conecte-se conosco


Economia

Quina valendo R$ 1,5 milhão: veja os números sorteados nesta quarta

Publicado


source
Quina está valendo R$ 1,5 milhão
Reprodução

Quina está valendo R$ 1,5 milhão

O concurso 5326 da Quina desta quarta-feira (29), tem um prêmio estimado em R$ 1,5 milhão. As dezenas sorteadas foram:

26 – 35 – 37 – 50 – 52

Segundo a Caixa , ninguém acertou as cinco dezenas sorteadas. Com isso, o prêmio estimado para o sorteio de quinta-feira (30) é de R$ 2,4 milhão.

Como apostar

Para apostar na Quina , o participante deve escolher de 5 a 15 números dentre os 80 disponíveis nas lotéricas credenciadas pela Caixa , ou no site especial de loterias do banco.

Ganham prêmios quem acerta de 2, 3, 4 ou 5 números. Além disso, a pessoa pode concorrer com a mesma aposta por 3, 6, 12, 18 ou 24 concursos consecutivos com a Teimosinha .

Segundo a Caixa , ninguém acertou as cinco dezenas sorteadas na última terça (28). Os números sorteados foram: 03 – 41 – 52 – 59 – 68.

A aposta mínima na Quina custa R$ 2,00. Os sorteios da Quina são realizados, normalmente, de segunda-feira a sábado, às 20h.

Comentários Facebook

Economia

Nota de R$ 200: Real ganha nova cédula após 18 anos, veja outras

Publicado

por


source
Lobo Guará
Adriano Gambarini/Reprodução Amigodolobo.org

Nova nota de R$ 200 terá imagem do Lobo Guará

Nesta quarta-feira (29), o Banco Central anunciou a  criação da nota de R$ 200. O lançamento faz parte de uma história de raras mudanças no Real desde o início de circulação da moeda. A nova nota, de R$ 200, é um novo valor pela primeira vez desde 2002.

Naquele ano, foi lançada a nota de R$ 20 e um ano antes, em 2001 , nascia a nota de R$ 2. Em 2005 a nota de R$ 1 parou de ser impressa. Lançamentos de cédulas visam diminuir as transações feitas com dinheiro vivo, economizando com impressão de papel moeda.

No lançamento das notas de R$ 2 e R$ 20, o Banco Central fez um estudo que indicava redução de mais de 30% no uso de cédulas com os novos valores – sem a nota de R$ 20, eram necessárias quatro notas de R$ 10 para formar R$ 40.

Em 2010 , uma grande mudança nas cédulas de Real foi anunciada. Passou a circular a “segunda família do real”, cédulas com elementos de segurança mais modernos e fáceis de verificar, como marcas táteis e cada valor tendo um tamanho diferente para facilitar a identificação. Guido Mantega, o ministro da Fazenda à época, disse que os novos modelos de notas também ajudariam na “internacionalização” da moeda brasileira.

As primeiras a serem substituídas foram as cédulas de R$ 50 e R$ 100 foram, e novas notas começaram a circular no fim de 2010. Em 2012, começaram a circular as novas notas de R$ 10 e R$ 20. No meio de 2013, foram colocadas em circulação as notas de R$ 2 e R$ 5. 

Motivos para a criação da nota de R$ 200

 A novidade da nota de R$ 200 aparece em contexto de que, neste mês, o governo teve um gasto extra de R$ 437 milhões para impressão de cédulas, com o objetivo de imprimir R$ 100 bilhões adicionais em dinheiro de papel.

Para a área econômica do governo, a crise do novo coronavírus (Sars-Cov-2) foi um dos motivos para o aumento da procura. A pandemia levou a população a manter reserva em dinheiro vivo em casa. Outro motivo apontado é a necessidade de fazer frente ao pagamento do auxílio emergencial – estimado em mais de R$ 160 bilhões considerando as cinco parcelas aprovadas.

Beneficiários  de menor renda preferiram sacar o benefício em espécie. Mais de 20 milhões de saques foram feitos até essa quarta-feira (29), segundo a Caixa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Auxílio emergencial da prefeitura: sua cidade tem?

Publicado

por


source
auxilio
Fenae

Veja prefeituras que criaram auxílio emergencial municipal e saiba se sua cidade tem

Prefeituras pelo Brasil têm criado um auxílio emergencial municipal para a população que não foi atendida pelo  auxílio emergencial federal, pago pela Caixa. Nesta quarta-feira (29), a capital do Espírito Santo, Vitória, iniciou o pagamento do auxílio emergencial municipal. A quantia de R$ 300 terá três parcelas (totalizando R$ 900) e atenderá 2,8 mil famílias da cidade que não foram contempladas pela renda emergencial nacional.

Ao iG, o Ministério da Cidadania explicou que não tem dados sobre esse tipo de auxílio, já que ele não integra o orçamento do auxílio emergencial criado pelo governo federal para conter a crise da pandemia. Os municípios estão usando orçamentos locais para o pagamento de auxílios dentro das cidades. Cabe a cada prefeitura, portanto, informar sobre os pagamentos locais.

No caso de Vitória (ES), as famílias precisavam estar inscritas no CadÚnico – cadastro para programas sociais do Governo Federal – até a data de 13 de junho de 2020 e não receberem o auxílio emergencial federal de R$ 600. Segundo a Prefeitura, os dados da Secretaria Municipal de Assistência Social de Vitória foram cruzados com os dados do Governo Federal para gerar a lista de beneficiados.

Os beneficiários foram comunicados pela Secretaria sobre o local em que devem buscar os cartões do auxílio emergencial municipal para evitar aglomerações. Ao todo, são 11 pontos de distribuição na cidade e os endereços podem ser conferidos no  site da Prefeitura de Vitória. 

No Estado do Pará, também foi criado um auxílio emergencial local. A Prefeitura de Altamira criou a renda municipal para beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade durante pandemia.

Para a Prefeitura de Altamira, mais de 2,2 mil famílias serão beneficiadas pelo programa. Ao todo, a Prefeitura planeja investir mais de R$ 2 milhões em benefícios. A secretaria de integração social do município diz que o auxílio será pago por três meses, em parcelas de R$ 300 – assim como a de Vitória (ES) -, depositadas na conta dos beneficiários na Caixa Econômica Federal. 

Para participar do programa, todos os beneficiários devem ter registro no cadastro CadÚnico. A seleção dos beneficiários já teve início, com base nos dados do cadastro único. Quem se enquadra nas categorias listadas pela prefeitura, mas ainda não possui o cadastro, deve procurar a Caixa e realizar o CadÚnico por meio do telefone.

No Estado de São Paulo,Prefeitura de Lorena também criou um auxílio municipal, integrando o chamado Programa de Renda Emergencial Temporária. O município destina um total de R$1.432.558,84 para 5.851 famílias beneficiadas. As famílias contempladas pelo auxílio local vão receber duas parcelas de R$122,42 por meio de um cartão distribuído pela Secretaria de Saúde de Lorena.

“Mais do que nunca é importante termos um olhar e um cuidado especial com a população em situação de vulnerabilidade social. Nesse momento tão difícil onde vivemos uma crise resultante da pandemia, esse auxílio emergencial será de grande ajuda para complementar a renda dessas famílias”, disse a Vice-Prefeita de Lorena, Marietta Bartelega.

Como saber se minha cidade dá algum auxílio emergencial local?

Como o governo federal não está centralizando esses pagamentos – já que eles são municipais -, é preciso saber, caso a caso, se as cidades têm algum tipo de auxílio emergencial municipal.

Entre no site da prefeitura da sua cidade para saber se há um auxílio emergencial municipal sendo distribuído. Os sites das prefeituras brasileiras seguem esta lógica: www. nomedacidade.sigladoestado .gov.br

O site da Prefeitura de Lorena (SP), por exemplo, é  www.lorena.sp.gov.br .

Assim, você pode descobrir se existe algum auxílio criado pelo seu município e se você tem direito a recebê-lo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana