conecte-se conosco


Tecnologia

Seguindo os passos do Instagram, Facebook pode parar de exibir likes na rede

Publicado

source

IstoÉ Dinheiro

Facebook arrow-options
Divulgação

Facebook pode parar de exibir o número de likes na rede social

A pesquisadora digital Jane Manchun Wong ficou famosa neste ano por ter sido a primeira a adiantar que o Instagram iria acabar com o contador público de likes, causando frisson na comunidade da rede social, que se utilizava do número de likes para vender produtos, contratar influenciadores e escolher quais marcas e pessoas irão exibir produtos.

Leia também: Apagou ou não? Saiba como revelar mensagens deletadas no WhatsApp Web

Ao que tudo indica, o próximo a seguir estes passos é o Facebook , “rede social mãe” do Instagram que, segundo Wong, deixará de exibir o número de likes em sua próxima atualização. A pesquisadora explicou como chegou a sua descoberta através de um post em seu blog pessoal, onde disse ter usado de engenharia reversa na última versão do aplicativo do beta Facebook para Android e descobriu uma linha de código que indicava o fim da função de contagem de likes.

Leia também: Instagramáveis: 10 lugares em São Paulo perfeitos para suas fotos no Instagram

Ela explica que o novo sistema funcionará exatamente como no Instagram . Será aberto para todos quem curtiu as postagens, mas fica restrito apenas ao ator do post a contagem total de pessoas que curtiram (e no caso do Facebook, reagiram) a publicação. A medida é mais uma ação da companhia para melhorar a saúde mental de seus usuários.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook

Tecnologia

Xiaomi pode começar a produzir celulares no Brasil; saiba quando

Publicado

por

source

Olhar Digital

Xiaomi arrow-options
Reprodução

Xiaomi está cada vez mais inserida no mercado nacional


Com uma loja online oficial, duas lojas físicas e presença em várias redes varejistas no Brasil , a Xiaomi entrou forte no país – e tem ambição de aumentar ainda mais seu público. Em entrevista ao site Mobile Time, o chefe da empresa no país, Luciano Barbosa, afirmou que a chinesa pode começar a produzir smartphones localmente .

“Temos um estudo com previsão para conclusão no final de maio. Se houver convergência em certos modelos, poderemos produzir localmente”, afirmou o executivo, que reforçou que a produção pode começar ainda em 2020, “se o estudo mostrar necessidade”. “Mas será um estudo bem pé no chão. Não moveria todo o meu catálogo para produção local do dia para a noite, mas gradativamente”, completou Barbosa.

Leia também: Xiaomi está construindo fábrica totalmente automatizada na China

Por enquanto, a Xiaomi trabalha no Brasil com 14 modelos, todos importados, e espera diminuir o volume de “compra direta” do consumidor (as pessoas que importam os aparelhos diretamente) e aumentar as vendas locais. “O consumidor quer escapar do ‘custo Brasil’, mas corre o risco de ser taxado na alfândega quando o produto chega. São dois os impactos negativos para o consumidor: 1) o produto pode vir com tecnologia diferente daquela usada no Brasil, como as frequências de 4G ou o plugue da tomada; 2) falsificações de aparelhos, principalmente fones de ouvido, pulseiras e patinetes ”, afirma o executivo

A marca possui duas lojas físicas em São Paulo, no shopping Ibirapuera e no shopping Center Norte, onde vende outros produtos como mochilas, patinetes, pulseiras, fones de ouvido e até guarda-chuva. De acordo com Barbosa, são 260 produtos, e “até o final de 2020 serão 500 SKUs. Depois de maio vamos definir um reajuste de portfólio”.

“O gosto do brasileiro é bastante variado. Ao mesmo tempo que tenho consumidores loucos por tecnologia , tenho alguns que nos procuram e acabam comprando um guarda-chuva ou uma caneta”, explica o executivo da Xiaomi .

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Google Stadia chega a alguns smartphones amanhã; confira quais

Publicado

por

source

Olhar Digital

Google Stadia arrow-options
Reprodução

Google Stadia chega a mais dispositivos


O Stadia , plataforma de jogos via streaming do Google , ganhará compatibilidade com uma série de smartphones Android da Samsung , Asus e Razer a partir da próxima quinta-feira (20). Os aparelhos de juntam aos Pixel 2, 3 e 4, além de tablets , laptops , desktops e TVs (através do Chromecast Ultra TV) como dispositivos jogáveis da plataforma.

Leia também: Review do Google Stadia: o que esperar da plataforma de games por streaming

A lista completa de novos telefones compatíveis foi divulgada pela empresa:

  • Samsung Galaxy S8
  • Samsung Galaxy S8 +
  • Samsung Galaxy S8 Active
  • Samsung Galaxy Note8
  • Samsung Galaxy S9
  • Samsung Galaxy S9 +
  • Samsung Galaxy Note9
  • Samsung Galaxy S10
  • Samsung Galaxy S10E
  • Samsung Galaxy S10 +
  • Samsung Galaxy Note10
  • Samsung Galaxy Note10 +
  • Samsung Galaxy S20
  • Samsung Galaxy S20 +
  • Samsung Galaxy S20 Ultra
  • Razer Phone
  • Razer Phone 2
  • ASUS ROG Phone
  • ASUS ROG Phone II

No mês passado, o Google anunciou que planeja disponibilizar 120 títulos para o Stadia em 2020 – sendo dez deles exclusivos por um período limitado. Entre os confirmados, estão DOOM Eternal, Get Packed, Orcs Must Die! 3, Baldur’s Gate 3, Lost Words: Beyond the Page, Serious Sam Collection, Stacks On Stacks (On Stacks) e Spitlings.

Porém, a empresa não divulgou informações sobre suporte para o Stadia no iOS .

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana