conecte-se conosco


Saúde

Secretaria Estadual de Saúde monitora 6 casos confirmados e 210 suspeitos de coronavírus em MT

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (23), seis casos confirmados e 210 suspeitos de coronavírus em Mato Grosso. Os casos são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios.

Os casos confirmados do COVID-19 são em Cuiabá (5) e Várzea Grande (1). Já as ocorrências que levantam a suspeita do vírus  estão em Alta Floresta (3), Araputanga (1), Aripuanã (3), Barão do Melgaço (1), Barra do Garças (1), Cáceres (3), Campo Novo do Parecis (6), Campo Verde (3), Comodoro (3), Cotriguaçu (1), Cuiabá (21), Guaratã do Norte (1), Guiratinga (1), Ipiranga do Norte (1), Juína (2), Juruena (1), Lucas do Rio Verde (6), Matupá (2), Nova Monte Verde (1),  Nova Mutum (1), Nova Olímpia (1), Nova Xavantina (1), Novo Horizonte do Norte (1), Paranatinga (3), Pedra Preta (1), Peixoto de Azevedo (1), Pontes e Lacerda (2), Poxoréo (1), Primavera do Leste (5), Rondonópolis (17), São José do Rio Claro (3), Sapezal (2), Sinop (14), Sorriso (1), Tabaporã (2), Tangará da Serra (13), Terra Nova do Norte (1) e Vila Bela da Santíssima Trindade (1).

Outros municípios somam, juntos, 66 casos suspeitos, no entanto, em virtude da instabilidade do sistema, as Secretarias Municipais de Saúde não conseguiram alimentar o ambiente virtual, por isso esses municípios não aparecem no boletim – apenas os casos configuram nas estatísticas. De acordo com informações da área técnica da SES, 37 casos foram descartados.

O aumento no número de casos suspeitos também é consequência da atualização do protocolo de definição de caso, conforme direcionamento do Ministério da Saúde; a medida impactou no aumento de casos suspeitos e confirmados em todo o país. A área técnica também esclareceu que o sistema de informação oficial segue instável, o que justifica a possibilidade de os dados estarem discordantes daqueles que poderão ser apresentados pela plataforma do Ministério da Saúde.

O detalhamento de casos por municípios é divulgado de segunda-feira a sexta-feira em Nota Informativa liberada pela SES às 17h – horário em que também ocorre a coletiva de imprensa virtual com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e FaceBook do Governo do Estado.

Agilidade na análise de amostras

Na última quinta-feira (19), o Laboratório Central do Estado de Mato Grosso (Lacen-MT), unidade de referência para análises epidemiológicas relacionadas a COVID-19, iniciou a realização dos testes de diagnóstico do coronavírus no Estado.

Até então, as amostras para COVID-19 chegavam ao Lacen e, a depender da análise negativa para outros vírus, eram enviadas ao Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo – um dos laboratórios de referência nacional. A partir de agora, o Lacen trabalhará com o prazo de até 72h para divulgação do resultado, após a amostra entrar no laboratório estadual; prazo que auxilia na celeridade das investigações.

Recomendações

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Todas as Notas Informativas da SES estão disponíveis neste link.

Comentários Facebook

Cidades

Cuiabá estuda isolar infectados em hotéis fechados; toque de recolher pode ser por bairros

Publicado

Para combater o avanço do novo coronavírus, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), está avaliando isolar e tratar pessoas de baixa renda infectadas pela doença nos hotéis da capital. Na cidade, são 14 unidades fechadas em decorrência da crise econômica da pandemia.

O intuito é impedir a proliferação da doença em famílias com quatro e cinco membros que vivem em residências com cômodos pequenos. Também está sendo analisado o toque de recolher durante o período da noite sendo por regiões, bairros ou a cidade inteira.

“Os cidadãos cuiabanos que moram com quatro ou cinco membros, em casas com dois comôdos, baseado em orientação técnica poderão ficar isolado nos hotéis mas ainda é necessários as orientações certas”, disse nesta segunda-feira em entrevista a TV Centro América (Rede Globo).

Diante das projeções que apontam o pico da curva de contaminação pelo coronavírus Covid-19 entre 10 de abril e 10 de maio, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), prorrogou o decreto de isolamento em vigor desde o dia 23 de março. Pela regra atual, as medidas acabariam no domingo (5), no entanto o prazo do novo decreto não foi informado.

O isolamento social é medida que se impõe por diminuir o transito de pessoas infectadas e, consequentemente, reduzir os riscos de multiplicação dessa contaminação. Ele adia a chegada do pico de casos, o que dá mais tempo para que novas ações sejam feitas para minimizar os impactos, como investimento em estrutura para receber pacientes e contenção de danos à economia.

O decreto municipal estabelece que comércios fiquem fechados, eventos estão proibidos, velórios limitados a 10 pessoas por vez, entre outros itens que vetam aglomeração de pessoas. Apenas estabelecimentos considerados essenciais estão autorizados a atenderem a população, como mercados e farmácias, mesmo assim cumprindo medidas severas de higiene. “Não se deve flexibilizar nada quando se está em jogo a saúde e a vida da população. Nada é mais importante do que a vida. É uma necessidade ter essa boa relação da prefeitura com o Governo do Estado, já tivemos uma reuniãoo com o Mauro Mendes, mas as equipes técnicas estão conversando e em contato, não poderia ser diferente, então eles devem embasar nossas decisões. Essa orientação técnica ja existe e está caminhando muito bem”, pontuou.

Emanuel Pinheiro também informou que as medidas sobre o pagamento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) devem ser publicadas nos próximos dias. “No momento, a população pode continuar pagando mantendo a rotina normal e isso que mantém a prefeitura em combate ao corona vírus, pois as limpezas não podem parar, assim como os serviços essenciais”, disse.

Fonte:FolhaMax

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Coronavírus: Tangará receberá R$ 294 mil mensais para manutenção de leitos do hospital municipal

Publicado

O Hospital Municipal é o equipamento público escolhido para a criação de 49 leitos. O complexo será adaptado para receber pacientes infectados pela Covid-19 em Tangará da Serra. Outros 13 leitos para UTI, devem ser habilitados na unidade.

A informação, foi anunciada pelo prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB), durante transmissão numa rede social na noite desta segunda-feira (6). Segundo, Junqueira,  serão repassados mensalmente pelo Governo Federal, o montante de R$ 294 mil para o enfrentamento do coronavírus.

“Celebramos o convênio com o Governo Federal, para habilitar 49 leitos para casos de coronavírus, passaremos a receber recursos que nos ajudarão a manter esse hospital que vai ser voltado exclusivamente para atendimento ao coronavírus. Receberemos R$249 mil por mês”.

O recurso direcionado ao custeio de leitos do Hospital Municipal, deve ser repassado ao município nos próximos dias.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana