conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Campo Novo do Parecis

Sangue frio: Questionado por matar na porta de igreja rebate. “Tem lugar pra matar agora?”

Publicado

Autor das pauladas que mataram um andarilho na porta da igreja católica do centro de Campo Novo do Parecis não demonstrou qualquer arrependimento do crime que cometeu. Ao ser preso, Josimar da Silva Alves de 43 anos, friamente respondeu ao ser questionado sobre o fato de ter cometido um crime na porta da igreja.

“Agora a gente tem que escolher lugar para matar?”, perguntou ele aos policiais que ficaram surpresos com a resposta do agressor.

Josimar foi capturado pela Polícia Militar de Campo Novo. Segundo a PM local, o suspeito desferiu cerca de 10 golpes de madeira na vítima. O crime aconteceu na manhã de quarta-feira, 27, e chocou a cidade.

Ao ser preso, o suspeito informou à polícia que a agressão ocorreu por conta de uma dívida no valor de R$ 60. Após uma discussão, já com ambos alterados devido a ingestão de bebida alcoólica, ele foi até o local onde o andarilho dormia, por volta das 2h e desferiu as pauladas na cabeça da vítima.

Comentários Facebook

Campo Novo do Parecis

Homem que matou por ciúmes em Campo Novo é mantido preso pelo STF

Publicado

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux negou uma liminar que pedia a liberdade de Cícero Leandro de Brito, acusado de assassinar a facadas Leandro Alves Teles. O crime, motivado por ciúmes, aconteceu em outubro do ano passado em Campo Novo do Parecis e foi filmado por câmeras de segurança.

A defesa usou a greve dos policiais penais como justificativa para realizar o pedido. A liminar ainda será analisada pelo relator do caso, o ministro Luis Roberto Barroso, já que a decisão de Fux foi tomada durante o recesso.

No documento, o advogado de Cícero, Tiago José Lipsch, alegava que Cícero está “preso e incomunicável” e que lhe falta assistência médica e fornecimento de comida. “Estamos falando de possível tortura ou tratamento desumano”, escreveu.

Para argumentar o pedido, Lipsch afirmou ainda que o seu cliente é réu primário, possui residência fixa e uma ocupação lícita. “Circunstâncias pessoais favoráveis: paciente primário, sem antecedentes, com residência fixa e ocupação lícita, filhos menores e atestado de boa conduta assinado por mais de 100 pessoas do município”, diz trecho do documento.

O crime

O crime aconteceu no dia 16 de outubro. Cícero desferiu aproximadamente 20 golpes de faca na vítima. Ele acreditava que o homem estava tendo um caso com a sua esposa.

De acordo com a Polícia Civil, antes de ocorrer o homicídio, a esposa de Cícero estacionou seu veículo próximo a uma agência bancária e, em seguida, Leandro aproximou-se. Logo depois, o acusado chegou ao local de motocicleta e jogou o veículo contra a vítima.

Ele bateu com o capacete contra Leandro, pegou uma faca que estava no baú da motocicleta e foi em sua direção. Testemunhas alertaram Leandro, que tentou fugir, mas foi alcançado pelo acusado.

A vítima ainda tentou correr e buscar ajuda em um estabelecimento comercial, porém os funcionários fecharam a porta e ele caiu no chão, quando Cícero o alcançou novamente e desferiu outros golpes, consumando o homicídio. O crime foi registrado por câmeras de segurança.

Com Mídia News

Continue lendo

Campo Novo do Parecis

Campo Novo: Caso de homem morto após tentar queimar mulher e criança repercute no Estado

Publicado

Crédito da foto: Repórter MT

O caso do homem que tentou queimar a própria mulher e uma criança de dois anos, sendo em seguida assassinado a golpes de faca pelo enteado em Campo Novo do Parecis, ganhou repercussão em todo o estado.

O crime aconteceu no Jardim das Palmeiras, em Campo Novo (150 km de Tangará da Serra), na tarde de domingo, 26, quando Sebastião Alexandre Neto, 36 anos, tentou atear fogo na esposa, em uma criança de dois anos e ferir o enteado com uma facada nas costas. O jovem conseguiu fugir do local.

De acordo com o boletim de ocorrência confeccionado pela Polícia Militar, a guarnição realizava rondas pela região, quando recebeu um chamado via 190, informando que havia ocorrido um assassinato.

Ao chegarem ao local, os policiais encontraram Sebastião sem vida. De acordo com o boletim, uma testemunha informou à PM que dois homens em um Fiat Uno vermelho pararam em frente a casa da família, um deles desceu do carro e partiu para cima de Sebastião com uma faca nas mãos e cometeu o crime, fugindo em seguida.

A PM realizou buscas para localizar os suspeitos e constatou que um deles era o enteado que havia sido esfaqueado horas antes. Diante dos fatos, ele e outro suspeito foram levados à Delegacia de Polícia.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana