conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Projeto de Max Russi que declara Casa de Apoio Vinde de utilidade pública é aprovado na CCJR

Publicado

Max Russi destaca aprovação do PL como um importante avanço

Foto: Ângelo Varela

O Projeto de Lei 254/2018, que declara de utilidade pública a Casa de Apoio Vinde – Hospedaria Rotativa, foi aprovado na reunião ordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJR), na última terça-feira.  O objetivo é que a entidade esteja apta a receber verbas públicas e outros benefícios legais.

Conforme o autor, o deputado Max Russi (PSB), que atualmente preside a CCJR, esse é um importante avanço, visto que a Casa de Apoio Vinde, faz um importante trabalho social, disponibilizando hospedagem à acompanhantes de pacientes que vêm do interior do Estado para tratamento de saúde, assim como àqueles que vêm somente para exames rotineiros de baixa complexidade e não possuem condições de subsidiar as despesas em hotéis tradicionais.

“Um projeto de lei social e importante. Essa casa de apoio presta esse serviço social, de forma voluntária, a pessoas que precisam de suporte. A Casa de Apoio Vinde merece receber muitos benefícios, em termos de impostos e outras benfeitorias, para que esse serviço seja fortalecido”, justificou.

A Casa de Apoio Vinde conta com apoio de doações e toda a triagem de hóspedes é feita pelos assistentes sociais dos municípios. A hospedagem de pacientes em tratamentos de média e alta complexidade não é possível, uma vez que a estrutura não possui enfermeiros e médicos colaboradores.

Lá, ainda, são fornecidos, esporadicamente, almoço e jantar por meio de ações realizadas pela associação e seus colaboradores, assim como a promoção de assistência social às minorias, desenvolvimento econômico e combate à pobreza, ética, paz, direitos humanos e democracia, bem como outros valores universais.

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana