conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Cidade

SEPOTUBA: Ocupações em áreas de preservação não serão regularizadas

Publicado

A audiência pública convocada pelo Ministério Público Federal e realizada na última terça-feira foi o marco inicial de um impasse dos mais polêmicos em Tangará da Serra.

Durante a audiência, o perito agrário Carlos Eduardo Barbieri Gregório, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) deixou claro que o órgão não regularizará ocupações em áreas de preservação. Na prática, a declaração do representante do INCRA indica que os pesqueiros que estiverem com estruturas físicas em APP’s (mata ciliar do rio) terão de ser retirados, uma vez que deverão ser interpretados como “grilagem”, com a agravante de prática de crime ambiental.

Estruturas erguidas em APP’s (mata ciliar do rio) poderão ser interpretadas como “grilagem”, com a agravante de crime ambiental

Estruturas erguidas em APP’s (mata ciliar do rio) poderão ser interpretadas como “grilagem”, com a agravante de crime ambiental

Outro ponto polêmico mencionado por Carlos Eduardo é em relação às regularizações dos lotes localizados no Assentamento Antônio Conselheiro. Segundo o perito do INCRA, a regularização será possível somente para assentados enquadrados como trabalhadores rurais para reforma agrária.

Em entrevista à imprensa, Carlos Eduardo Barbieri Gregório adiantou que para fazer jus aos lotes destinados à reforma agrária, o INCRA admite apenas trabalhadores rurais, vedando destinação de áreas a pessoas que não comprovarem a atividade rural ou que já tenham sido comtemplados em outros assentamentos.

Carlos Eduardo Barbieri, do INCRA: Regularização será possível somente para assentados enquadrados como trabalhadores rurais para reforma agrária

Carlos Eduardo Barbieri, do INCRA: Regularização será possível somente para assentados enquadrados como trabalhadores rurais para reforma agrária

Para quem adquiriu lotes por meio de negociação irregular, haverá sanções. “Quem compra mal paga duas vezes”, disse à imprensa o perito do INCRA.

Questionamentos

Durante a audiência, o representante do INCRA foi questionado por alguns dos assentados. Um deles chegou a declarar que as vendas ilegais de lotes a terceiros iniciaram já em 1999, havendo casos de fracionamento. Outros criticaram a presença de posseiros de áreas (não-assentados que adquiriram áreas no local) na audiência e que teriam claro interesse em manter suas ‘áreas de lazer’, algumas com casas avaliadas, segundo as assentados, em até R$ 300 mil.

Demanda

De acordo com Carlos Eduardo Barbieri Gregório, a ação voltada à regularização das propriedades no assentamento Antônio Conselheiro teve origem numa demanda do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), que fez um estudo na região e constatou diminuição brusca da ictiofauna local.

Comentários Facebook

Cidade

Prazo de inscrições para o vestibular da Unemat termina nesta segunda

Publicado

O prazo de inscrição para o vestibular 2022/2 da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) encerra nesta segunda-feira (16/05). Os interessados devem fazer a inscrição pelo site unemat.br/vestibular.

Em Tangará da Serra, a universidade abre, no total, 360 vagas para nove cursos: Administração em Agronegócio (Matutino), Administração em Empreendedorismo (Noturno), Agronomia (Integral), Ciências Biológicas (Noturno), Ciências Contábeis (Noturno), Enfermagem (Integral), Engenharia Civil (Integral), Jornalismo (Noturno) e Letras (Noturno).

O curso de Jornalismo é o mais novo no campus de Tangará da Serra. Iniciou em 2017 e já obteve nota 3/5 no sistema ENADE, que avalia anualmente a qualidade dos cursos superiores no país. A nota representa que a graduação está cumprindo com suas expectativas, e tem perspectivas para continuar avançando. Em período noturno, o curso possui carga horária de 3.200 horas, com disciplinas básicas e profissionalizantes, que vinculam teoria e prática, com duração mínima de 08 semestres (4 anos). Para o curso de Jornalismo, a Unemat oferece 40 vagas.

O Vestibular 2022/2 será realizado no dia 12 de junho, das 8h às 13 horas, e compreende duas fases: a primeira com questões objetivas sobre Ciências da Natureza e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias, Ciências Humanas e suas tecnologias, e Linguagens, Códigos e suas tecnologias. Já a segunda etapa constitui-se de uma redação.

O resultado final será divulgado a partir do dia 22 de julho. O período letivo terá início no dia 8 de agosto.

Todas as informações sobre as etapas do Vestibular e seus editais podem ser acessadas em vestibular.unemat.br

Assessoria de Imprensa

Continue lendo

Cidade

Covid-19: 77 mil tomaram 1ª dose e apenas 24 mil imunizados com dose de reforço

Publicado

O boletim que apresenta um resumo do cenário atualizado sobre a Covid-19 divulgado nesta manhã de segunda-feira, 16, pela Vigilância Epidemiológica revela que em Tangará da Serra 77.680 pessoas receberam a primeira dose da vacina, mas que apenas 24.490 buscaram a dose de reforço do imunizante.

A tendência de queda na busca pela imunização, reflexo da redução dos casos de contaminação, é evidente, quando o boletim revela o número decrescente de doses aplicadas no decorrer das campanhas de vacinação promovidas em Tangará da Serra.

Conforme o boletim epidemiológico, ao todo 169.562 doses foram aplicadas. 77.680 como 1ª dose, 64.631 como 2ª dose, o que apresenta 13.049 doses a menos aplicadas nesse intervalo.

O número de imunizados com a dose de reforço é ainda menor. Cai para 24.490 doses aplicadas. Ou seja, 53.190 a menos se comparado com o montante que recebeu a primeira dose, quando as contaminações da Covid-19 estavam no auge.

Com a 2ª dose de reforço então, o número cai drasticamente. Apenas 282 doses foram aplicadas.

Tangará da Serra registra 389 mortos por Covid-19

Do registro do primeiro caso em 2020, até a publicação deste último boletim epidemiológico, Tangará da Serra já contabilizou 389 óbitos em decorrência de complicações geradas pela Covid-19.

Ao todo, 23.375 tangaraenses foram contaminados e 22.968 tiveram seus casos evoluídos para cura. Atualmente, quatro moradores estão contaminados pelo vírus.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana