sul, Alto Taquari, Cocalinho, Dom Aquino, Nova Xavantina, Porto Estrela, Barão de Melgaço, Itaúba, Santo Afonso, Nova Nazaré, Nova Brasilândia, Novo São Joaquim, Ribeirãozinho, Denise, Indiavai, Novo Horizonte do Norte e Castanheira.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

Veja a tabela de classificação de risco por município

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Empresários já podem fazer pedidos do FCO pela internet

Publicado

por


.

Mato Grosso já iniciou o processo de digitalização das cartas-consulta para contratação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO). O Estado é o primeiro a digitalizar os pedidos em todo o Brasil. O sistema estadual será integrado com o do Banco do Brasil e fará com que as cartas-consulta sejam totalmente preenchidas pela internet clicando aqui.

De acordo com dados da Coordenadoria de FCO Empresarial e Rural da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), 40% das cartas-consulta retornavam por erros no preenchimento ou falta de informações relevantes, pois era documento facilmente editável e não exigia preenchimento obrigatório.

“Mato Grosso está mais uma vez na vanguarda com este projeto totalmente desenvolvido pelos servidores da Sedec, equipe muito técnica e eficiente. Sob o comando do governador Mauro Mendes, seguimos com o compromisso de trazer celeridade aos processos e mais possibilidade de acesso aos recursos do FCO”, disse César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

O FCO é um financiamento de investimento fixo, com ou sem capital de giro associado, para implantação, ampliação, modernização ou relocalização de empreendimentos dos setores mineral, industrial, agroindustrial, turístico, infra-estrutura econômica, comercial e de serviços na Região Centro-Oeste.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Mato Grosso é primeiro Estado a digitalizar pedidos do FCO

Publicado

por


.

Mato Grosso já iniciou o processo de digitalização das cartas-consulta para contratação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO). O Estado é o primeiro a digitalizar os pedidos em todo o Brasil. O sistema estadual será integrado com o do Banco do Brasil e fará com que as cartas-consulta sejam totalmente preenchidas pela internet clicando aqui.

De acordo com dados da Coordenadoria de FCO Empresarial e Rural da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), 40% das cartas-consulta retornavam por erros no preenchimento ou falta de informações relevantes, pois era documento facilmente editável e não exigia preenchimento obrigatório.

“Mato Grosso está mais uma vez na vanguarda com este projeto totalmente desenvolvido pelos servidores da Sedec, equipe muito técnica e eficiente. Sob o comando do governador Mauro Mendes, seguimos com o compromisso de trazer celeridade aos processos e mais possibilidade de acesso aos recursos do FCO”, disse César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

O FCO é um financiamento de investimento fixo, com ou sem capital de giro associado, para implantação, ampliação, modernização ou relocalização de empreendimentos dos setores mineral, industrial, agroindustrial, turístico, infra-estrutura econômica, comercial e de serviços na Região Centro-Oeste.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana