conecte-se conosco


Polícia

Rotam prende 3 e apreende arma e droga durante operação em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado


Três suspeitos presos, uma arma de fogo apreendida, três “bocas de fumo” fechadas, mais de quatro quilos de droga em tabletes, além de dezenas de porções, balança de precisão e outros materiais usados no preparo e embalagem de entorpecentes apreendidos.

Esse é o resultado das ações do Batalhão Rotam realizadas entre o final da tarde e a noite de sexta-feira (20.11), em bairros de Cuiabá e Várzea Grande. Este trabalho faz parte da Operação Centurião, desencadeada mês passado em Cuiabá e interior levando um reforço de centenas de policiais dos batalhões especializados (Bope Rotam, Cavalaria, Meio Ambiente e Trânsito).

À noite, por volta das 20h, no bairro São João Del Rey, em Cuiabá, ocorreu a principal ação. A equipe ‘Rotam 18’ fechou um ponto de distribuição de droga e prendeu o chefe, um homem de 33 anos. Apurou que essa ‘boca’ funcionava como uma central de vendas com serviço delivery, ou seja, de onde motoqueiros sairiam para fazer entrega de entorpecentes.

Além dessa prisão, os policiais apreenderam cerca de 4kg de maconha em barras de diversos tamanhos, porções da mesma droga, sete rolos de papel filme, balança de precisão, entre outros apetrechos usados no tráfico.

Horas antes, no final da tarde, no bairro Osmar Cabral, a mesma equipe da Rotam já havia prendido um homem com mais de 1kg de maconha. Ele estava em uma motocicleta e carregava a droga em uma sacola plástica. O suspeito tem 23 anos e checagem do nome dele não apresentou antecedentes criminais.

Em Várzea Grande, em uma casa no loteamento Parque das Águas, outra equipe da Rotam prendeu dois homens, de 25 e 30 anos, e apreendeu uma pistola 380 com quatro munições deflagradas e sete intactas. Os policiais flagraram o momento em que os suspeitos se revezavam com a arma fazendo disparos aleatórios. A arma e munições foram apreendidas e os dois conduzidos à Central de Flagrantes da Polícia Judiciária Civil.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.  

Fonte: PM MT

Comentários Facebook

Polícia

Equipe da Delegacia Especializada de Trânsito de Cuiabá são homenageados pela Assembleia Legislativa

Publicado

por


Assessoria | Polícia Civil-MT

Os 34 policiais civis da Delegacia de Delitos de Trânsito de Cuiabá (Deletran) foram condecorados nesta quarta-feira (25.11) com “Moção de Aplauso” concedida pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A iniciativa é do deputado estadual Claudinei Lopes, a homenagem para os escrivães e investigadores, coordenados pelo delegado Christian Alessandro Cabral é em reconhecimento aos relevantes serviços prestados à sociedade mato-grossense na área de segurança pública.

A Deletran vem se destacando pelo trabalho desenvolvido, visando a repressão, investigação e apuração dos delitos de trânsito na Capital e em Várzea Grande, cidades abrangidas pela circunscrição da unidade policial. A delegacia realiza atendimentos nos locais de acidentes automobilísticos com vítimas, em vias urbanas e rodoviárias da área de atuação.

Nos últimos três anos, a Deletran registrou alto índice de instauração de procedimentos e resoluções das ocorrências, além de participar das operações integradas de fiscalização da Lei Seca, deflagradas para reprimir a condução de veículos por pessoas sob efeito de bebidas alcoólicas e entorpecentes.

Em 2017 foram recebidos 9.745 boletins de ocorrências; instaurados 1.103 inquéritos; concluídos 1.093 inquéritos; confeccionados 720 Termos Circunstanciados de Ocorrência; concluídos 416 Termos Circunstanciados de Ocorrência e realizadas 42 blitzes.

No ano de 2018 foram recebidos 10.212 boletins de ocorrências; instaurados 1.156 inquéritos e concluídos 1.041 inquéritos. A delegacia também confeccionou 782 Termos Circunstanciados de Ocorrência; concluídos 859 TCOs e realizadas 56 blitzes.

Já em 2019 os números apresentados são: registrados 10.440 boletins de ocorrências; instaurados 1.121 inquéritos; concluídos 1.171 inquéritos; 938 Termos Circunstanciados de Ocorrência confeccionados e concluídos 944, além de 41 blitzes realizadas.

Conforme o delegado da Deletran, Christian Cabral, nos nove primeiros meses deste ano (janeiro a setembro), a unidade promoveu a responsabilização criminal de 679 motoristas que foram flagrados conduzindo veículos sob efeito de álcool.

Pela grandeza dos trabalhos prestados a Deletran conquistou credibilidade e superou metas decorrentes das ações investigativas e repressivas voltadas para a garantia da segurança no trânsito.

Durante a solenidade de entrega das homenagens, o delegado titular da unidade especializada falou da amizade e união dos servidores que reforça o trabalho desempenhado pela Deletran. “O resultado que temos é reflexo do desempenho dos policiais que não medem esforços e de forma dedicada e diferenciada prestam o melhor serviço à sociedade”.

Presente na cerimônia o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval, parabenizou a unidade pelo relevante serviço da Deletran, que desempenha um papel fundamental na segurança pelo trânsito. “O comprometimento de toda a equipe da unidade e traduz nos números de atendimentos prestados”, ressaltou.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Operação da PM potencializa atendimentos às vítimas de violência e fiscaliza agressores em MT

Publicado

por


Nesta quarta-feira (25) a Polícia Militar, por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos deflagrou a Operação Maria da Penha, na capital e em 13 cidades de Mato Grosso. O objetivo da ação é conseguir atender mais mulheres que são vítimas de violência doméstica, oferecendo ajuda com processo judicial, fiscalização e conscientização dos agressores que devem cumprir as medidas protetivas de urgência determinadas pela justiça. 

A operação tem duração de 12 horas e mobilizao 68 policiais militares e 34 viaturas, que fiscalizam 256 novos processos envolvendo crimes de violência doméstica e familiar. 

A ação deflagrada neste dia 25 de novembro marca o início da campanha anual e internacional “16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra mulher”. O 25 de novembro é também o ‘Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres’.

A coordenadora da Operação Maria da Penha, tenente-coronel Emirella Martins explica que a iniciativa ocorre nas cidades onde a população conta com o trabalho da Patrulha Maria da Penha e que os policiais que atuam na ação são especializados no atendimento às ocorrências de violência contra a mulher. 

“A operação desenvolve o protocolo de fiscalização de medidas protetivas de urgência. Estamos buscando potencializar os atendimentos com novos casos. Na visita ao agressor buscamos informar sobre as consequências de não obedecer as medidas protetivas judiciais. A operação busca também  encorajar as vítimas que ainda não denunciaram para nos procurar. Estamos abertos para atendê-las a qualquer dia e hora. Queremos combater essa violência contra as mulheres”, diz a tenente-coronel. 

A iniciativa conta com a parceria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar e varas de violência doméstica e familiar para que o ciclo da violência seja quebrado por meio do acompanhamento constante das vítimas e da fiscalização das medidas protetivas que inibem possíveis ações violentas dos agressores. 

No comando da Operação Maria da Penha na região de Várzea Grande, o tenente – coronel Sizano Attir de Oliveira conta que a iniciativa realiza mais de 30 atendimentos e que  as visitas são combinadas com as vítimas à respeito do melhor  horários para os  atendimentos de acolhimento da PM e também de conscientização com o homem agressor. 

A operação Maria da Penha seguirá até as 20h desta quarta- feira(25) nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande,Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Rondonópolis, Barra do Garças, Pontal do Araguaia, Sinop, Sorriso, Cáceres, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Comodoro e Querência. 

A Polícia Militar orienta a população a continuar denunciando os crimes de violência contra as mulheres via 190 ou pelo 0800 65 3535. A instituição  ressalta ainda  que as vítimas podem contar com as equipes de PM para protegê-las e deter os agressores.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana