conecte-se conosco


Tecnologia

Proteja-se: golpe rouba conta WhatsApp e já afetou 8,5 milhões de brasileiros

Publicado

source

Olhar Digital

telefone celular arrow-options
shutterstock
Cibercriminosos conseguem roubar conta de WhatsApp e se passar por usuário

A clonagem de WhatsApp é um golpe que pode trazer transtornos graves à vítima, permitindo que ela seja imitada por alguém com más intenções, facilitando, por exemplo, a extorsão de amigos e familiares.

Para piorar, essa modalidade de ataque tem se tornado mais comum: segundo levantamento da empresa de segurança PSafe, cerca de 8,5 milhões de brasileiros já foram atingidos por um golpe do tipo.

WhatsApp fica instável na noite desta segunda-feira

Ainda segundo a empresa, o Dfndr Lab, divisão especializada em segurança digital ligada ao aplicativo de antivírus Dfndr, detectou apenas neste ano mais de 134 mil tentativas de roubo de contas de WhatsApp.

O método de ataque mais comum, segundo Emilio Simoni, diretor do laboratório, envolve enganar a vítima a fornecer o código de autenticação. O cibercriminoso cadastra o número em um aparelho, mas o código é enviado por SMS para o celular da vítima , ao qual o golpista normalmente não tem acesso direto.

Hackers conseguem alterar mensagens no WhatsApp, diz empresa de segurança

Por isso, ele tenta entrar em contato com a vítima para fazer com que ela diga o código alegando algum motivo falso, normalmente ligado a segurança. Ao fornecer esse dado, o WhatsApp é bloqueado no celular da vítima e o cibercriminoso passa a ter controle da conta.

Leia mais:  Milhões de chineses têm dados em aplicativos de empréstimo vazados

Esse não é o único método, no entanto. Uma técnica famosa é o “SIM Swap”, no qual o golpista obtém um chip de celular com o número da vítima, o que pode ser feito enganando um atendente da operadora ou simplesmente o subornando. A partir daí, ele pode usar o WhatsApp de outra pessoa livremente no seu smartphone.

De acordo com o estudo da PSafe, o principal prejuízo destes ataques foram o vazamento de conversas privadas , reportado por 26,7% dos entrevistados. Bem perto, na segunda colocação, está o envio de links com golpes para contatos, com 26,6% das respostas.

Outros relatos envolvem solicitações de dinheiro aos amigos (18,2%), perda da conta do WhatsApp (18,0%); e chantagem (10,5%).

Como evitar

A forma mais fácil de evitar esse tipo de ataque é jamais informar para ninguém o número de autenticação que chega por SMS.

É preciso ativar a verificação em duas etapas para manter meu login seguro?


Outra opção, consideravelmente mais segura, é cadastrar a autenticação em duas etapas , o que garante que, mesmo que alguém tenha o código de verificação do WhatsApp em mãos ele ainda precisará de uma senha previamente cadastrada, o que é mais difícil de ser obtido.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Mais uma empresa a pular fora: Visa também abandona criptomoeda do Facebook

Publicado

por

source

Olhar Digital

libra arrow-options
Divulgação
Visa também abandona o projeto da Libra


A Libra , criptomoeda do Facebook , está cada vez mais fraca. Gigantes do mercado financeiro não estão mais apoiando a moeda digital . Visa, Mastercard, Paypal e eBay já abandonaram o projeto.

Em comunicado, a Visa explicou a saída da Associação Libra. “A Visa decidiu não aderir à Associação Libra neste momento. Continuamos avaliando o projeto e nossa decisão final será determinada por uma série de fatores, incluindo a capacidade da Associação de satisfazer totalmente todos os requisitos regulatórios”.

Leia também: Mark Zuckerberg irá depor de novo; desta vez, o motivo é criptomoeda do Facebook

A novas baixas no projeto da criptomoeda devem ser altamente problemáticas para a rede social de Mark Zuckerberg , afinal, elas incluem todas as maiores empresas de meios de pagamento que foram membros fundadores da entidade.

Quando surgiu, a associação tinha 28 cofundadores, como MasterCard, PayPal, Visa, eBay, Spotify, Uber, Lyft, Grupo Vodafone. No momento, boa parte dessas empresas já deixou o projeto.

Leia também: Flopou? Facebook diz que há chances da criptomoeda Libra não ser lançada


O Facebook anunciou planos de lançamento da moeda digital Libra em junho de 2020, em parceria com outros membros da associação.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Leia mais:  Assistente virtual da Amazon, Alexa chegará ao Brasil em outubro
Continue lendo

Tecnologia

WhatsApp vai permitir que usuários decidam se querem ser incluídos em grupos

Publicado

por

source

Olhar Digital


whatsapp arrow-options
shutterstock

WhatsApp vai permitir que usuários escolham se querem entrar em grupos


O WhatsApp pode alterar sua configuração de entrada e saída dos usuários em grupos de bate-papo. Nesta sexta-feira (11), o  WABetaInfo divulgou informações de que o aplicativo está testando um novo recurso em sua versão Beta 2.19.289, chamado ” Lista Negra ” (Blacklist, em inglês). A ferramenta visa impedir que uma pessoa seja adicionada a um grupo sem consentimento. 

Leia também: Mensagens que se autodestroem estão chegando ao WhatsApp; confira

Com a nova configuração, um convite vai aparecer para o usuário mostrando que uma pessoa o convidou para entrar em um grupo. Assim, fica a critério do indivíduo aceitar entrar ou não. A Lista Negra vai substituir a opção “Ninguém” nas configurações de privacidade de grupos . No entanto, o  WABetaInfo alertou que ao escolher ativar a nova opção, não poderá voltar para a anterior.

Leia também: WhatsApp vai liberar novos recursos em breve; confira quais

Outra novidade é o modo escuro do aplicativo, ainda sem previsão de lançamento. Apesar das novas funcionalidades, algumas pessoas disseram que a versão beta está travando o aplicativo. Vale ressaltar que as mudanças não são definitivas e a versão ainda está em fase de testes. 

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Leia mais:  Mecanismos ajudam a garantir que crianças tenham segurança na internet
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana