conecte-se conosco


Saúde

Projeto em tramitação na ALMT quer proibir a utilização e comercialização de slime

Publicado

Foto: Sesc Garanhuns/Divulgação

 

Um projeto que tramita na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) quer proibir a comercialização de ‘slimes’ produzidos com bórax. O elemento químico é um dos ingredientes usados e, segundo o autor da proposta, o ácido bórico pode causar inchaço, vermelhidão e queimaduras no contato com a pele.

A utilização do produto químico bórax na confecção do slime pode comprometer a saúde das crianças. O slime é a massa colorida, de aspecto gosmento, que pode ser comprada em lojas ou produzida em casa.


O princípio ativo é uma concentração de 3% do ácido bórico e o produto antisséptico tem a venda proibida em alguns países, por conta de suas características tóxicas.

O projeto de lei, apresentado nesta semana pelo deputado Max Russi (PSB), visa proibir a utilização e comercialização desse tipo de brinquedo por conter essa substância, nociva à saúde das crianças.

O parlamentar alerta que os slimes são atualmente comercializados sem qualquer restrição, mesmo contendo componentes na fabricação como borato de sódio ou bórax.

Segundo ele, essa substância pode ser encontrada em produtos de limpeza domésticos e em âmbito industrial.

A água boricada, que pode ser usada no lugar do bórax para dar consistência gelatinosa à massa, também contém ácido bórico, mas em concentração mais baixa e considerada opção mais segura por pediatras.

A toxicidade do bórax no slime pode aumentar se o produto for combinado com outras substâncias químicas, como as presentes em corantes, amaciantes e cremes de barbear – ingredientes que também são usados em algumas receitas de slime. (Fonte: G1/MT)

Leia mais:  Anvisa alerta gestantes sobre risco de medicamento usado para náuseas

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres

Unimed Vale do Sepotuba inicia ações de conscientização e prevenção ao câncer de mama

Publicado

A Unimed Vale do Sepotuba realiza anualmente, campanhas para prevenir e diagnosticar precocemente o câncer de mama.

Neste ano, a campanha é composta pelo tema “Um Toque Para Salvar a Sua Vida! ”. O objetivo é desmistificar o preconceito a doença, além de ressaltar a importância do autocuidado, da atenção à saúde e da vivência do diagnóstico.

Com programação repleta de atividades, as ações contarão com o suporte de uma ambulância personalizada que percorrerá os municípios de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Sapezal e Barra do Bugres, promovendo blitz educativa, adesivagem de carros e distribuição de laços da campanha.

No mês dedicado à conscientização para o controle e diagnóstico da doença, a Unimed Vale do Sepotuba, vai reforçar o tema com divulgação de três vídeos institucionais, que serão exibidos durante a programação das emissoras de TV’s locais, mais uma estratégia adotada pela cooperativa, para dialogar com a sociedade, sobre a necessidade do diagnóstico precoce para o tratamento do câncer de mama.

 

Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento de adesão mundial que tem o objetivo de estimular a luta contra o câncer de mama e seu diagnóstico precoce, pois, inicialmente, a doença não apresenta sinais claros. A mamografia é o principal exame para detectar o tumor em fase inicial e é recomendada a cada dois anos em mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. Em Tangará da Serra, o Centro de Oncologia e Infusão Unimed Vale do Sepotuba, disponibiliza cabines individuais e leitos de longa permanência para pacientes em quimioterapia.

Leia mais:  Mais Médicos: inscrição para formados no exterior será dias 13 e 14

Reforçamos que a adoção de comportamentos saudáveis elimina ou diminui a exposição a fatores de risco. Sendo assim:

– Pratique atividades físicas

– Controle o peso

– Não fume


– Evite consumir bebida alcoólica.

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Com baixo estoque de sangue, Unitan convoca doadores em Tangará

Publicado

ilustrativa

A Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue (Unitan) de Tangará da Serra convoca doadores para auxiliar na reposição do estoque de sangue que está baixo.

De acordo com a coordenadora da Unidade, Juliana Marinho Gramarin, todas as pessoas que já são doadoras e aquelas que queiram iniciar podem procurar a Unitan para fazer sua doação.

Para isso, segundo ela, é preciso ter entre 16 e 69 anos de idade e estar bem de saúde. “ (…) que não esteja realizando tratamento médico, odontológico e usando algumas medicações”, alerta a coordenadora, frisando que além disso o doador precisa estar bem alimentado, hidratado, não ter ingerido comidas gordurosas e nem bebidas alcóolicas por pelo menos 12 horas.


Depois de seguir as recomendações, é só procurar a Unitan munidos de documentação com foto, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e da 13h30 às 17h. A Unitan está localizada na Rua Benedito Pereira de Oliveira, nº 1447 N, Jardim Europa.

Comentários Facebook
Leia mais:  Hospital Federal de Bonsucesso tem novo diretor interino
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana