conecte-se conosco


Mato Grosso

Serviços sociais e de cidadania de MT são modelo nacional

Publicado

O governador Pedro Taques recebeu, nesta terça-feira (04.12), a equipe de comando da Secretaria de Estado de Assistência Social e Trabalho (Setas) para acompanhar o balanço das ações desenvolvidas em Mato Grosso entre 2015 e 2018. Para sua surpresa, o Estado será premiado nesta  quarta-feira (05.12) pelo Governo Federal pela rede de proteção social eficaz existente em âmbito estadual.

Taques destacou sua felicidade e satisfação ao ver que o trabalho desenvolvido pela secretaria, que chegou a ser alvo de operação da polícia em 2014, hoje é uma das que mais entregam serviços de qualidade aos mato-grossenses, sendo reconhecida nacionalmente.


“Desde a gestão do Valdinei de Arruda, que fez o trabalho que precisava ser feito, em 2015, depois vieram Max Russi, em 2017, criando o Pró-família, e Mônica Camolezi que promoveu o fortalecimento dessas ações e criação de uma rede de assistência. Estamos felizes porque vamos entregar a assistência melhor do que recebemos ao governo”, disse Taques.

A secretária Mônica Camolezi apresentou o resultado efetivo da grande rede de assistência social que foi implementada no estado, envolvendo 140 dos 141 municípios mato-grossense. Segundo ela, mais de 2,7 mil servidores trabalham diretamente com o Pró-família. “O programa está impactando diretamente em todos os indicadores e conseguimos uma marca histórica de redução da extrema pobreza em Mato Grosso. Isso não havia sido alcançado pela Setas”.

Segundo a secretária, além do Pró-família e do Ganha Tempo, a secretaria ainda conseguiu fazer diversas ações nos municípios, ela lembrou, por exemplo, que na última sexta-feira (30.11) houve a entrega aos municípios de 200 kits de informática, com computadores e impressoras.

Leia mais:  Recursos federais possibilitam novos equipamentos, viaturas e reforço na segurança

“Criamos um sistema de informações que será um verdadeiro radar que vai conectar o estado de Mato Grosso aos pactos globais e à toda essa rede que pensa a assistência social no mundo. Democratizando o acesso, possibilitando que outras pessoas também façam parte dessa rede de proteção do estado”.

Para dar conta de todo esse trabalho, a Setas ofereceu ainda capacitação aos servidores do estado e dos municípios. Tudo para possibilitar o acompanhamento da situação de cada família em situação de vulnerabilidade social. Segundo Mônica, o estado atingiu a marca de acompanhamento de mais 70% das famílias participantes do programa Bolsa Família, do Governo Federal.

Lembrou ainda que a gestão do governador Pedro Taques possibilitou o empoderamento dos Conselhos Tutelares de Mato Grosso ao entregar 147 veículos novos. “Ajudamos toda rede de atuação do direito da criança e do adolescente”, acrescentou Mônica ao governador Pedro Taques.

Ganha Tempo

Outro avanço é a implantação de 8 unidades do Ganha Tempo, sendo que antes só existia a unidade da Praça Ipiranga, que foi totalmente reformada na atual gestão. Hoje o Ganha Tempo já está no CPA (Cuiabá), Sinop, Barra do Garças, Rondonópolis, Várzea Grande (VG Shopping) e depois do dia 20 de dezembro será inaugurado no Cristo Rei, também em Várzea Grande. No início da próxima gestão será inaugurado em Cáceres.

“Tínhamos um Ganha Tempo, a unidade da Praça Ipiranga, que estava em estado de calamidade e tivemos que fazer uma reforma completa, praticamente refizemos tudo internamente para melhor atender os mato-grossenses”, frisou a secretária da Setas.

Leia mais:  Inédita, Alpner Beer Fest será atração neste sábado, no CTG

Cidadania

A secretária elogiou ainda o programa Caravana da Transformação, que realizou quase 70 mil cirurgias e nos chamados “Dias D” realizou 127 mil atendimentos de cidadania, feitos pela Setas e parceiros da secretaria. “Para se ter uma ideia, fizemos mais de mil RGs para indígenas”, contou como curiosidade da ação.

Reconhecimento nacional

A secretaria será premiada pelas ações em assistência social, principalmente pelo trabalho desenvolvido no Criança Feliz, de acompanhamento da primeira infância. “Ainda no cenário nacional, conseguimos emplacar uma chapa no fórum de secretários, em que Mato Grosso ocupa a vice-presidência”, contou Mônica, lembrando que há décadas os diretores eram do Nordeste.

Todo esse esforço levou a um reconhecimento nacional, conta a secretária e que isso não veio apenas de forma simbólica, mas foi monetizado. “Recebíamos um cofinancimento de R$ 4,6 milhões ao ano da União e hoje e de R$ 7,6 milhões, dos quais repassamos, sem intermediários, R$ 2,5 milhões, por mês, para todos os municípios do estado”.  

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Tangará da Serra é a terceira cidade do estado em número de eleitores com risco de ter o título cancelado

Publicado

Mais de 50 mil eleitores estão sujeitos ao cancelamento de seus títulos eleitorais por não terem comparecido às urnas nas três últimas eleições consecutivas, e nem justificado a ausência.

Rondonópolis é o município com maior número de eleitores em situação irregular. Ao todo são 5,3 mil pessoas que não participaram das últimas três eleições. A segunda colocação nos eleitores mais faltosos está com o município do Primavera do Leste, com três mil eleitores em situação irregular. Em terceiro está Tangará da Serra, com 2,1 mil eleitores que poderão ter seus títulos cancelados.


Caso o eleitor não lembre se faltou nos três últimos pleitos, basta acessar o Portal do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (www.tre-mt.jus.br), e clicar na aba “eleitor” e, após, clicar em “situação eleitoral”. Para obter a informação, o eleitor pode informar o nome completo e a data de nascimento ou o número do título eleitoral. O sistema emitirá as seguintes informações: “Situação Regular” ou “Inscrição sujeita a cancelamento por ausência às últimas eleições. Compareça ao cartório eleitoral mais próximo para regularização”.

Ao comparecer a um dos postos de atendimento para regularização, o eleitor deverá apresentar documento com foto que comprove sua identidade, e se possuir, título eleitoral, comprovantes de votação e de justificativa. O prazo para regularizar a situação termina no dia 06 de maio. É importante destacar que cada turno da eleição conta como um pleito.

 

Leia mais:  Cuiabano de 14 anos escapa de incêndio em CT do Flamengo

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Transtorno de Espectro Autista será tema de audiência pública promovida pelo MPMT

Publicado

por

Com o objetivo de discutir com a sociedade rondonopolitana e com os órgãos que integram a rede de proteção e atendimento da infância e da juventude, a respeito da prestação de atendimento educacional especializado para as crianças e adolescentes portadoras de Transtorno do Espectro Autista (TEA), o Ministério Público Estadual realizará uma audiência pública, no dia 15 de março, às 14h, no prédio do Fórum de Rondonópolis.

O evento terá como mediadora a promotora de Justiça Patrícia Eleutério Campos Dower, que fará uma exposição dos assuntos a serem tratados, além de esclarecer dúvidas dos participantes, nas questões de adoção de medidas que contemplem os interesses coletivos da sociedade sobre o tema Transtorno do Espectro Autista, na área da educação.

Para o evento foram convidados coordenadores das escolas municipais, estaduais e particulares, representantes da Seduc, da Secretaria Municipal de Educação, dos Conselhos Tutelares, da Associação Rondonopolitana de Pessoas com Transtorno Autista e da Procuradoria de Justiça Especializada da Infância e Juventude em MT.

Transtorno do Espectro Autista – (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento infantil caracterizado por dificuldades na interação social, comunicação, comportamentos repetitivos e interesses restritos, podendo apresentar também sensibilidades sensoriais.

O conceito de espectro reflete a ampla gama de desafios e até que ponto que as pessoas com autismo podem ser afetadas. A ocorrência é de cerca de um em cada 100 pessoas tem um TEA. Sabe-se que é quatro vezes mais comum em meninos do que meninas.


Endereço da audiência pública: Rua Barão do Rio Branco, 2299 – Jardim Guanabara, anexo ao Fórum de Rondonópolis (Salão do Tribunal do Juri).

Fonte: Ministério Público MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Recursos federais possibilitam novos equipamentos, viaturas e reforço na segurança
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana