conecte-se conosco


Mato Grosso

Secretário se reúne com diretor-geral da RNP para discutir expansão da rede no Estado

Publicado

Na manhã desta sexta-feira (17), o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato, se reuniu com o diretor-geral da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), Nelson Simões, e com o vice-reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares da Silva para discutir a expansão da RNP em Mato Grosso. A reunião ocorreu durante o ‘Workshop de Tecnologias de Redes do POP-MT’, na UFMT.

De acordo com o secretário, o encontro foi bastante oportuno, pois estabeleceu o alinhamento de informações estratégicas entre as instituições. “A falta de uma comunicação eficiente no Estado dificulta uma infinidade de ações que atinge não somente a educação e a pesquisa, mas também áreas essenciais para a população, como a saúde e a segurança. Por isso é extremamente relevante discutir de que forma podemos contribuir para superar as dificuldades existentes”, afirmou.

Segundo ele, o projeto de expansão da RNP também envolve a ação de interiorização de fibra óptica para a rede acadêmica do Estado. “Pretendemos criar um grupo de trabalho com a participação da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), além de outros órgãos estaduais que estejam envolvidos na ação e entidades públicas e privadas, com o objetivo de ampliar essa discussão, pois é de interesse de todos que esse projeto tenha sucesso”.

O diretor-geral da RNP apoiou a iniciativa do secretário e disse acreditar muito nessa união de forças. “Já fizemos isso em outros estados e obtivemos êxito. Temos certeza que a nova gestão estadual estabelecerá parcerias importantes para avançar nessa questão, que é primordial para o desenvolvimento do estado. O importante é dar o primeiro passo para que o processo dê continuidade e gere benefícios para toda a população”, assegurou ele. 

Leia mais:  Projeto de Lei do Mecenato Cultural é aberto para consulta pública

Ele explicou que estados como Ceará, Pará, Rio Grande do Norte e Pernambuco estão entre os que apresentaram resultados expressivos após a realização de parcerias. “Estamos ampliando nossa participação em todos os estados, entretanto, cada ente federado possui uma realidade, por isso é importante mapear a atual estrutura e as demandas existentes”, concluiu.

Também participaram da reunião a diretora do Instituto de Computação da UFMT, Cláudia Martins, o diretor de Engenharia e Operações da RNP, Eduardo Grizendi, a superintendente de Desenvolvimento Cientifico, Tecnológico e de Inovação da Seciteci, Lecticia Figueiredo, o gerente do Programa de Rádio Digital da Polícia Rodoviária Federal, Wagner Machado, o coordenador administrativo do POP – Ponto de Presença da RNP em MT, e o representante da Rede Metropolitano da RNP, Nielsen Simões.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Idoso é preso por invadir casa e assediar mulher e filha no Bairro Dona Julia

Publicado

Um idoso de 70 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (22), depois invadir uma casa e assediar mãe e filha, no Bairro Dona Julia em Tangará da Serra.

Isaias Fernandes da Silva, possui mandado de prisão em aberto por homicídio.

Segundo a vítima, ela a filha e mais duas pessoas estavam sentadas na área de casa quando o suspeito invadiu o local. Intransigente, começou a provocar supondo que a mulher amamentasse o filho “dando o peito” a ele. Além das insinuações cometidas, ele aborreceu a menina, tocando nela e impedindo a criança de sair da rede.

A vítima conseguiu expulsar o idoso do local e acionou a Polícia Militar, que realizou buscas pela região e encontrou Isaias Fernandes da Silva, próximo à casa. Preso em flagrante foi encaminhado à Delegacia Judiciária Civil. Em checagem aos registros, constataram haver mandado de prisão em aberto contra o suspeito, expedido em 2014, pela Comarca de Cuiabá, por homicídio. Diante da nova acusação, o idoso poderá ser indiciado por atentado violento ao pudor e ameaça.

Comentários Facebook
Leia mais:  Em 24h, PM prende 10 por porte ilegal e apreende oito armas de fogo
Continue lendo

Governo

Cerca de 18 mil pessoas de Mato Grosso podem perder benefícios do governo federal

Publicado

Cerca de 18 mil mato-grossenses inseridos no Benefício de Prestação Continuada (BPC) ainda não fizeram a inscrição no Cadastro Único (CAD Único). O número consta no levantamento do Governo Federal divulgado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT).

Foto:Setas-MT

Os beneficiários devem ficar atentos para a data limite para cadastramento, conforme Portaria n° 631. de 09 de abril de 2019. O registro é obrigatório, por isso a falta dele pode causar a suspensão do benefício.O novo cronograma divide os beneficiários não cadastrados por mês de aniversário, estabelecendo os períodos para envio de notificações e repercussões sobre os benefícios. (Confira no final do texto o novo cronograma).

A inserção no cadastro é fundamental para manutenção do BPC e identificará a realidade socioeconômica dos beneficiários. Com isso, será possível apontar as demandas desse público, para a inclusão nos serviços socioassistenciais e em outras políticas públicas.A coordenadora de Gestão de Benefícios Socioassistencias, Luciene Alves Côrrea, explica que em Mato Grosso a suspensão do benefício das pessoas que ainda precisam ser incluídas no CadÚnico gera um impacto não só para os beneficiários, mas para a economia local.

“A Superintendência de Benefícios, Programas e Projetos Socioassistencias, tem se empenhado a ofertar apoio técnico com orientações para que todos os municípios sejam incluídos no programa e não tenham seus benefícios suspensos”, ressaltou.

Leia mais:  Servidores exclusivamente comissionados podem aderir ao Mato Grosso Saúde

Para se inscrever basta procurar o Centro de Referência da Assistência Social (Cras) mais próximo de sua residência. Todos os municípios de Mato Grosso possuem o centro. Confira o relatório completo.

 

 

Fonte:Setasc-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana