conecte-se conosco


Água

SAMAE declara ausência de agrotóxicos na água de Tangará da Serra

Publicado

Em nota de esclarecimento divulgada com data do último dia 24, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) negou categoricamente a presença de 27 princípios ativos de agrotóxicos na água captada, tratada e distribuída para consumo em Tangará da Serra. Distribuída pela Assessoria, a nota é assinada conjuntamente pelo diretor da autarquia Wesley Lopes Torres, pelo gerente técnico e engenheiro Marcel Berteges e pelo químico Rafael Grigulo.

A manifestação oficial do SAMAE contraria recente publicação em redes sociais do deputado estadual Lúdio Cabral (PT), que afirmou que a água servida à população local estaria contaminada com agrotóxicos. “A água que abastece Tangará da Serra está contaminada com um ‘coquetel’ de 27 agrotóxicos, substâncias que podem causar doenças graves”, diz a publicação do petista, que cita como fonte o site ‘Portal do Alimento’, cujas informações teriam base no próprio Ministério da Saúde.

Segundo o SAMAE, não há qualquer notificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) sobre detecção de agrotóxicos da água bruta ou tratada na cidade.

Em contraponto, o SAMAE informa que são realizados semestralmente análises da água considerando 98 parâmetros, entre eles os 27 princípios ativos mencionados pelo deputado do PT. Tais exames, segundo o SAMAE, levam o nome de quatro laboratórios credenciados no país e atestam a inexistência dos elementos tóxicos mencionados por Lúdio. Além destas análises, a autarquia declara que são realizadas outros 150 mil procedimentos avaliativos anuais da água, com periodicidades diária, semanal e mensal.

Nota é assinada pelo diretor do SAMAE, Wesley Lopes Torres, e por dois servidores da área técnica da autarquia.

A autarquia acrescenta que as operações de captação, tratamento e distribuição de água seguem todas as legislações vigentes – entre elas a Portaria de Consolidação/MS 05, de 2017, e a Portaria/MS 2914, de 2011 – e que não há qualquer notificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) sobre detecção de agrotóxicos da água bruta ou tratada na cidade.

Leia mais:  Hyundai celebra a comercialização de 1 milhão de carros HB20 no Brasil

Desserviço

O SAMAE classificou a publicação do petista Lúdio Cabral como ‘desserviço’ e ‘terrorismo’ à população, levando a interpretações equivocadas. “Notícias como esta, que causam um desserviço à sociedade (…), causando desinformação e terrorismo junto à população, devem ser prontamente repudiadas”, conclui a nota.


Na sequência, a íntegra da Nota de Esclarecimento do SAMAE:

Comentários Facebook

Água

Com retorno das chuvas, SAMAE confirma fim do racionamento

Publicado

Após cerca de 70 dias de racionamento e o fim da estiagem severa que assolou a região, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE) confirmou na manhã desta quinta-feira (21) a volta da normalidade no abastecimento em Tangará da Serra.

Foto: Sérgio Roberto

Por outro lado, Wesley Lopes Torres destacou que a crise no abastecimento foi amenizado pelo sistema de reservação da Estação de Captação, Tratamento e Distribuição de Água, que além das lagoas na área da ETA Queima Pé, incluem duas represas à montante, em propriedades particulares, porém com operacionalização do SAMAE.

Ainda segundo o diretor da autarquia, o município licitará ainda este ano as obras de captação e adução de água do rio Sepotuba, com investimento inicial viabilizado com recursos próprios já no início de 2020.


 

 

 

 

Fonte:EnfoqueBusiness

Comentários Facebook
Leia mais:  Praça de alimentação diferenciada será atração extra na St. Patrick’s Day
Continue lendo

Água

Nível do Rio Queima-Pé sobe um metro e meio após chuvas em Tangará da Serra

Publicado

As chuvas dos últimos dias contribuíram para o aumento do volume do Rio Queima-Pé na região de Tangará da Serra.

Iniciado em 16 de setembro, o racionamento adotado pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAMAE), completou dois meses no sábado (16.11). No fim de semana, o Samae avaliou o nível do reservatório e os técnicos constataram que a água subiu cerca de 1,5 metro. Ainda não foi decretado o fim do Plano Estratégico Racional de Distribuição de Água Tratada no Período de Seca, até que haja uma análise concreta, a alternância de fornecimento nas regiões abastecidas pela ETA Queima-Pé, permanecem com o sistema de racionamento para ponderar o consumo. Os bairros abastecidos por poços artesianos não estão submetidos ao escalonamento.


Com a determinação de racionamento, 27 usuários foram multados por desperdício e outros 109 receberam notificação. Conforme a autarquia a medida foi necessária para sensibilizar a população sobre o uso racional de água na cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Militar apreende quase 100 caixas de cigarros contrabandeados
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana