conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mulher

“Quis faz um panorama sobre pessoas no espectro autista na sociedade”

Publicado


source
Em seu livro, Julie Goldchmit, busca conscientizar para inclusão de autistas e PCDs no mercado de trabalho
Fabio Melo

Em seu livro, Julie Goldchmit, busca conscientizar para inclusão de autistas e PCDs no mercado de trabalho










O Brasil apresentou em 2021 um déficit de 46% no preenchimento de vagas de profissionais portadores de deficiência, segundo o Painel de Informações e Estatísticas da Inspeção do Trabalho (RADAR SIT). Isso significa que dos 774.695 postos reservados para Pessoas com Deficiência (PCDs) e/ou reabilitadas pelo INSS, somente 418.138 foram preenchidos. Dentro do grupo de PCDs estão inclusos os profissionais com Transtorno Espectro Autista (TEA), tema que em abril ganha luz com as ações do Dia Mundial de Conscientização do Autismo (dia 2), dando origem a campanha do Abril Azul.

Os desafios para conseguir oportunidades no mercado de trabalho, a importância e os benefícios da inclusão de PCDs para as empresas e a sociedade, são os temas abordados no livro ‘Imperfeitos: Um relato íntimo de como a inclusão e a diversidade podem transformar vidas e impactar o mercado de trabalho’, de Julie Goldchmit, profissional autista que atua como assistente de marketing em uma empresa multinacional. 

“Quando eu nasci, os médicos disseram aos meus pais que eu jamais seria capaz de andar, falar ou me desenvolver. Hoje, aos 25 anos, eu trabalho, estudo idiomas, amo ler livros e estou sendo preparada para ser analista na empresa onde trabalho. Eu a prova que nós, PCDs, somos capazes de somar e muito com a sociedade, desde que tenhamos a oportunidade”, diz.  


O diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA) de Julie só veio aos 15 anos, e além das dificuldades de aprendizagem, teve que conviver com bullying, exclusão e assédio no ambiente de trabalho – temas que são contados e debatidos no livro. 

Leia Também

“Mesmo com os desafios, aprendi a tamanha importância de sermos protagonistas da nossa própria história. Acabei me tornando um símbolo e minha missão hoje é contribuir para gerar uma mudança efetiva na sociedade e torná-la mais inclusiva. Eu quero que as pessoas tenham a mesma oportunidade que eu tive e que, um dia, elas possam viver em um mundo onde sejam livres para ser quem são”, diz a escritora.

Ao longo das 192 páginas, Imperfeitos discute ainda o papel da família na inclusão social, o assédio e a discriminação no mercado de trabalho, a importância de programas de aprendizagem para a inclusão nas empresas e como a diversidade é benéfica para o mercado de trabalho, dando chance para que negócios aumentem não só seus lucros, mas também estimulem e priorizem sua cultura organizacional. A obra segue a diagramação recomendada por especialistas em acessibilidade e inclusão, com letras grandes, fonte serifada com o intuito de facilitar a leitura, texto justificado e cores em preto e branco.

Confira a seguir a entrevista que Julie Goldchmit e seus pais, Mauro e Dafne, concederam por e-mail ao iG Delas.

DELAS : Em primeiro lugar gostaria saber como foi o processo de escrita do seu livro e como foi esse processo criativo, o que você pretendia quando concebeu o “Imperfeitos”.

JULIE GOLDCHMIT : “Do início até o lançamento foi praticamente um ano dedicado a esse projeto, que contou com o envolvimento da minha editora, a Maquinaria, minha família e profissionais especializados da área de inclusão. O livro foi baseado no meu diário, onde escrevi toda a minha experiência profissional e desafios enfrentados para a inclusão no mercado de trabalho, e coisas boas e ruins que aconteceram comigo. Esse diário foi apresentado para a minha editora e juntos construímos um trabalho de equipe que envolveu mais de 20 profissionais.

O livro conta com o meu relato pessoal, mas não só isso. A gente queria que o livro aprofundasse no tema, por isso contamos com a participação de psicólogos da área, ativistas, especialistas em inclusão, de colegas do meu trabalho e chefes que participaram desse processo. Tem também muitos dados, que ajudam as pessoas a se informarem sobre o autismo e PCDs. O objetivo é contar o meu olhar, mas trazer também um panorama da inclusão das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), na sociedade, vida escolar e principalmente o mercado de trabalho no Brasil”.

DELAS – O espectro autista costuma ser muito associado ao sexo masculino. Ao mesmo tempo, pessoas diagnosticadas tardiamente relatam que muitas vezes tiveram de consultar vários profissionais até receber uma resposta. Como foi esse processo pra Julie e para família?

MAURO E DAFNE GOLDCHMIT – “A Julie sempre teve pequenas questões que os psicólogos e neuropediatras da época não conseguiam reunir e enquadrar no diagnóstico do Transtorno de Espectro Autista. Até que aos 15 anos um psiquiatra pediu uma avaliação específica com uma neuropsiquiatra. Foi através desse teste que foi possível diagnosticar alguns pontos que se encaixavam no Espectro Autista.

Para a Julie esse diagnóstico não mexeu com seu emocional ou dia a dia, fomos mais nós, os pais que sentimos essas mudanças. Com o diagnóstico correto, nós passamos a adaptar a rotina dela em cima do que ela realmente precisava. Então, por exemplo, antes ela tinha muitas aulas extras para desenvolver o pedagógico que ela não conseguia acompanhar na escola, com a vinda do diagnóstico nós adaptamos essas aulas ao que ela realmente tinha necessidade e assim, a vida dela passou a ser mais tranquila.

Para nós, os pais, descobrir o diagnóstico foi um alívio. Nós tivemos então uma compreensão da nossa realidade, o que nos ajudou a buscar formas para lidar com essas questões, trouxe um norte para adaptar as necessidades da Julie ao que ela realmente precisava, tanto em questões de currículo pedagógico quanto pessoais”.

DELAS – Hoje o TEA é mais debatido e já temos séries com personagens no espectro, algumas com atores neuro típicos fazendo papel de autista (The Good Doctor,  Atypical) e outras com pessoas com TEA  (Amor no Espectro, As We See It). Você costuma assistir a essas séries? Gosta? O que acha de atores não autistas interpretando alguém no espectro?

JULIE GOLDCHMIT – “Eu assisto e gosto dessas séries. Eu não vejo problemas de atores não autistas interpretarem esses personagens, desde que eles realmente entrem na pele do autista e entendam como nós nos comportamos, nossas questões.  É importante que o ator se coloque no lugar do outro. Eu me identifico com o ator do Atypical (Keir Gilchrist), acredito que ele fez uma boa representação e realmente ‘vestiu’ a camisa para interpretar um personagem com o TEA (Transtorno do Espectro do Autista)”.

DELAS – Para terminar, gostaria de saber sua opinião sobre o que pode ser feito em termos de acessibilidade/inclusão para autistas e outras pessoas PCD em espaços públicos e mercado de trabalho. 

JULIE GOLDCHMIT – “Eu não tenho muita experiência ou dimensão dentro do assunto da acessibilidade para os autistas em espaços públicos, mas dentro do meu lugar de luta que é a questão da inclusão das pessoas com TEA (Transtorno do Espectro do Autista) dentro do mercado de trabalho. Existem algumas medidas que eu posso dizer, e pelas quais luto, que melhoram essa inclusão.

As empresas precisam entender que cada colaborador tem necessidades específicas e assim, criar processos de inclusão nas empresas. Isso envolve observar as necessidades de cada profissional, valorizar e reconhecer as suas habilidades e haver um acompanhamento no dia a dia desse colaborador para a empresa extrair o melhor dele.

Assim como qualquer pessoa que está começando em um trabalho novo, o profissional PCD também vai precisar de tempo para se adaptar as novas atividades, espaço, equipe e ambiente. Não adianta só abrir as vagas. É necessário que as empresas realmente ofereçam um ambiente saudável para o crescimento do profissional. Nós não queremos apenas entrar nas empresas, mas assim como qualquer outro funcionário, queremos oportunidades de crescimento, de promoções e de desenvolvimento dentro desse emprego”.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook

Mulher

Evento reúne trabalho de pequenas produtoras no Campo Belo

Publicado

por


source
Feira das Deusas reúne mulheres expositoras noPorto Espaço Lounge
Divulgação

Feira das Deusas reúne mulheres expositoras noPorto Espaço Lounge


Visando apoiar as pequenas produções e fomentar a economia criativa, a Feira das Deusas, que acontece amanhã no Campo Belo, traz ao público o trabalho de pequenas produtoras, como artesanato, moda, costura, aromaterapia, papelaria e entre outros. A programação inclui flash tattoo e alimentação, com opções variadas de drinks e petiscos. O evento permite entrada de animais de estimação e terá uma área de lazer para crianças. 

“A feira é idealizada por uma mãe empreendedora que buscava espaços mais justos e acessíveis para criar esse encontro”, diz Mariana Hannickel, a fundadora da Feira das Deusas. O evento foi criado há dois anos, com mais de 130 colaboradoras. 

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Horóscopo do dia: previsões para 8 de abril de 2022

Publicado

por


source
O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente
Marcelo Dalla

O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente

ÁRIES

Você pode expressar sentimentos e ideias com mais equilíbrio. Procure abrir seu coração: vale ouvir mais, pensar diferente, buscar novos pontos de vista. É importante compreender os sentimentos e as necessidades dos outros também. A Lua segue em Câncer, em harmonia com Urano: bom para fugir da rotina e promover inovações. Vale movimentar as energias em casa, mudar os móveis de lugar, por exemplo. Fica mais fácil adequar-se às circunstancias. Vale também abrir a mente para novas percepções e aprendizados.

TOURO

A sensibilidade ganha destaque com a Lua em Câncer, que na parte da tarde se combina com Urano. Continue aberto para introduzir mudanças práticas em sua vida. Caso queira expandir seus rendimentos, um novo curso, novas técnicas e tecnologias continuam favorecidas. Aproveite também para dar mais atenção a quem ama, num clima de intimidade. Lembre-se que a sedução e a conquista devem vir acompanhadas de responsabilidade. Esteja consciente de que as melhores colheitas vêm com perseverança.

GÊMEOS

Período produtivo! Imaginação e inspiração continuam ativadas. A Lua se combina com o Urano, favorecendo atividades criativas. Vale aproveitar para meditar e visualizar os projetos se concretizando. Aproveite para aprender algo novo e assimilar novas técnicas, com mais dedicação. Continue atento para as novas ideias que surgem. Anote-as, Mercúrio e Saturno favorecem planejamentos e bons contatos profissionais. Elas tendem a ganhar mais consistência e trazer resultados num futuro próximo.

CÂNCER

Você pode cuidar mais da casa, cultivar intimidade, aconchego e afeto. O dia promete ser mais agradável e produtivo. A Lua segue em seu signo, em harmonia com Urano: aproveite para cultivar equilíbrio emocional e dar atenção às pessoas que ama. Meditação, mantras, boa música ou um bom livro podem fazer muito bem para sua alma. Continue a questionar-se para perceber o que deve ser abandonado, deixado para trás. Velhos modelos já não servem mais, o céu o convida a mudar.

LEÃO

A Lua segue em Câncer, favorecendo os encontros os encontros mais íntimos e as demonstrações de carinho. Aproveite para dar atenção à quem ama, cuidar de assuntos relativos ao lar à família. A pressa e a inquietação podem ser amenizadas para não causar rupturas e prejuízos indesejáveis. Continue atento para evitar imprudências e atitudes radicais. Procure cultivar mais paciência, tolerância e compreensão. Ainda bem que hoje a Lua se combina com Urano para ajudá-lo a cultivar mais liberdade e criatividade.

VIRGEM

A mente está aguçada, favorecendo novos aprendizados e novas experiências. Lua e Urano se alinham: aproveite para pensar diferente e abrir-se para novos pontos de vista. Evite comentários agressivos, priorize o que for necessário e essencial. Novas ideias e percepções entram em pauta, continue perceber quais discussões são realmente produtivas para não perder tempo. Procure ver o que tem de bom e o que deve ser deixado para trás, em nome do amor por si mesmo, pelo outro e da vontade de crescer. 

Leia Também

LIBRA

É hora de abrir-se para novas oportunidades. Conte com mais sensibilidade, inspiração e confiança. Bom período também para ficar próximo de pessoas queridas. Com Vênus em Peixes e Lua em Câncer, é importante ouvir mais, e dar atenção para as pessoas que ama. Mas continue atento para evitar grandes gastos, você pode pesquisar melhor e priorizar a segurança. Vale também manter a mente aberta para assimilar novos conceitos, fazer novas amizades e expandir sua rede de contatos.

ESCORPIÃO

Bom momento para limpar e harmonizar a casa ou o local de trabalho, eliminar a energia estagnada. Jogue fora o que não usa mais. O período traz potencial transformador. Lua e Urano indicam bom período para questionar velhas crenças. Sua consciência se expande e você vê o mundo de maneira ampliada. Todo o tipo de novidade continua favorecida. Mas evite pressa, a correria e as atitudes impulsivas. Quanto mais tranquilidade puder cultivar, melhor. Novos aprendizados continuam favorecidos.

SAGITÁRIO

Os relacionamentos podem se renovar com diálogos esclarecedores, carinho e atenção. Tudo depende de sua disposição para ouvir, aprender e interagir. A colaboração dos outros continua importante, sua capacidade de dar e receber é posta à prova. Procure aplicar com inteligência as leis do intercâmbio para multiplicar receitas e recursos. Coerência, praticidade e o impulso das pessoas próximas são fundamentais. É tempo de cultivar prudência, economia e maturidade para que possa avançar.

CAPRICÓRNIO

Para refletir: tem esquecido de cuidar de si por causa do excesso de preocupações? É preciso adaptar seus objetivos, pois aos poucos você modifica a forma de enxergar a vida. A Lua segue em Câncer, favorecendo a intuição, o afeto e a sensibilidade. Lua e Urano combinam forças, favorecendo inovações. Bom dia para fugir da rotina e fazer algo diferente. Aproveite para refletir também sobre as inovações que pode promover. É importante também regular o horário de sono, alimentação e exercícios físicos.

AQUÁRIO

Assuntos ligados à casa e à família ganham destaque. A Lua segue em Câncer: um convite para entrar em contato com o que é mais íntimo para você, fortalecer as ligações com as pessoas queridas. Aproveite para comunicar-se com cordialidade, expressar afeto e carinho. É importante também reconhecer as mudanças que deve efetuar, o Universo o empurra para novos aprendizados. Introduzir as mudanças aos poucos, com critério, planejamento e sabedoria, para que não ocorram rupturas e rompimentos indesejáveis.

PEIXES

Bom período para dar atenção às questões domésticas, aos familiares e pessoas queridas. A Lua segue em Câncer, estimulando a sensibilidade. Além disso, a Lua se alinha com Urano: fica mais fácil cultivar criatividade. Atividades ligadas ao corpo e à estética ficam favorecidas. Você pode aproveitar para dar aquele toque especial à sua casa, pra que ela fique mais aconchegante. Conte com mais amor, altruísmo e compaixão. A beleza em todos os níveis e significados ganha especial destaque.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana