conecte-se conosco


Mato Grosso

Sábado (17): Mato Grosso registra 135.784 casos e 3.712 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (17.10), 135.784 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.712 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 386 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 135.784  casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 14.879 estão em isolamento domiciliar e 116.589 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 200 internações em UTIs públicas e 201 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 50% para UTIs adulto e em 23% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (26.670), Rondonópolis (9.867), Várzea Grande (9.680), Sinop (6.372), Sorriso (6.068), Lucas do Rio Verde (5.812), Tangará da Serra (5.448), Primavera do Leste (4.645), Cáceres (3.381) e Campo Novo do Parecis (2.844).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 109.257 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 634 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (16), o Governo Federal confirmou o total de 5.200.300 casos da Covid-19 no Brasil e 153.214 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 152.460 óbitos e 5.169.386 confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (17).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Falha no pagamento de 4,3 mil contratados da Seduc é identificada; técnicos trabalham para corrigir

Publicado

por


As Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Planejamento e Gestão (Seplag) identificaram uma falha no processamento da folha de pagamento. O fato não irá prejudicar o pagamento dos servidores públicos efetivos, pensionistas, aposentados e comissionados.

A falha técnica ocasionou o erro no lançamento do salário de cerca de 4,3 mil servidores contratados da Seduc.

Esses funcionários da Educação irão receber o equivalente a 66% do valor total do salário, no pagamento que será efetuado na tarde desta sexta-feira (27.11), após as 18h.

Os técnicos das duas secretarias trabalham nesse momento para corrigir a falha de comunicação que ocorreu entre os sistemas da Seduc e da Seplag. Contudo, já informaram que o problema será solucionado em uma folha complementar, que deverá ser quitada nos próximos dias.

As duas secretarias lamentam o ocorrido e se esforçam para resolver a situação o mais rápido possível e ressaltam que os demais servidores não sofrerão qualquer problema no recebimento do salário.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governador: “Objetivo é manter padrão de excelência nessas rodovias pelos próximos 30 anos”

Publicado

por


O governador Mauro Mendes afirmou que a concessão de três lotes de estradas de Mato Grosso à iniciativa privada tem o objetivo de “manter padrão de excelência nessas rodovias pelos próximos 30 anos”.

O leilão dos lotes ocorreu nesta quinta-feira (26.11), na sede da Bolsa de Valores da B3, em São Paulo, e foi acompanhado pelo governador e pelos secretários de Estado, Mauro Carvalho (Casa Civil) e Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), além da equipe técnica do Governo de Mato Grosso.

Os três lotes de estradas compreendem 512 km de trechos entre Primavera do Leste e Paranatinga, Jangada e Itanorte, e Tabaporã e Sinop, nas regiões Sudeste, Centro-Sul e Norte do Estado. As concessionárias Via Norte Sul, Via Brasil e Primavera MT-130 arremataram um lote cada, na ordem mencionada.

“O objetivo dessas concessões é conseguirmos ao longo dos próximos 30 anos manter um padrão de excelência nessas rodovias, contribuindo com a logística e com a infraestrutura, fundamentais em um Estado tão produtivo como o nosso”, destacou o governador. 

O contrato de concessão tem duração de 30 anos para cada trecho e os vencedores do leilão deverão executar serviços de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias e operação rodoviária.

De acordo com Mauro Mendes, o modelo de concessão tem dado certo nos países desenvolvidos e traz muito benefícios à população, que passa a contar com rodovias bem conservadas e redução de acidentes de trânsito e de custos com manutenção dos veículos que transitam nesses locais.

“Em 2021, traremos novos trechos para leilão e até 2022 nós queremos colocar mais 1900 km de rodovias para concessão”, adiantou.

Mauro Mendes pontuou que a concessão é um importante passo para melhorar o escoamento da produção de Mato Grosso, maior produtor nacional de grãos. 

“Não tenho dúvida nenhuma que o Estado de Mato Grosso vai superar nos próximos anos a casa de 100 toneladas/ano em produção. Temos área e condição para expandir de forma sustentável. Isso cria no nosso estado grandes oportunidades”, mencionou.

Ainda segundo o governador, as concessões vão melhorar a qualidade de vida da população e acelerar o desenvolvimento econômico das regiões pelas quais as rodovias passam. 

Outra vantagem das concessões é que os serviços de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias rodoviárias serão executados pela iniciativa privada, trazendo ao Governo de Mato Grosso uma economia estimada de R$ 3,3 bilhões. Esses valores serão usados para outras obras de Infraestrutura, como novas pavimentações e construção de pontes. 

“Ao passar para a iniciativa privada esses três lotes, somando-se aos outros que nós temos e aos outros que virão, não temos dúvida nenhuma que poderemos prosseguir com o nosso plano estratégico de melhoria da logística do Estado de Mato Grosso”, completou.

Além dessas rodovias em leilão, o Governo de Mato Grosso já possui sete outros contratos de concessão comum vigentes, totalizando 923,4 quilômetros de rodovias. 

Os lotes

Foram concedidos três lotes à iniciativa privada: o Lote 1, com 138,4 quilômetros da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop; o Lote 2, com 233,2 quilômetros, das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte; e o Lote 3, com 140,6 quilômetros da MT-130, entre Primavera do Leste e Paranatinga.

Para o Lote 1, entre Tabaporã e Sinop, estão estimados investimentos de R$ 749,502 milhões em melhorias diretamente na rodovia. 

No lote 2, entre Jangada a Itanorte, estão previstos investimento de R$ 1,571 bilhão. 

Já para o lote 3, entre Primavera do Leste a Paranatinga, o investimento previsto é de R$ 1,020 bilhão, totalizando os R$ 3,341 bilhões.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana