conecte-se conosco


Clima

Primeira frente fria do outono atinge Mato-Grosso neste fim de semana

Publicado

A atmosfera vai continuar quente e úmida na maioria das áreas do Centro-Oeste. O aquecimento  e a disponibilidade de umidade vão resultar em mais pancadas de chuva.

A quarta-feira (08), começa com com um ar mais seco sobre as áreas mato-grossenses que fazem divisa com o Pará e o Tocantins. Nestas localidades, a chance de chover é muito pequena. O tempo quente, úmido e abafado facilitam o crescimento de nuvens carregadas.  A partir da tarde são esperadas pancadas de chuva isoladas de moderada a forte intensidade com raios e rajadas de vento, inclusive em Cuiabá.

Na quinta-feira (09), o ar seco ganha força e se espalha sobre o norte de Mato Grosso e inibe a formação de nuvens de chuva. Nas demais áreas, o sol aparece, faz calor e a umidade disponível colabora para o crescimento de nuvens e as pancadas de chuva isoladas acompanhadas de raios. De acordo com os meteorologistas, as condições para chuvas mais frequentes devem aumentar sobre a maioria das áreas do Centro-Oeste no fim de semana do Dia das Mães.


A entrada de ar frio de origem polar moderado a forte sobre Mato Grosso está sendo esperado no fim de semana. A temperatura terá uma queda acentuada especialmente a partir do próximo domingo, 12 de maio, dia das Mães.  Em o resfriamento já começa no sábado em Cuiabá a expectativa é de recorde de frio para este ano, no domingo e no começo da próxima semana.O primeiro recorde já pode ocorrer no domingo, 12 de maio,  influenciando queda de temperatura também em Tangará da Serra.

Fonte: Clima Tempo

 

Leia mais:  Sinfra entrega sete ônibus aos municípios de Santo Antônio e Chapada

Comentários Facebook
publicidade

Clima

Inverno começa nesta sexta e será mais quente do que o normal

Publicado

O inverno começa nesta sexta-feira (21) às 12h54. Neste momento, o hemisfério sul recebe a menor quantidade de energia proveniente do Sol e marca o dia mais curto do ano (solstício de inverno), enquanto o hemisfério norte recebe a maior quantidade de energia e o dia mais longo (solstício de verão).

Para esta sexta-feira (21) a previsão indica sol com algumas nuvens e não chove. O primeiro dia do inverno deverá alcançar máxima de 33° em Tangará da Serra.

Neste ano, a estação será influenciada pelo fenômeno El Niño, que já atua desde 2018 por aqui. Durante o inverno, seus efeitos são mais sentidos na região Sul e estados de São Paulo e de Mato Grosso do Sul com chuva acima da média. No outono, a temperatura ficou acima da média em grande parte do Brasil. Já no inverno, a situação não será muito diferente.

Durante este inverno, quase todas as ondas de frio vão ser desviadas para o oceano. Com poucas incursões de ar frio pelo interior do país, o inverno de 2019 terá poucos dias com frio intenso e deve terminar com temperaturas acima da média. O que vai predominar é a sensação de outono, com tardes relativamente quentes e noites amenas, eventualmente frias no Sul, no Sudeste e em parte do Centro-Oeste.

Fonte: Clima Tempo

A estação também tem como característica a redução de chuvas nas três regiões e em partes do Nordeste e do Norte do Brasil. Com a diminuição da temperatura, ocasionada pelas massas de ar frio do sul do continente, amplia-se a probabilidade de ocorrerem geadas nas regiões Sul e Sudeste e em Mato Grosso do Sul, além da queda de neve nas áreas serranas e planaltos do Sul do país e friagem em Rondônia, no Acre e no sul do Amazonas.

Leia mais:  Ex-funcionário de conveniência é preso por furto em Guiratinga

As condições típicas da estação, que incluem inversões térmicas durante as manhãs, também podem produzir a formação de nevoeiros e névoa úmida nos estados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Queimadas

Outro fenômeno que o inverno favorece são as queimadas e os incêndios florestais em determinados pontos do país. De acordo com o Inmet, as probabilidades de que ocorram são maiores na Região Norte, entre a metade do inverno e o início da primavera.


Para o Centro-Oeste, a previsão é de que os incêndios florestais serão propícios devido à conjugação de três fatores: a baixa umidade relativa do ar, a menor ocorrência de chuvas e as temperaturas acima da média, que devem marcar, principalmente, os meses de agosto e setembro. Na região, a previsão é de que a umidade relativa do ar fique abaixo de 30%, tendo, em alguns momentos, picos mínimos abaixo de 20%.

 

 

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Clima

Tempo Seco: Tangará da Serra tem baixa umidade do ar em níveis críticos

Publicado

O feriado prolongado de 20 de junho (Corpus Christi) vai coincidir com o início do inverno no dia 21 de junho e a baixa umidade do ar dominará o clima com níveis críticos, entre 22% e 32% entre quinta-feira e domingo.

É o que indicam os sites especializados em meteorologia. O portal Clima Tempo, por exemplo, indica predomínio absoluto do sol entre o feriado e o próximo domingo. As temperaturas variam de 35ºC na máxima e 19 graus celsius no período, sem previsão de chuvas e umidade relativa do ar a partir dos 22% nas horas mais quentes.

Temperaturas variam de 35ºC na máxima e 19 graus celsius no período, sem previsão de chuvas e umidade relativa do ar a partir dos 22% nas horas mais quentes.

Prognósticos semelhantes são apontados pelos Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC-INPE) e o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Problemas

O nível de umidade relativa do ar considerado adequado para a saúde humana por especialistas varia entre 40% e 60%, mas no inverno do hemisfério sul a umidade do ar facilmente fica abaixo de 30%.

A baixa umidade relativa do ar tem várias consequências, como possibilidades de rinite, asma e outros problemas respiratórios, além de Irritação nos olhos e do nariz, garganta seca e sensível, ressecamento da pele. Problemas cardíacos também são riscos, já que o sangue fica mais denso

Leia mais:  Carvalima Transportes celebra e parabeniza pelos 43 anos de Tangará da Serra

Além dos problemas de saúde, há transtornos domésticos: a poeira se acumula muito mais rápido e móveis e pisos de madeira ficam mais desgastados, com rachaduras.

Dicas

Evite ficar muito tempo exposto ao ar-condicionado. Prefira umidificadores do ar. Uma alternativa mais barata é espalhar pelos cômodos recipientes abertos contendo água, de preferência perto de janelas ou de qualquer lugar onde haja correntes de ar (a água evapora mais rápido, umedecendo o ambiente).


Consumir muito líquido é indicado para estes períodos, assim como preferências por praticar exercícios físicos no início da manhã ou no final do dia, após o pôr do sol.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana