conecte-se conosco


Cidades

Semana Nacional da Conciliação será realizada de 4 a 8 de novembro em Tangará da Serra

Publicado

O Poder Judiciário de Mato Grosso, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) realiza a XIV Semana Nacional de Conciliação de 4 a 8 de novembro. Os esforços estarão concentrados em Tangará da Serra, e outras 78 comarcas do Estado, através Centros Judiciários de Solução de Conflitos (Cejuscs) e da Central de Conciliação de Segundo Grau.

 

A ação é proposta pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para fomentar e divulgar os métodos autocompositivos. Conforme solicitação da presidente do Nupemec, desembargadora Clarice Claudino da Silva, o foco desta edição será a mediação familiar para dar oportunidade de diálogo mais humanizado em busca da solução adequada para seus conflitos.  As solicitações para envio dos processos em tramitação no Tribunal de Justiça para mediação familiar na Central de Segundo Grau (Nupemec) devem ser enviadas até o dia 14 de outubro, relativos a pedidos de divórcio, regulamentação de visitas, guarda de filhos, pensão alimentícia, reconhecimento espontâneo de paternidade e outros conflitos afetos à questão familiar.

A juíza coordenadora do Nupemec, Cristiane Padim da Silva destacou o foco da campanha, voltada para as questões familiares e disse que quando a comunicação em meio ao conflito de família é restabelecida, todos tendem a sair mais satisfeitos. “Com a mediação familiar eles são empoderados e decidem seus destinos, resolvendo conflitos e evitando outros, contribuindo tanto para a pacificação social quanto para o fortalecimento da política nacional autocompositiva”, explica.

Quaisquer outras ações passíveis de conciliação também poderão ser inclusas em pautas, desde que já estejam ajuizadas e em andamento nas Varas Cíveis e nos Juizados Especiais Cíveis. A campanha em prol da conciliação, realizada anualmente pelo CNJ desde 2006, envolve os Tribunais de Justiça, Tribunais do Trabalho e Tribunais Federais. Mais informações sobre a Semana Nacional de Conciliação podem ser obtidas diretamente nos Fóruns de cada comarca e também no Nupemec pelos telefones: (65) 3617-3658/3659.

Comentários Facebook

Cidades

“É a hora de mostrarmos união, para superarmos as dificuldades desse momento”, destaca diretor do Grupo Fogliatto

Publicado

A crise gerada pela pandemia do coronavírus vai além dos problemas de saúde pública e tem causado impactos diretos a economia. Com a suspensão de parte das atividades comerciais e recomendações de distanciamento social, muitos foram os abalos às atividades econômicas, com perdas na produção industrial, comércio, emprego e renda.

Os impactos da pandemia levaram a Organização Mundial do Comércio (OMC) a prever que o setor global recuará em até 32% neste ano. Com a quebra na produção, a sociedade diminuiu o consumo, causando recuos e retração das atividades e desenvolvimento da economia.

Diante do cenário de risco e incerteza, o Grupo Fogliatto, pioneiro em empreendedorismo em Tangará da Serra, iniciou as atividades na década de 60, com pequenos negócios nas áreas de olaria, pedreira, madeira e pecuária. A empresa se fortaleceu, e hoje é reconhecida no mercado mato-grossense, como referência de sucesso empresarial, o grupo atribui o desempenho positivo, ao trabalho em equipe. União que contribuiu para superar ao longo da jornada, crises e dificuldades, trilhando um caminho de solidez. Com a preocupação imposta pela pandemia, o Grupo Fogliatto se aliou a empresários da cidade, e juntos criaram uma rede de apoio por meio do projeto de uma emissora de TV, intitulado ‘Gente que Acredita’, para motivar outros colegas a se fortalecerem durante a crise.

“Durante 56 anos de Grupo Fogliatto, passamos por diversas dificuldades, e perante elas, sempre trabalhando com muito foco e união de todos, nós conseguimos superar. Nesse período que nós estamos é a hora de mostrarmos a união desde os empresários, até a população, a união de todos para superarmos as dificuldades desse momento. Nos do Grupo Fogliatto, acreditamos que caminhando de mãos dadas atravessaremos este período com sucesso”, ressalta o diretor da empresa, Maicon Fogliatto.

O material de 30 segundos, com as mensagens motivacionais serão exibidos ao longo da programação da TVCA, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Ventiladores pulmonares e equipamentos são entregues ao Hospital Municipal Coração de Jesus

Publicado

por


.

O Hospital Municipal Coração de Jesus, em Campo Verde, recebeu na manhã desta quinta-feira (4), equipamentos que vão garantir um melhor atendimento aos pacientes. Foram entregues dois ventiladores pulmonares de última geração, duas camas automáticas, 10 suportes para soro, 5 escadinhas, dois degraus e um carrinho de emergência.

Os equipamentos, de acordo com Israel Paniago, diretor administrativo do HMCJ, serão utilizados na criação de mais dois leitos semi-intensivos para tratamento a pacientes de Covid-19. Com os investimentos feitos, o Hospital passa a contar com 4 leitos preparados para esse tipo de atendimento. Mais dois leitos devem ser montados.

Conforme informou Paniago, foram investidos R$ 140 mil na aquisição dos equipamentos, que foram comprados com parte dos recursos repassados pela Prefeitura e que seriam investidos na realização da Expoverde desse ano. Outra parte foi de recursos viabilizados pelo Sindicato Rural.

Paniago informou também que mais R$ 56 mil foram aplicados na compra de um carrinho de anestesia, que ainda não foi entregue pelo fornecedor.

Secretário Municipal de Saúde, Altair Timóteo de Araújo destacou o valor pagos nos respiradores, que custaram R$ 61 mil cada. Por terem sido comprados no início da pandemia do novo coronavírus, custaram bem abaixo do valor que está sendo praticado no mercado em razão da crescente demanda por esse tipo de equipamento.

“Isso mostra que estamos tratando com responsabilidade o dinheiro, seja ele público ou de doação, e estamos também dando transparência às nossas ações”, disse ele.

Araújo frisou que a estrutura montada no HMCJ para pacientes com Covid-19 é formada por leitos de terapia semi-intensiva, com suporte para atender os pacientes até que seja regulada vaga para uma Unidade de Terapia Intensiva. “Temos todos os equipamentos de uma UTI, só não contamos com uma equipe multiprofissional necessária para que esses leitos possam ser credenciados como UTI”, explicou.

 

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana