conecte-se conosco


Esportes

Seleção olímpica é convocada para competição e desfalca times no Brasileiro

Publicado


André Jardine de pé
CBF/Divulgação
André Jardine é o técnico da seleção olímpica

O técnico André Jardine
convocou nesta quarta-feira a seleção olímpica que disputará o Torneio Maurice Rivello, na França, mais conhecido como Torneio de Toulon
. O comandante listou 22 jogadores para disputa da competição, que será realizada entre os dias 1º e 15 de junho.

Leia também: TV Globo “dá o troco” no Palmeiras e coloca jogos da Copa do Brasil no PPV

Esta será a primeira etapa de preparação da seleção olímpica
que, em janeiro do próximo ano, irá em busca de uma vaga nos Jogos de Tóquio 2020. O Pré-Olímpico será disputado na Colômbia e classificará duas seleções para as Olimpíadas no Japão.

Alguns nomes que atuam no futebol brasileiro foram chamados: Antony (São Paulo), Rodrygo (Santos), Pedro (Fluminense), Mateus Vital e Pedrinho (Corinthians), Lucão (Vasco), Ivan (Ponte Preta), Murilo (Cruzeiro), Guga (Atlético-MG), Iago Borduchi (Internacional), Renan Lodi (Athletico-PR) e Matheus Henrique (Grêmio).

Todos esses atletas serão desfalques de seus times no Brasileirão e perderão as 7ª, 8ª e 9ª rodadas. Além, também, de eventuais compromissos na Copa do Brasil e Copa Sul-Americana.

Leia também: Clubes poderão usar estádios da Copa América até a 8ª rodada do Brasileirão

Nesta edição do Torneio de Toulon, a seleção brasileira
está no Grupo B, juntamente com Catar, Guatemala e os anfitriões franceses. Também estão na disputa da competição Japão, Chile, Inglaterra, Portugal, China, Bharein, Irlanda e México. Os primeiros colocados de cada chave, além do melhor segundo lugar se classificam para a semifinal.

Leia mais:  Dudu reencontra Novorizontino, sua maior vítima desde que chegou ao Palmeiras

“Entendemos a importância de estarmos iniciando este trabalho rumo aos Jogos Olímpicos
, o que também é a busca pela manutenção da nossa medalha de ouro. Estamos indo com uma equipe forte, acreditamos bastante no potencial e experiência desses jogadores para atingirmos um bom nível de atuações rapidamente”, comentou André Jardine.

Octacampeão do Torneio de Toulon, o Brasil já teve diversos craques desfilando o seu talento na competição. Nomes como Cafu, Kaká, Leonardo e Márcio Santos (na edição de 1990), Taffarel e Mazinho (1987) e Jorginho já levantaram este troféu. Careca, Mozer, Adriano, César Sampaio e Juninho Pernambucano são mais alguns brasileiros que também se destacaram em outras edições do torneio.

“É uma satisfação participar de um torneio tão tradicional e levando uma Seleção com muitos bons nomes. Sabemos da história que o Brasil tem nesta competição e a gente acredita estar indo com um grupo à altura”, analisou Jardine.

Leia também: São Paulo ou Flamengo? Justiça exige que CBF decida destino da Taça das Bolinhas

A delegação brasileira se apresenta no dia 27 de maio no Brasil e embarca diretamente para Marselha, na França. A estreia da seleção olímpica
está marcada para o dia 2 de junho contra a Guatemala. Três dias depois, o Brasil pega a França, em 5 de junho. O encerramento da primeira fase será no dia 8, contra o Catar.

Confira a lista de convocados:

Leia mais:  Funcionário de hotel na Argentina faz revelação sobre caso de Doping de Guerrero


Goleiros

Lucão – Vasco da Gama
Lucas Perri – Crystal Palace (Inglaterra)
Ivan – Ponte Preta


Defensores

Gabriel – Lille (França)
Murilo Paim – Cruzeiro
Luiz Felipe – Lazio (Itália)
Lyanco – Bologna (Itália)
Emerson – Real Betis (Espanha)
Guga – Atlético-MG
Iago Borduchi – Internacional
Renan Lodi – Athletico-PR


Meio-campistas

Douglas Luiz – Girona (Espanha)
Thiago Maia – Lille (França)
Tabata – Portimonense (Portugal)
Wendel – Sporting (Portugal)
Mateus Vital – Corinthians
Matheus Henrique – Grêmio


Atacantes

Pedrinho – Corinthians
Matheus Cunha – RB Leipzig (Alemanha)
Rodrygo – Santos
Antony – São Paulo
Pedro – Fluminense​

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Xô, zica! Fluminense busca primeira vitória em casa no Brasileirão

Publicado

por

Lance


yony gonzález
NetFlu/Divulgação
Fluminense e Cruzeiro voltam a se enfrentar no Rio três dias depois de um duelo válido pela segunda fase da Copa do Brasil

O Fluminense ainda não conseguiu transformar o apoio dos torcedores e o ambiente caseiro no Brasileirão em vitórias. Até aqui, o Tricolor ainda não conquistou nenhum resultado positivo nas partidas com mando de campo. Neste sábado (18), a equipe de Fernando Diniz terá mais uma oportunidade, já que vai enfrentar o Cruzeiro, no Maracanã, às 18h.

Leia também: Há 15 anos sem ganhar títulos de expressão, Luxemburgo tenta renascer no Vasco

As duas equipes voltam a se enfrentar três dias depois de um duelo válido pela segunda fase da Copa do Brasil, também no Maracanã
. Na ocasião, a partida terminou empatada, com Pedro Rocha abrindo o placar para o Cruzeiro e João Pedro, já nos minutos finais, igualando o marcador em 1 a 1.

Este duelo representou um dos problemas do Fluminense na temporada até aqui: a falta de efetividade das jogadas criadas. No Maracanã, o Cruzeiro deu uma finalização e saiu de campo com a mesma quantidade de gols do Tricolor, que, por sua vez, teve o controle da posse de bola, pressionou o adversário, mas pouco criou no quesito de oportunidades claras de marcar.

“É uma coisa que incomoda a todos [a falta de vitórias]. Sabemos que Fluminense
não fez um começo bom, mesmo com boas atuações. Uma vitória em quatro jogos está nos incomodando. Sabemos que temos que ganhar, melhorar isso”, afirmou Nino, zagueiro da equipe.

Leia mais:  Vídeo em que torcedor narra gol de Salah para amigo cego emociona internet

Até aqui, o Fluminense jogou contra Goiás, na primeira rodada, e Botafogo, no último sábado. Em ambas, o Tricolor saiu derrotado por 1 a 0, apesar de ter criado mais chances do que os rivais. Falta à equipe transformar a posse de bola em balançar a rede adversária.

Leia também: Neymar está proibido de comemorar em campo o título francês do PSG

Fernando Diniz
terá problemas para a partida. Pedro, que sofreu uma lesão no joelho após a partida contra o Botafogo, ainda não está 100% fisicamente, não treinou e está fora do duelo. Além do camisa 9, o volante Airton e o lateral-esquerdo Mascarenhas também não vão entrar em campo.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Há 15 anos sem ganhar títulos de expressão, Luxemburgo tenta renascer no Vasco

Publicado

por


Luxemburgo em apresentação no Vasco
Reprodução / Vasco da Gama
Luxemburgo reinicia sua carreira no Vasco

Há quase dois anos longe do futebol, o técnico Vanderlei Luxemburgo assume o comando do Vasco com duas missões específicas: a primeira é ajudar o clube carioca a fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro, a segunda é reconstruir sua imagem como um dos principais treinadores do país.

Leia também: Luxemburgo critica Neymar: “Está esquecendo que é jogador de futebol”

Luxemburgo
é o técnico
com mais jogos e vitórias no Brasileirão
, com 330 resultados positivos em 712 partidas, além de ser o maior campeão da história, com cinco conquistas. O “pofexô” tem em seu currículo também a melhor campanha da história dos pontos corridos, com o Cruzeiro, em 2003.

Luxa é sem dúvidas um dos maiores treinadores da história do futebol brasileiro, mas após uma sequência de trabalhos ruins, viu sua carreira ir ladeira abaixo, enquanto sua fama como “ultrapassado” só crescia.

Para se ter noção, o último título de expressão conquistado por Luxemburgo foi em 2004, quando comandou Robinho e Diego na campanha do título brasileiro do Santos. Desde então, o treinador
só levantou troféus em estaduais.

Leia também: Vanderlei Luxemburgo critica Eduardo Bolsonaro: “um ser humano não pensa assim”

Mesmo sem obter grandes resultados nos seus últimos trabalhos, Luxa sempre fez questão de mostrar confiança e autoestima, chegando a discutir algumas vezes com os críticos que o chamavam de ultrapassado
.

Leia mais:  Diego chora ao falar da tragédia e lembra que também usou containers no Flamengo

“Como eu sou desatualizado
, se a maioria das coisas que acontecem hoje no futebol eu iniciei como um cara de vanguarda?”, disse o técnico em uma participação no “Bem, Amigos”, do SporTV, em outubro de 2016.


Luxemburgo
Divulgação
O último trabalho de Vanderlei Luxemburgo foi no Sport

O último trabalho de Luxemburgo foi de maio a outubro de 2017, no Sport. Depois disso, ele até chegou a negociar com o Santos, por exemplo, mas não avançou. Clubes como Palmeiras e São Paulo, que optaram por treinadores experientes recentemente, renegaram o treinador.

No Vasco
, Luxemburgo terá um dos maiores desafios de sua carreira. Com apenas um ponto em quatro rodadas e dez gols sofridos, o Cruz-maltino, que já foi rebaixado três vezes no Campeonato Brasileiro, tem seu pior início de campanha na era dos pontos corridos.

A estreia de Vanderlei Luxemburgo
no comando do clube carioca acontece domingo (19), às 19h, contra o Avaí, no estádio São Januário.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana