conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Quinze delegados de polícia são empossados na Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Turma de 15 novos delegados

Quinze delegados de polícia foram empossados na Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, na tarde desta sexta-feira (21.12), em cerimônia no auditório da Diretoria Geral, em Cuiabá. Os delegados foram os primeiros chamados após a homologação do resultado final do concurso público, realizado em 2017, para formação de cadastro de reserva.

Os novos delegados foram empossados pela delegada geral em substituição, Silvia Maria Pauluzi, durante cerimônia com a presença do secretário de Segurança Pública, Gustavo Garcia, do secretário-adjunto de inteligência, Arnon Osny Mendes Lucas, do corregedor geral e presidente da comissão do concurso, Jesset Arilson Munoz de Lima, do presidente do Sindicato dos Delegados, Wagner Bassi Junior, do presidente da Associação dos Delegados, José Lindomar Costa, diretores da PJC, delegados,  familiares e amigos.

A delegada geral adjunta, Silvia Pauluzi, agradeceu todo o esforço do governo para chamar os novos delegados, principalmente da Secretaria de Segurança Pública, Casa Civil e Secretaria de Gestão. Segundo ela, o número parece pouco, mas para a Polícia Civil será um alento diante da aposentadoria recente de 20 delegados de polícia e outros que 20 que estão com previsão de se aposentarem.

“Veio em um momento muito oportuno. Sabemos da dificuldade no interior do estado, onde delegados respondem por duas, três, quatro delegacias, sem folga. E vocês irão dar um respiro aos colegas. Desejo a todos que possam trabalhar focados nessa profissão. Em muitos locais serão a única autoridade, então desejo sorte, que sejam fortes, corajosos e humildes”, disse.

Primeiro colocado no concurso, Eugênio Rudy Junior deixou o cargo de investigador de polícia na cidade de Lucas do Rio Verde, onde estava lotado, para assumir como delegado de polícia. Antes de ingressar na Polícia Civil foi policial militar em Mato Grosso, estado em que nasceu.

“A expectativa é muito grande, muito embora eu tenha esse tempo de trabalho policial, agora é um novo cargo que vai exigir mais conhecimento e mais dedicação. Um cargo para qual me dediquei muito e quero contribuir para a Polícia Civil e o Estado de Mato Grosso”, afirmou.

Leitura do juramento

O secretário de Segurança, Gustavo Garcia, falou da satisfação em estar presente na posse dos 15 novos delegados. Ele destacou os avanços da segurança pública nos últimos anos, especialmente, com queda das taxas de homicídios, e também da autonomia dada aos delegados de polícia.

“Não fazemos por reconhecimento, fazemos por vocação e amor ao próximo. Não esperem reconhecimento de qualquer um, andem com suas consciências, sabendo que vocês têm a partir de agora uma missão belíssima que é prestar segurança pública, transformar a sociedade, não apenas uma atividade que coloca em prática o exercício do direito. É muito mais que isso a função de delegado de polícia. A função é  resolver conflitos é ter razoabilidade porque vocês são agentes transformadores da sociedade”, afirmou Garcia.

Juliana Rado é uma das três mulheres chamada na lista de 15 delegados. Ela é filha do delegado aposentado Newton Rado e conta que dentro de casa teve inspiração para seguir a carreira do pai. “Essencialmente o trabalho voltado à sociedade. Tenho seis anos de advocacia na área privada e decidi que era o momento de contribuir realmente para sociedade de forma mais direta. A carreira policial é primeiro contato que a população tem com o Estado e essa necessidade da população foi minha motivação, além da inspiração do meu pai que trabalhou 30 anos, como delegado de polícia no Estado de Mato Grosso.

Enquanto não iniciam o curso de formação técnico-profissional na Academia de Polícia, os novos delegados farão estágio supervisionado nas delegacias da região metropolitana.

 

Comentários Facebook

Barra do Bugres

Pai e filhos são presos na Barra por matar homem com tiro e golpes de facão em Alagoas

Publicado

O Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Tangará da Serra, coordenado pelo Delegado Adil Pinheiro de Paula, com apoio da Delegacia de Barra do Bugres e atendendo a uma solicitação do Núcleo de Inteligência da SSP de Alagoas, cumpriu nesta manhã de quinta-feira, 30, três mandados de prisão pelo crime de homícidio.

Os três indivíduos presos são pai e filhos. O crime aconteceu no Assentamento São Luiz, Povoado de Ouricuri, zona rural da cidade de Atalaia no Estado de Alagoas.

Segundo o Delegado Adil Pinheiro, os suspeitos em dezembro de 2012 assassinaram a vítima Jakson Batista da Silva com disparo de arma de fogo e golpes de facão. Os criminosos estavam escondidos em Barra do Bugres.

De acordo com a PJC, os presos passaram por exame de corpo delito e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Barra do Bugres, onde ficam a disposição da justiça.

Continue lendo

Polícia

Repressão a organizações criminosas resulta em 82 prisões no primeiro semestre

Publicado

O enfrentamento da Polícia Civil a organizações criminosas no estado resultou em 82 prisões no primeiro semestre deste ano em ações realizadas pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), em especial na repressão a roubo e furto de cargas e de defensivos agrícolas em Mato Grosso. A Polícia Civil também registrou a apreensão de 22 toneladas de defensivos, número superior ao total apreendido no ano passado.

Como parte da atribuição da unidade especializada estão investigações sobre organização criminosa, sequestro, roubos/furtos contra instituições financeiras e de defensivos agrícolas e de cargas. As ações englobaram ainda prisões de integrantes de organizações criminosas que estavam foragidos há muito tempo.

Nos seis primeiros meses deste ano foram apreendidos 21 veículos (12 carros, duas motocicletas, três caminhões e quatro semirreboques), 12 armas de fogo, mais de R$ 46 mil em dinheiro e 276 munições de diferentes calibres.

As ações também resultaram na apreensão de três emulsões de explosivos, 22 toneladas de defensivos agrícolas, número que supera a apreensão do ano passado inteiro, além de uma carga de 50 toneladas de soja, outra de 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo.

O delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, destaca que o resultado é um somatório de investigações realizadas pela própria unidade e também fruto da proximidade com delegacias do interior e parcerias com outras instituições.

Defensivos agrícolas

As ações de combate a roubos, furtos, desvios e adulteração de defensivos agrícolas foram um dos focos de atuação da GCCO no primeiro semestre do ano. Neste primeiro semestre foram apreendidas 22 toneladas de defensivos agrícolas, número superior ao total apreendido em 2021, quando 19 toneladas foram recolhidas durante operações especializadas.

Roubo e furto de cargas

Passando a ser atribuição recente da GCCO, as investigações de roubos de cargas já apresentaram resultados positivos, com a apreensão de mais de 50 toneladas de soja, 39 toneladas de sal e 62 litros de óleo apenas nos seis primeiros meses deste ano.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana