conecte-se conosco


Estradas

Serra de Deciolândia: Após vistoria, deputado diz que acionará Sinfra-MT por melhorias

Publicado

A má sinalização e conservação deficiente da pista da MT-480 na Serra de Deciolândia está gerando uma mobilização das autoridades locais. Na primeira sessão ordinária do ano na Câmara Municipal de Tangará da Serra, a vereadora Sandra Garcia (PSDB) apresentou indicação ao deputado estadual Faissal Calil (PV) solicitando providências.

A ação da vereadora repercutiu e chamou atenção do representante de Tangará da Serra e região na Assembleia Legislativa. No último sábado, em vistoria realizada no local, o deputado Doutor João (MDB) externou, em entrevista à Rádio Tangará, a sua preocupação com os riscos que o trecho em declive da serra representa.

Em entrevista, Doutor João disse que pedirá urgência nas melhorias na Serra de Deciolândia

O trajeto oferece alto risco pela sua declividade e por estar pouco sinalizado no alto, antes da descida. Ou seja, o motorista que não conhece o local não percebe que terá pela frente uma serra perigosa.

Outros problemas da Serra de Deciolândia são as erosões. “Se der uma chuva forte, estas erosões poderão romper a pista e causar uma tragédia” disse o deputado, na entrevista concedida ao repórter Kleber Leite, da Rádio Tangará.

Processos erosivos também causam preocupação e representam sérios riscos, segundo deputado

João disse que, já nesta segunda-feira (18.02), apresentará na Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra-MT) um relatório com imagens da serra de Deciolândia. “Temos urgência nestas melhorias. Está morrendo gente aqui”, disse o parlamentar, citando casos de acidentes fatais que ocorreram recentemente no trecho.

Leia mais:  De pau a pique a concreto, Catedral do Senhor de Bom Jesus é símbolo de transformação

Segundo João, o relatório será apresentado ao secretário-adjunto da Sinfra, Wener Santos, que conhece a região, foi ex-prefeito de Nova Marilândia e também já residiu em Tangará da Serra. O parlamentar disse, na entrevista, que poderá intermediar uma reunião de vereadores e representantes do Executivo municipal com Wener para tratar deste e outros assuntos relacionados a infraestrutura. “Abro este espaço e faço o agendamento. Coloco-me à disposição”, afirmou.

O deputado disse, também, que irá se pronunciar sobre a Serra de Deciolândia na tribuna na sessão da Assembleia Legislativa de amanhã (terça,19).


Beja, abaixo, fotos do trecho da Serra de Deciolândia. (Fotos: Assessoria)

Comentários Facebook
publicidade

Estradas

SERRA DE DECIOLÂNDIA: Associação aguarda governo para obras de manutenção

Publicado

O governo do estado está ciente dos riscos de deslizamento e perda total da pista da MT-480 na Serra de Deciolândia. Porém, ainda não tomou providências por questões burocráticas e orçamentárias.

Há 30 dias, o secretário adjunto de Rodovias Pavimentadas do estado, Nilson de Brito, esteve na Serra de Deciolândia e constatou os problemas. Ele esteve acompanhado de representantes da Associação de Produtores da MT-480, entidade que mantém convênio com o governo para pavimentação e manutenção da rodovia.

Danos e riscos de tragédia na Serra de Deciolândia: Governo tem ciência.

Segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SINFRA-MT), o convênio com a entidade está em vigor e foi firmado ainda em 2010 pelo governo. Contudo, o contrato, que vige até 2020, passa por revisão e readequação de planilhas, e também aguarda disponibilidade orçamentária para alocação de recursos.

Em contato com a redação, o secretário executivo da Associação, Edílson Sampaio, confirma a preocupação com o que ocorre na Serra de Deciolândia e ratifica a vigência contratual com o governo. “É preocupante, temos um problema sério, ali. O sistema de drenagem precisa de manutenção urgente, entre outras medidas”, afirma, lembrando que a execução de trabalhos depende de recursos liberados pelo estado.

Seis anos de erosões

Sampaio revela que os problemas foram constatados logo no início do governo Pedro Taques (PSDB), em 2014, quando dos primeiros processos erosivos. Aliás, as erosões iniciaram antes, em 2013, conforme registro em foto da época, feito pelo autor desta matéria (ver abaixo).

Foto de 2013: Problemas já eram perceptíveis há seis anos.

O representante da associação relembra que em 2017, pouco antes do período de carnaval, houve o rompimento de um bueiro, o que exigiu trabalhos emergenciais de contenção. “Conseguimos, a duras penas, controlar a situação. Mas, na época tínhamos os recursos do convênio e empresa contratada para as obras. Então, naquela vez conseguimos salvar a MT-480, no trecho da serra”, relata.


A preocupação, agora, é a corrida contra o tempo. Com a proximidade das primeiras chuvas – que iniciam já em agosto, na tradicional ‘chuva do caju’, e passam a ocorrer maior frequência a partir de setembro – aumentam significativamente os riscos de deslizamento do talude que sustenta a MT-480 no trecho da Serra de Deciolândia. A partir de agora, resta saber se a burocracia e a morosidade governamental contribuirá para uma tragédia anunciada.

Leia mais:  Exposerra: evento deverá acontecer, mas em novo formato e com novas parcerias

Comentários Facebook
Continue lendo

Estradas

Quintão destaca obras de recuperação da Serrinha entre Tangará e Nova Olímpia

Publicado

Ronaldo Quintão (PP) acompanhou esta semana as ações da Secretaria Municipal de Infraestrutura de Nova Olímpia na Serrinha, via de acesso alternativa entre Tangará da Serra e Nova Olímpia, na Serra Tapirapuã. A obra, restrita ao trecho de responsabilidade do município vizinho foi solicitada pelo presidente da Câmara Municipal e será executada pelas prefeituras das duas cidades.

“A gente parabeniza o prefeito de Nova Olímpia, Zé Elpídio. Conversamos também com o prefeito Fábio, e temos certeza que Tangará da Serra fará sua parte. Isso aqui não é uma ação em favor de uma cidade, mas é uma ação a favor da nossa região e dos nossos cidadãos, portanto resultado de uma união entre as prefeituras e os vereadores de Tangará da Serra e Nova Olímpia”, afirmou o vereador Ronaldo Quintão.

A recuperação da estrada da Serrinha facilita o acesso entre os dois municípios e isso melhora o intercâmbio comercial. Com comércio forte e muitos prestadores de serviços, Tangará da Serra tem muito a ganhar na avaliação do presidente da Câmara.

“Todos nossos pleitos são no sentido de consolidar Tangará da Serra como polo da região, e as condições das nossas estradas estão diretamente ligadas a isso, portanto é dever nosso enquanto representantes da população, brigar para oferecer aos moradores da região estradas em condições de trafegabilidade. E é o que estamos fazendo”, disse.


(*) Autor: Assessoria Câmara

Leia mais:  Sesp divulga planejamento da Operação Carnaval 2019 na quinta-feira (28.02)

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana