conecte-se conosco



Cidades

Semana Nacional da Conciliação será realizada de 4 a 8 de novembro em Tangará da Serra

Publicado

O Poder Judiciário de Mato Grosso, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) realiza a XIV Semana Nacional de Conciliação de 4 a 8 de novembro. Os esforços estarão concentrados em Tangará da Serra, e outras 78 comarcas do Estado, através Centros Judiciários de Solução de Conflitos (Cejuscs) e da Central de Conciliação de Segundo Grau.

 

A ação é proposta pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para fomentar e divulgar os métodos autocompositivos. Conforme solicitação da presidente do Nupemec, desembargadora Clarice Claudino da Silva, o foco desta edição será a mediação familiar para dar oportunidade de diálogo mais humanizado em busca da solução adequada para seus conflitos.  As solicitações para envio dos processos em tramitação no Tribunal de Justiça para mediação familiar na Central de Segundo Grau (Nupemec) devem ser enviadas até o dia 14 de outubro, relativos a pedidos de divórcio, regulamentação de visitas, guarda de filhos, pensão alimentícia, reconhecimento espontâneo de paternidade e outros conflitos afetos à questão familiar.

A juíza coordenadora do Nupemec, Cristiane Padim da Silva destacou o foco da campanha, voltada para as questões familiares e disse que quando a comunicação em meio ao conflito de família é restabelecida, todos tendem a sair mais satisfeitos. “Com a mediação familiar eles são empoderados e decidem seus destinos, resolvendo conflitos e evitando outros, contribuindo tanto para a pacificação social quanto para o fortalecimento da política nacional autocompositiva”, explica.


Quaisquer outras ações passíveis de conciliação também poderão ser inclusas em pautas, desde que já estejam ajuizadas e em andamento nas Varas Cíveis e nos Juizados Especiais Cíveis. A campanha em prol da conciliação, realizada anualmente pelo CNJ desde 2006, envolve os Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais. Mais informações sobre a Semana Nacional de Conciliação podem ser obtidas diretamente nos Fóruns de cada comarca e também no Nupemec pelos telefones: (65) 3617-3658/3659.

Leia mais:  Ciclista se desequilibra e fica ferida ao colidir contra carro no bairro Jardim Paraíso

Comentários Facebook

Cidades

Casa de pais de deputado estadual é assaltada e sobrinha pula janela para pedir socorro

Publicado

 

Foto: AL/MT

A família do deputado estadual Faissal Calil (PV) foi feita refém após três homens armados invadirem a casa dos pais dele, de 71 e 78 anos, no Bairro Shangri-la, em Cuiabá, na madrugada dessa terça-feira, 12. Além do casal de idosos, a sobrinha de Faissal, de 22 anos, estava na casa.

A jovem disse à polícia que a família acordou de madrugada após ouvir um barulho na casa. Segundo a polícia, os suspeitos renderam a família e a trancou dentro de um quarto. A ação durou cerca de 30 minutos até os suspeitos fugirem levando duas televisões, notebook, celulares, roupas, joias, dinheiro e um carro.

A assessoria de Faissal informou que o carro foi recuperado no mesmo dia do assalto e que a família do deputado passa bem. A família contou à polícia que um dos suspeitos ficou fora da casa de vigia enquanto os outros dois roubavam objetos da residência.

De acordo com a polícia, os criminosos deixaram as vítimas trancadas e fugiram. A sobrinha de Faissal conseguiu pular uma janela da casa e pedir socorro para uma tia dela que mora na região.

Faissal também mora próximo a casa dos pais, entretanto, ele não estava em casa no momento do assalto, segundo a assessoria.


O caso foi registrado na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos que investiga a ocorrência. (Fonte: G1/MT)

Leia mais:  Caminhão tomba na estrada rural do distrito São Joaquim do Boche

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Enormes buracos se formam em ruas e deixam bairros quase intransitáveis

Publicado

Foto: reprodução Facebook

Mal começou o período de chuvas e alguns bairros de Tangará da Serra já revivem o problema da situação precária das ruas. Os locais com pavimentação são tomados por enormes buracos na via e o asfalto está se deteriorando. Já nos bairros sem pavimentação um lamaçal rouba a cena tornando as ruas praticamente intransitáveis. No Jardim Aeroporto, a situação é complicada: as galerias feitas estão sendo entupidas por terra, cascalho e lixo.  As ruas estão em estado de abandono, e é difícil saber o que é asfalto e o que terra.

“Munícipes sem poder entrar em suas casas, por crateras abertas nas ruas. Investidores sem poder concluir seus projetos”, relatou em sua página, o vereador Vagner Constantino se referindo ao bairro Jardim Aeroporto.  Ele destacou ainda que no dia 12 de julho de 2019, a Câmara Municipal aprovou a abertura de crédito no valor de R$ 6 milhões destinados à aquisição de combustível e pavimentação asfáltica para obras nos bairros Alto da Boa Vista, Jardim Aeroporto, Jardim São José, paralelas da Avenida Lions Internacional e distrito de Progresso e ainda a continuidade de tapa buracos nos demais bairros da cidade. “Cadê o cumprimento da Legislação autorizada pela Câmara para esta finalidade?”, questionou o vereador aproveitando para pedir aos moradores que ajudem os vereadores nessas cobranças.


“Eu acho falta de respeito com os moradores desses bairros, pois fazem só no último tempo de mandato para receber no próximo, os votos do povo (…)”, disparou um morador. Outro cobrou atenção para o Distrito de Progresso que segundo ele, está esquecido. Inúmeras reclamações são feitas por moradores de outros bairros, que querem que uma solução seja tomada.

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo define novas estratégias e intensifica combate aos incêndios e desmatamentos ilegais
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana