conecte-se conosco


Mato Grosso

Samu reativa projeto para prevenir trotes em MT

Publicado

A Escola Estadual Senador Azeredo vai receber nesta sexta-feira (07.12) as atividades do projeto Samuzinho. O programa foi criado pelo Ministério da Saúde em 2007, com o objetivo de conscientizar crianças do ensino fundamental sobre quando acionar corretamente o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Técnicos do serviço irão instruir os jovens.

Segundo dados estatísticos do Samu, o número 192 recebeu 110.092 ligações entre janeiro e outubro deste ano, sendo que 33.316, ou 23% do total, foram trotes. A grande maioria dessas ligações, foi realizada nos horários de entrada e saída das escolas e durante os intervalos das aulas.


De acordo com a superintendente do Samu, Bruna Karoline de Almeida Santiago, essas ligações, além de ocupar as linhas telefônicas, muitas vezes geram deslocamento desnecessário de recursos, envolvendo ambulâncias e motolâncias, ocasionando consequentemente a demora no atendimento para as solicitações que realmente necessitam dos serviços especializados.

Durante as aulas as crianças aprenderão de forma lúdica e dinâmica como ocorre todo atendimento inicial do SAMU 192, desde as funções de cada servidor que se encontra na Central de Regulação de urgências (CRU), localizada na capital Cuiabá. 

Na execução do Projeto nas Escolas, os profissionais da saúde vão orientar quais os casos em que o Samu é indicado para ser acionado, além de receberem aulas práticas de primeiros socorros.

Leia mais:  Operação em penitenciária retira materiais ilícitos e faz reforço na segurança

“Assim, de modo geral conseguimos realizar ações através do Núcleo de Educação em Urgências (NEU) do Samu-MT, melhorando o serviço, apresentando informações sobre o mesmo e obtendo como resultado a melhoria da qualidade das ações fornecidas e prestadas à sociedade”, concluiu Bruna Santiago.

A partir de 2019 o projeto terá continuidade com o agendamento de atividades em outras escolas. As unidades interessadas em receberem o projeto Samuzinho podem manter contato com o Samu por meio do telefone (65) 3317-3200 e solicitar o agendamento. O Samu também confeccionou uma cartilha educativa específica sobre o projeto para ser distribuído nas escolas.

SERVIÇO

LANÇAMENTO PROJETO SAMUZINHO

DATA: 07/12/18  (sexta- feira)

LOCAL: ESCOLA ESTADUAL SENADOR AZEREDO N.675

HORARIO: MANHÃ E TARDE

Comentários Facebook
publicidade

Curiosidades

Sucuri de cinco metros é capturada após matar cachorro em Mato Grosso

Publicado

Uma sucuri, de aproximadamente 5 metros, foi capturada na manhã desta sexta-feira (22) na região da Serra da Petrovina, município de Alto Garças.

Moradores chamaram os bombeiros depois que ouviram o cachorro latindo. O ataque ocorreu perto de uma nascente onde o cão, de porte médio, estava. De acordo com os bombeiros, o ataque ocorreu por volta de 9h25 . Os militares conseguiram capturar a cobra, mas o cachorro não resistiu ao ataque e morreu.


A sucuri não se alimentou do cachorro. A cobra foi solta em uma região de mata.

***Da Redação com informações de Cenário MT

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil identifica 11 vítimas de professor de futebol acusado de abuso sexual
Continue lendo

Mato Grosso

Contribuinte deve ficar atento para o recolhimento da Tacin 2019

Publicado

por

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) lançou nesta semana a Taxa de Segurança Contra Incêndio (Tacin), referente ao exercício 2019. Os contribuintes terão até o dia 29 de março para fazer o recolhimento, sem a incidência de acréscimos legais, inclusive multas moratórias ou penalidades. Atualmente, cerca de 70 mil contribuintes estão obrigados ao pagamento da taxa.

Os valores anuais da Tacin e a guia para recolhimento são disponibilizados no sistema eletrônico de Conta Corrente Geral, que pode ser acessado no portal da Sefaz, no banner serviços, opção Contabilista. O acesso é restrito ao contador registrado como representante do contribuinte no cadastro junto a Secretaria.


A Tacin deve ser paga por contribuintes do comércio, indústria e prestadores de serviços situados em 22 municípios mato-grossenses, incluindo seus distritos, que possuem unidades do Corpo de Bombeiros. São eles: Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Garças, Cáceres, Campo Novo dos Parecis, Campo Verde, Colíder, Confresa, Cuiabá, Guarantã do Norte, Jaciara, Juína, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e Várzea Grande

De acordo com a Sefaz, o valor a ser pago por cada contribuinte é definido por critérios como atividade desenvolvida e taxa de risco de incêndio que o estabelecimento oferece. O cálculo também é influenciado pela área construída, repassada pelo contador responsável ou, na ausência da informação, estimada pela pasta fazendária. Para acessar a planilha de cálculo da Tacin e as Normas Técnicas do Corpo de Bombeiros, clique aqui.

Nos casos em que for necessário a correção da área construída, é preciso informar a área correta, utilizando ferramenta disponibilizada no sistema do Castrado de Contribuintes para o contador do estabelecimento, e ingressar com processo administrativo, via sistema E-Process, na Secretaria para solicitar revisão do valor arbitrado.

Leia mais:  Polícia Civil identifica 11 vítimas de professor de futebol acusado de abuso sexual

O contribuinte que não efetuar o recolhimento da taxa até a data do vencimento fica sujeito à restrição na Certidão Negativa de Débitos (CND) e no trânsito de mercadoria. A Sefaz ressalta que o status suspenso no sistema de Conta Corrente Geral não impede a geração do Documento de Arrecadação (DAR) e não influencia no vencimento ou no recolhimento da taxa.

O recurso arrecadado com a Tacin é revertido integralmente na prevenção e no combate a incêndios nos municípios onde tenha sido gerada a respectiva receita.

Alvará Regular

Os estabelecimentos com Alvará de Prevenção Contra Incêndio e Pânico regular, emitido pelo Corpo de Bombeiros até o dia 31 de janeiro de 2019, tiveram uma redução de 30% sobre o total da taxa relativa a edificações, instalações e locais de riscos.

Caso o contribuinte tenha direito à redução e não tenha recebido o benefício é preciso protocolar administrativamente, por meio do sistema E-Process, o pedido da redução. A solicitação deve ser efetuada até o vigésimo dia do mês subsequente ao do vencimento da taxa.

A Sefaz ressalta que serão automaticamente inadmitidos eventuais processos de contribuintes cujo valor constante no Aviso de Cobrança Fazendário já tenha incidido este desconto de 30%.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana