conecte-se conosco


Polícia

Senasp cria manual de recomendações para profissionais de segurança

Publicado

Assessoria | Polícia Civil-MT

O ministério da Justiça e Segurança Pública, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), publicou o Manual de Ações para Ocorrências de Atendimento em Casos Suspeitos de Covid-19. O documento visa passar recomendações sobre a atuação dos profissionais de segurança diante de ocorrências em que haja suspeita do novo coronavírus.

O material desenvolvido pela Senasp tem o objetivo de padronizar e estabelecer diretrizes a todas as Unidades da Federação neste momento de pandemia e busca com a medida facilitar o acesso dos profissionais de Segurança Pública às orientações quanto à abordagem e utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s)

O direcionamento às instituições de Segurança Pública tem como base procedimentos estabelecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela Agência Nacional de Vigilãncia Sanitária (Anvisa). O manual também foi desenvolvido com a consultoria de profissionais da saúde e do Corpo de Bombeiros Militar.

Entre as recomendações previstas estão orientações gerais de biossegurança e etiquetas de higiene que devem ser observadas; cuidado com as informações da Internet; orientações às equipes das unidades de atendimento pré-hospitalar móvel – autocuidado e cuidados com os pacientes; procedimentos policiais no atendimento de pessoas com sintomas de Covid-19; Procedimentos policiais ao receber acionamento para atuar em descumprimento de medida sanitária preventiva; Abordagem, prisão/condução de pessoas durante período de grande propagação do vírus; e erros a serem evitados.

O manual traz ainda respostas das dúvidas mais frequentes na atuação dos profissionais de Segurança Pública.

Confira aqui o Manual de Ações para Ocorrências de Atendimento em Casos Suspeitos de Covid-19.

 

Comentários Facebook

Polícia

Polícia Civil e Procon vistoriam preços em mais uma farmácia da Capital

Publicado

por


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais uma farmácia da Capital foi alvo de fiscalização da Polícia Civil e Procon, na manhã desta quarta-feira (03.06), na operação de combate a preços abusivos durante a pandemia do coronavírus.

A operação realizada por policiais da Equipe Especial e da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) e fiscais do Procon Estdual tinha o intuito de verificar os preços de produtos mais comercializados no período de pandemia como álcool em gel e máscara facial.

No estabelecimento comercial, localizado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, foi solicitado a relação de compra dos produtos e notas fiscais dos materiais, nos últimos 30 dias, e analisados os preços das gôndolas para comparação.

Durante os trabalhos também foram  passadas orientações de que o aumento abusivo de preços pode configurar crime, além de outras condutas considerados criminosas durante esse período.

A ação integrada realizada semanalmente visa fiscalizar e orientar estabelecimentos comerciais sobre o Código de Defesa do Consumidor, além de coibir práticas criminosas, como aumento ou elevação de preço, sem justificativa, de produtos e serviços oferecidos ao cidadão.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Suspeito de praticar seis furtos é pego rondando residências

Publicado

por


.

Nesta quarta – feira (03.06) policiais militares prenderam um suspeito (33 anos) por furto a residência, em Rondonópolis. Após denúncias, a polícia localizou o homem apontado como autor de seis furtos na região.

Durante rondas pela manhã, os policiais receberam informações de que havia um homem rondando algumas residências no bairro Copacem. O suspeito foi localizado e detido, ele estava de bicicleta com uma mochila nas costas.

Uma vítima que teve a casa furtada na tarde de terça – feira (02.06) reconheceu o suspeito e alguns produtos apreendidos com ele, como uma faca, um boné e um cosmético. A ação criminosa praticada pelo homem na residência da vítima foi registrada por câmeras de monitoramento, as imagens foram disponibilizadas para a polícia.

O suspeito é apontado por furtar mais cinco residências, a primeira no dia 16 de dezembro de 2014, uma segunda casa em 12 de novembro de 2015, a terceira em 10 de agosto de 2017 e mais duas residências nos dias 20 e 21 de maio deste ano.

A Polícia Judiciária Civil vai investigar o caso.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes.

 

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana