conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Presidente da ALMT pede que vetos do governo sejam analisados

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Os deputados estaduais de Mato Grosso, reunidos em sessão vespertina nesta terça-feira (6), votaram requerimentos, indicações, moções de congratulação, projetos e audiências públicas, inclusive uma delas, com data agendada para o próximo dia 29, discutirá a taxação do agronegócio no Estado.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), fez uma cobrança em relação aos vetos que estão tramitando na Casa de Leis. Botelho pediu empenho da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, para apreciação dos vetos e pediu ma reunião da Comissão para tratar do tema. “Tem vetos com prazo estourado”, alertou.

O deputado Wilson Santos (PSDB), fez uma defesa do governador Pedro Taques (PSDB), no grande expediente, sobre as denúncias do empresário Alan Malouf, que acusa Taques, em delação premiada, da prática de Caixa 2. “O empresário Alan Malouf e sua família tentaram, desde o início, fazer negócios com o Governo. Não fez nenhum. Passados três anos e dez meses, não conseguiu realizar nenhum contrato com a gestão Pedro Taques”, disse o deputado.

A deputada Janaína Riva (MDB), fez uma cobrança em plenário quanto ao pedido de afastamento do governador Pedro Taques. O pedido foi apresentado pela deputada e tem como base a delação premiada do empresário Alan Malouf. Além do afastamento de Taques, a parlamentar requereu o julgamento do governador pelo crime de responsabilidade. Janaína cobrou uma posição do presidente Botelho: “gostaria de saber qual será o próximo encaminhamento da Mesa e quando o mesmo poderá ser votado”, disse a parlamentar.

O deputado Eduardo Botelho explicou que o pedido havia retornado para a Procuradoria por conta da necessidade de a deputada anexar alguns documentos. “Está na Procuradoria, assim que retornar vou me posicionar”, adiantou.

Conforme o presidente, a Procuradoria da ALMT pediu o processo de volta porque faltavam alguns documentos que tinham de ser anexados pela deputada Janaína Riva. “Eu devolvi e eles deram um prazo para que ela apresentasse os documentos. Agora estou aguardando que me devolvam”, disse o presidente.

Botelho adiantou que somente depois de ter o pedido em mãos é que vai apresentar o seu voto. “Eu vou apresentar meu voto, minha posição ao plenário. Vou apresentar a minha decisão. Inclusive, a prerrogativa, segundo parecer da Procuradoria (com jurisprudência do STF) é do presidente, ou seja, em dar prosseguimento ou não ao pedido de afastamento”.

 

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Política

Sanches confirma fim da licitação do Hospital Regional e quer celeridade na ativação do Centro Cirúrgico

Publicado

Em postagem nas redes sociais o vereador Eduardo Sanches (Republicanos) comemorou hoje a finalização do processo licitatório para a contratação de uma empresa para a construção do Hospital Regional de Tangará da Serra. A publicação saiu no Diário Oficial de 13 de junho, informando que a empresa vencedora do certame foi a Construtora Augusto Velloso.

“Mais uma etapa vencida. Hospital Regional. Acabei de acessar o Diário Oficial e finalizou a licitação da obra do Hospital Regional (HR) como vencedora a empresa Augusto Veloso de São Paulo. Etapa superada!”, afirmou Sanches.

Apesar da alegria demonstrada pelo parlamentar, a postagem traz uma atenção maior pela necessidade de ativação do Centro Cirúrgico no Hospital Municipal. “Mas a luta nesse momento é na abertura do nosso Centro Cirúrgico no Hospital Municipal. Precisamos avançar até a realmente abertura das portas do Hospital Regional”, cobra Eduardo Sanches.

A exigência do vereador é justificada: uma obra do tamanho do Hospital Regional – que terá 111 leitos de enfermaria e 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade; com 10 consultórios médicos, 2 consultórios para atendimento a gestantes, 6 salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames – deve se estender por pelo menos dois anos e meio. A obra representa um investimento de mais de R$ 107 milhões.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana