conecte-se conosco


Educação

Professores de três cursos da Unemat, não aderem Greve Geral em Tangará da Serra

Publicado

Dos oito cursos de graduação da Unemat, três não aderiram à Greve Geral, realizada nesta sexta-feira (14), em Tangará da Serra.

Dois cursos da Unemat Campus Tangará, não aderiram à Greve.

O movimento deliberado no dia 07 de junho, durante Assembleia Geral Extraordinária, foi convocado pela Associação dos Docentes da Unemat (ADUNEMAT) para todos os Campis da Universidade no Estado. A pauta dos grevistas é focada na defesa do direito de aposentadoria e o repúdio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, da Reforma da Previdência.

Houve grande adesão à greve, porém, os docentes dos cursos de graduação em Administração (com ênfase em Agronegócio e Empreendedorismo) Agronomia e Ciências Contábeis não paralisaram as atividades, em contrapartida os professores de Ciências Biológicas, Engenharia Civil, Letras e Jornalismo, participam do movimento. A categoria realiza atos pacíficos pela manhã na Praça da Resistência e à noite, produzem atividades culturais na Unemat.


Os acadêmicos dos cursos de Administração e Agronomia foram comunicados sobre as aulas nesta sexta-feira (14).

Procurados pelo Bem Notícias, até o fechamento desta reportagem, não havíamos conseguido contatar os coordenadores dos cursos de Administração e Agronomia, para obter informações sobre o que os levou a ignorar o movimento, no entanto, acadêmicos esclareceram que o cronograma foi mantido com o objetivo de evitar o comprometimento de conteúdo, e possível reposição de aulas, previstas para ocorrerem em contraturno e nos fins de semana.

Leia mais:  Sema constrói planejamento estratégico 2019/22

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Professores da UNEMAT aderem à Greve Geral nesta sexta (14) convocada pelas Centrais Sindicais

Publicado

Professores da Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT), aderiram à Greve Geral nesta sexta-feira (14). Em Tangará da Serra, a categoria segue mobilizada pela manhã na Praça da Resistência e a noite, serão realizadas atividades culturais na Unemat, com pauta focada na defesa do direito de aposentadoria e o repúdio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, da Reforma da Previdência.

A pauta central tem a defesa do direito de aposentadoria e o repúdio à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019, da Reforma da Previdência.

A decisão foi deliberada na última sexta-feira (07), durante Assembleia Geral Extraordinária, convocada pela Associação do Docentes da Unemat (ADUNEMAT) para todos os Campis da Universidade no Estado. A Assembleia foi convocada para tratar, dentre outras pautas, a adesão à Greve Geral que vem sendo construído desde o dia 1° de maio pelas Centrais Sindicais e movimentos sociais em todo o Brasil.

No texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 006/2019, a aposentadoria por tempo de contribuição irá acabar e as mulheres serão obrigadas a se aposentarem com, no mínimo, 62 anos de idade, e os homens 65 anos. Além disso, o tempo mínimo de contribuição subirá de 15 anos para 20 anos e os trabalhadores vão receber menos, apenas 60% do valor do benefício será pago se a reforma for aprovada. Para ter acesso à aposentadoria integral, o trabalhador terá de contribuir por pelo menos 40 anos.

Para a presidente da Adunemat, Sílvia Nunes, o motivo da Greve Geral é lutar contra a Reforma da Previdência. Segundo ela, a luta também é pela educação pública e gratuita que vem sendo realizada pelos governos federal e estadual. “Esse dia de greve é muito importante para mostrarmos ao governo federal, em específico, que conseguimos constituir uma greve unificada entre as centrais sindicais, entidades estudantis e movimentos sociais para lutar contra esses ataques a aposentadoria e a educação” reafirma a presidenta.


Além da adesão à Greve Geral do dia 14 de junho, a Assembleia teve como pontos de pauta a RGA 2019, MTPREV e Reivindicações dos Professores/as da UNEMAT para o Governo do Estado de Mato Grosso. Com informações de Assessoria de Imprensa.

Leia mais:  Justiça acata pedido do MP e determina limpeza de fossa séptica da Cadeia Pública de Porto Alegre do Norte

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Sicredi reforça a importância do cooperativismo em seminário da Unemat

Publicado

O Sicredi esteve presente apoiando o ‘Seminário Cooperativismo – Desenvolvimento Local Sustentável e Bem Viver’, promovido desde a última segunda-feira (10) pelo Departamento de Administração da UNEMAT, no auditório do campus de Tangará da Serra. O evento, encerrado na tarde desta quarta-feira, reuniu bom público, especialmente acadêmicos e, também, representantes do poder público nas esferas municipal e estadual.

Evento apoiado pelo Sicredi reuniu bom público, especialmente acadêmicos e, também, representantes do poder público nas esferas municipal e estadual.

Durante o evento, o Sicredi divulgou a importância do cooperativismo de crédito como ferramenta de desenvolvimento econômico local e também na melhoria da qualidade de vida das pessoas que dele se valem como fator de fomento. “O cooperativismo é um ciclo virtuoso, resultado da união de pessoas pelo mesmo objetivo. Neste ciclo todos ganham, seja no aspecto econômico, seja no social e até mesmo no desenvolvimento humano”, destacou a Assessora de Comunicação do Sicredi, Keila Volkmer.

Keila, do Sicredi: “O cooperativismo é um ciclo virtuoso, resultado da união de pessoas pelo mesmo objetivo”.

Aberto ao público, o evento teve uma extensa programação, envolvendo os períodos matutino e vespertino, sendo promovido pelo Programa Incubadora de Organizações Coletivas Autogeridas Solidárias e Sustentáveis (IOCASS) que envolve ações de ensino pesquisa e extensão.

O evento também contou com participação de sócios de Empreendimentos Econômicos Solidários Incubados (EESI), objetivando promover um diálogo interdisciplinar sobre as transformações no mundo do trabalho e alternativas ao modelo hegemônico com base em conceitos como cooperativismo, associativismo, economia solidária, e desenvolvimento local sustentável.

Leia mais:  Campanha ganha força com Lei de Importunação Sexual

A programação contou com palestras, mesa redonda, diálogos, workshop de grupos de pesquisa e depoimento de membros de empreendimentos.

Modelo

Uma das palestras que mais despertou atenção foi a ministrada pela presidente da Associação das Mulheres Rurais Frutas do Vale (AMFRUVALE), – Lídia Nunes Ferreira de Paula. A entidade sediada no Assentamento Vale do Sol II, em Tangará da Serra, teve origem em 2011, após um curso sobre aproveitamento de frutas e vegetais para doces, conservas e compotas, promovido através de parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA), e o Núcleo de Políticas para Economia Solidária (NUPES).

A associação foi idealizada por 12 mulheres que hoje produzem em sistema cooperativo e associativo, com boa aceitação dos seus produtos no mercado. Vários equipamentos utilizados pela entidade no processo de produção foram adquiridos através de crédito cooperativo. “Nossa associação nasceu forte, de uma união, e continua unida. Sabemos que uma associação como a nossa não enriquece ninguém, mas ajuda como alternativa importante de renda e desenvolvimento da nossa comunidade”, disse Lídia.

Keila e Lídia Nunes, presidente da AMFRUVALE: “São iniciativas como estas que apoiamos, sempre visando o desenvolvimento local e o bem estar das pessoas envolvidas”.

A palestra foi muito aplaudida pelo público e embasou vários questionamentos dos presentes. “São iniciativas como estas que apoiamos, sempre visando o desenvolvimento local e o bem estar das pessoas envolvidas”, observou Keila Volkmer, do Sicredi, que convidou os presentes a conhecerem as instalações do Sicredi em Tangará da Serra e seu modelo de funcionamento.


Após intensos trabalhos nos dois turnos dos três dias de realização, o evento foi concluído já ao final da tarde desta quarta-feira, com avaliações e encaminhamentos.

Leia mais:  Politec envia equipe especializada para ocorrência em Colniza

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana