conecte-se conosco


Mato Grosso

"Recurso do Fethab tem ajudado o Governo a tocar mais de 100 obras", diz governador

Publicado

As mudanças nas regras do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), aprovadas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) no início de 2019, já começam a surtir impacto positivo na área de infraestrutura em Mato Grosso. Nos primeiros sete meses do ano, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), já conseguiu retomar mais de 100 obras que estavam paradas e lançar outras que vinham sendo esperadas há anos pela população regional.  

“Quero agradecer aos deputados estaduais que em janeiro aprovaram o novo Fethab. É esse recurso que tem ajudado o governo a tocar mais de 100 obras em todo o Estado de Mato Grosso, nos moldes dessas que visitamos no Sudeste do Estado, nos municípios de Guiratinga e Tesouro, além de tantas outras”, destacou o governador durante a assinatura da Ordem de Início de Serviço das obras de revitalização de 16 quilômetros do Anel Viário de Rondonópolis (217 km de Cuiabá), na quinta-feira (12.09).

A Lei n° 10.818/2019, que definiu as novas regras do Fundo, prevê um aumento gradual da destinação dos investimentos no setor de infraestrutura ao longo de quatro anos, passando de 40%, em 2019, para 60% em 2023.

Segundo a legislação aprovada este ano, 30% dos recursos arrecadados com o Fethab serão destinados às ações de infraestrutura, incluindo execução de obras, manutenção, melhoramento e segurança de transporte e habitação, bem como planejamento, projetos, licenciamento, gerenciamento, compra de equipamentos e auxílio nas funções de fiscalização. Outros 10% ficam voltados à realização de projetos e investimentos prospectados, via MT Par.

Leia mais:  Procon-MT orienta consumidores sobre compras no período de Páscoa

Conforme dados compilados pela Sinfra, via Secretaria Adjunta de Obras Rodoviárias, das mais de 100 obras que tiveram ordem de reinício emitidas, 70 são referentes a obras de pavimentação, restauração, revitalização e manutenção de rodovias nas nove principais regiões mato-grossenses. Desse total, ainda conforme o levantamento, 30 estão em fase de finalização e outras 13 devem ser concluídas ainda em 2019.

“Temos até agora no ano mais de 100 obras retomadas na área de infraestrutura, que fazem parte das 114 ordens de serviços dadas em março, logo que conseguimos mapear todas as obras paralisadas no Estado. Retomamos ainda 50 obras na área de educação. Estamos fazendo isso com cautela para que toda obra que seja iniciada, tenha efetivamente a sua conclusão garantida”, revelou o governador, dizendo que só assim será possível consertar Mato Grosso.

O chefe do Executivo de Mato Grosso destacou ainda que além das obras retomadas, o novo Fethab está possibilitando o lançamento de outros serviços prioritários, como no caso da reconstrução do Anel Viário de Rondonópolis. “Assinamos nesta quinta-feira a ordem de serviço para começar as obras de recuperação de 16 quilômetros do Anel Viário de Rondonópolis, uma obra importante e que estava em situação deplorável. Agora começaremos a mudar essa realidade”, salientou ele.

Anel Viário de Rondonópolis: reconstrução atingirá 16 km Foto: Rodolfo Perdigão Secom-MT

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, complementou a fala do governador dizendo que o rodoanel de Rondonópolis é uma importante obra para o sistema viário do município e de toda região Sudeste, porque interliga rodovias estaduais e federal.

Leia mais:  Seduc discute políticas públicas da educação em reunião com Sintep

“É inadmissível que o um governo deixe uma obra chegar ao ponto que chegou como aconteceu anteriormente. E é por isso, que o governador Mauro Mendes assinou a ordem de serviço nesta quinta para mudar essa realidade”, afirmou o titular da Sinfra, destacando e agradecendo o trabalho dos funcionários da pasta para que o lançamento do trabalho pudesse acontecer ainda em 2019.


Segundo ele, as obras do anel viário começam já na segunda-feira (16.09) e a Sinfra acompanhará de perto a execução para garantir o cumprimento do cronograma, que está estabelecido em 180 dias (seis meses).

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Educação

ENEM 2019: MT não teve nenhuma nota máxima na redação; em 2018 uma tangaraense garantiu nota mil

Publicado

As notas individuais do Enem 2019 foram divulgadas na última sexta-feira (17) pelo Inep e podem ser acessadas na Página do Participante e pelo aplicativo do Enem, por meio do número de CPF cadastrado e da senha. Quem não lembra da senha para acessar os dados pode recuperá-la ou mesmo resetá-la e fazer uma nova.

Nenhum candidato que prestou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Mato Grosso tirou nota mil na redação, segundo informação divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) nesta sexta-feira (17). No Centro-Oeste, é o único estado onde ninguém obteve nota máxima. No Enem 2018, uma aluna conseguiu nota mil em redação. Gabriela Fonseca, de Tangará da Serra,  fez um texto inspirado nos versos da música ‘Admirável Gado Novo’, do cantor Zé Ramalho.

Gabriela Fonseca Arenhart, de 21 anos, tirou nota mil em redação no Enem 2018 — Foto: TVCA/ Reprodução

Em Goiás, quatro alunos tiraram nota mil; no Distrito Federal, dois, e em Mato Grosso do Sul, um. Ao todo, 53 redações de 15 estados e Distrito Federal receberam nota máxima. Destas, 32 foram escritas por mulheres. As médias gerais foram 523,1 para matemática e suas tecnologias; 520,9 para linguagens, códigos e suas tecnologias; 508 para ciências humanas e suas tecnologias; e 477,8 para ciências da natureza e suas tecnologias.

Leia mais:  Procon-MT orienta consumidores sobre compras no período de Páscoa

Quanto à redação, 53 participantes obtiveram a nota máxima (1.000) e 143.736 zeraram. Os maiores percentuais de motivos para nota zero foram: redações em branco (56.945), fuga do tema (40.624) e cópia do texto motivador (23.265). Para os treineiros, que são os que não concluíram o ensino médio, a média ficou em 592,9. Estes poderão ter acesso às notas em março, assim como ao espelho da redação. Dos 5.095.308 de inscritos, 1.160.151 não compareceram às provas, o que correspondente a 22,77% dos inscritos. Destes, 67,28% tiveram direito à isenção da taxa de inscrição.

O presidente do Inep disse ainda que o aumento nos recursos de acessibilidade se refletiu no desempenho dos participantes. Ao todo, foram disponibilizados 53.552 recursos de acessibilidade, como videoprova em Libras, tradutor-intérprete de Libras, sala de fácil acesso, prova ampliada (com letras maiores), prova em braile, auxílio para transcrição e leitura, e o uso de aparelho auditivo ou de implante coclear.”No caso dos participantes surdos quando a gente colocou mais recursos para eles fazerem as provas houve um aumento substancial no desempenho dos surdos”, disse Lopes. Enem digital O ministério vai realizar, em 2020, uma versão digital do Enem.

A aplicação do exame será opcional e a estimativa inicial é de 50 mil participantes, podendo chegar aos 100 mil. As provas ocorrerão nos dias 11 e 18 de outubro, antes do Enem tradicional, marcadas para os dias 1º e 8 de novembro. A implantação do Enem Digital será progressiva, com previsão de consolidação em 2026. “O aluno vai optar entre uma das versões do Enem. A orientação do jurídico [do Inep] é que a escolha seja por ordem de inscrição. O exame vai ser aplicado em 15 capitais, o candidato vai selecionar a cidade e vai pedir a inscrição, se tiver a vaga ele se inscreve, se não tiver ele será direcionado para fazer a inscrição no Enem tradicional”, informou Lopes.


Com informações AgênciaBrasil/G1MT

Leia mais:  Seplag e órgãos públicos buscam alinhamento em gestão de processos

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende dupla suspeita de vender drogas na entrada de cemitério em São José dos Quatro Marcos

Publicado

Policiais do Grupo de Apoio (GAp) do 17º Batalhão de Polícia Militar prenderam na noite de terça-feira (21), dois homens, de 24 e 38 anos, que vendiam droga na porta do cemitério no Bairro São0 Francisco em São José dos Quatro Marcos.

A PM local havia recebido denúncia apontando o nome de um homem, que já teria sido preso algumas vezes e teria voltado a atuar naquela região. Ao averiguar a denúncia, a equipe flagrou o suspeito indicado e um segundo envolvido, um homem de 38 anos que também tem antecedentes criminais, inclusive por tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e receptação de produtos roubados.


Os dois foram presos e com eles apreendidas porções grandes de pasta base de cocaína e cocaína em pó. Os dois foram conduzidos à delegacia de Mirassol D’Oeste.

Comentários Facebook
Leia mais:  Desenvolve-MT muda unidade Cohab para centro de Cuiabá
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana