conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

SEPOTUBA: MPF conduzirá audiência para discutir agressões e ocupações irregulares

Publicado

Pesqueiros, tablados flutuantes, cevas, linhas, anzóis, redes de pesca, pastagens, esgoto e muito lixo. Tudo isto e mais um pouco pode ser encontrado em grande quantidade às margens do rio Sepotuba, o principal afluente do rio Paraguai e maior manancial das cabeceiras do Pantanal.

Este descalabro será tema de audiência pública convocada para esta terça-feira (13) pelo Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF/MT), por meio do Ofício de Tutela do Meio Ambiente e do Patrimônio Cultural. A audiência, que tratará expressamente da ocupação irregular das margens do Rio Sepotuba e das instalações irregulares de pesqueiros, terá início às 14hs, no auditório da Subseção da OAB em Tangará da Serra.

Ocupações irregulares resultam em alto grau de poluição, com grande quantidade de lixo e cevas com soja e milho

Ocupações irregulares resultam em alto grau de poluição, com grande quantidade de lixo e cevas com soja e milho

Entre os assuntos em pauta consta a ocupação irregular das áreas de reserva legal e preservação permanente do assentamento Antônio Conselheiro, principalmente por pesqueiros instalados às margens do Rio Sepotuba, muitos deles sob domínio de pessoas que não se enquadram como assentados ou trabalhadores rurais. Neste contexto há, inclusive, suspeitas de negociações ilegais de lotes.

Atividades de pesca e entretenimento nas margens do rio resultam em lixo acumulado e evidentes agressões ao manancial

Atividades de pesca e entretenimento nas margens do rio resultam em lixo acumulado e evidentes agressões ao manancial

O procurador da República e titular do Ofício do Meio Ambiente, Pedro Melo Pouchain Ribeiro, esclareceu que a reserva legal do assentamento não pode ser ocupada, além de que a construção de tablados necessita de cadastro técnico junto à SEMA/MT e Marinha. “Vamos realizar essa audiência pública justamente com o objetivo de ouvir a população, ficar a par do que está acontecendo na região. Queremos dar a oportunidade de que a sociedade participe do processo de tomada de decisão, juntamente com as mais diversas instituições, em prol da regularização ambiental da área”, enfatizou Ribeiro.

Agressões sistemáticas

Há muitos anos o Sepotuba vem sendo agredido sem dó nem pudor por uma quantidade imensa de pesqueiros, boa parte deles na região do Antônio Conselheiro. A atividade ilegal de pesca é menos intensa durante a piracema, mas quando o período proibitivo não vigora o que se pode observar é um grande número de pessoas em suas margens.

Abusos ao meio ambiente e pesca ilegal desvirtuam a verdadeira função de lotes no Assentamento Antônio Conselheiro, que foram distribuídos pelo Incra para reforma agrária

Abusos ao meio ambiente e pesca ilegal desvirtuam a verdadeira função de lotes no Assentamento Antônio Conselheiro, que foram distribuídos pelo Incra para reforma agrária

Vale salientar que a fraqueza do estado na fiscalização é um dos fatores que incentivam as práticas irregulares e as agressões.

Há quem pesque com certa consciência, mas há quem pratique a pesca predatória, com uso de redes, tarrafas, espinhéis e anzóis de galho. A venda clandestina de peixe é comum na região e em meio a esta atividade as cevas forram o leito do Sepotuba com soja e milho, alimentos absolutamente estranhos à ictiofauna, mas que atraem cardumes para os pescadores.

Para subsidiar as discussões, a SEMA/MT e o Batalhão de Polícia Militar Ambiental promoveram um levantamento preliminar sobre a atual situação das ocupações irregulares nas áreas de reserva legal e preservação permanente do assentamento.

A partir desse levantamento e, em especial, dos relatos em audiência pública, será traçada a estratégia de regularização, inicialmente preventiva e orientativa, podendo culminar também com atuações fiscalizatórias e repressivas dos infratores, se necessário.

Também participarão da audiência pública, representantes do Ministério Público Estadual (MPE), do Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA), SEMA, Prefeitura de Tangará da Serra, Batalhão da Polícia Militar Ambiental e da Marinha, por meio da Agência Fluvial de Cáceres.

Imagens retratam a judiação do rio Sepotuba por atividades ilegais e ocupações irregulares

Imagens retratam a judiação do rio Sepotuba por atividades ilegais e ocupações irregulares

 

 

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Bandido arromba e furta loja na Ismael do Nascimento. “Insegurança”, diz vítima

Publicado

Um criminoso arrombou a porta e furtou uma loja localizada na Avenida Ismael José do Nascimento, em Tangará da Serra. O crime aconteceu nesta madrugada de sexta-feira e toda a ação foi registrada por câmeras do circuito interno da empresa.

Veja abaixo os vídeos da ação criminosa desta madrugada

Conforme as imagens, por volta das 2h35, o bandido inicia uma série de tentativas de arrombar a porta da loja, forçando a abertura com alguns objetos. Um carro se aproxima e ele sai andando, disfarçando como se apenas passasse pelo local.

Poucos segundos depois ele volta e retoma as tentativas de arrombar a porta da loja. O criminoso sai mais duas vezes, quando motocicletas passam. Ele leva cerca de 6 minutos para arrombar a porta e entrar no estabelecimento comercial.

No interior da loja, o criminoso segue direto para o caixa, em seguida, inicia a captura dos objetos de maior valor. “Levou objetos pequenos, mas de maiores valores como relógios, perfumes, calças de marca, camisetas”, disse a proprietária em entrevista ao programa Tangará 40 Graus da TV Cidade Verde.

O bandido leva aproximadamente 3 minutos para furtar os objetos e deixar o interior do empreendimento, tomando rumo ignorado. Hoje pela manhã a dona da loja registrou o boletim de ocorrência. “É muito constrangedor, para mim que sou empreendedora da cidade. A gente trabalha, luta todos os dias, e chegar lá e ver que foi roubado”, lamentou a empresário durante a entrevista.

“Tem que transformar a loja em uma prisão com grades”, diz lojista

“Não tenho esperança de recuperar os objetos, mas desejo a prisão para que ele não faça isso com outro comerciante, tirando a paz do comércio. Não podemos deixar uma luz ligada para que as pessoas vejam a mercadoria, tem que transformar a loja em uma prisão, com grade. A sensação é de insegurança”, afirmou.

Continue lendo

Tangará da Serra

CNH vencida entre janeiro a junho de 2021 deve ser renovada até dia 31 de julho

Publicado

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) reforça aos motoristas que estão com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida entre janeiro a junho de 2021 que têm até o dia 31 de julho para regularizar o documento. O prazo para renovação foi reestabelecido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) por meio da deliberação Contran n° 253.

Para renovar a habilitação, o motorista pode baixar o aplicativo MT Cidadão ou acessar o site oficial do Detran (www.detran.mt.gov.br) e fazer o serviço de forma online, sem sair de casa. No caso de renovar de forma online, a única etapa que exige deslocamento é para realização do exame médico.

Pelo aplicativo MT Cidadão é possível renovar a CNH inclusive de condutores profissionais e os que necessitam de junta médica, como os condutores PCD.

O Detran ressalta que existem casos em que o condutor deverá realizar a renovação da CNH somente de forma presencial, com agendamento prévio do atendimento pelo site do Detran (www.detran.mt.gov.br).

Situações que necessitam de atendimento presencial: mudança e adição de categoria da habilitação, processo de transferência de CNH de outro Estado, registro de estrangeiro e alteração de dados cadastrais (nome, nome de mãe, número de CPF) que precisam ser informados ao Senatran.

Mais informações no Disque Detran: (65) 3615-4800 ou pelo e-mail: [email protected]

Com informações de Detran-MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana