conecte-se conosco



Economia

Prefeitura irá leiloar em dezembro, veículos, equipamentos, maquinários e sucatas

Publicado

A Prefeitura Municipal de Campo Novo do Parecis,  realizará um leilão público para a venda de veículos, equipamentos,maquinários e sucatas.

As visitas aos bens ofertados, poderão ser feitas a partir do dia 27/11/2018 até 10/12/2018.

 

O Leilão, se destina à venda de veículos considerados inservíveis ao município e será realizado no dia 11 de dezembro de 2018 (terça-feira) – 08h30min (horário Local), no pátio da secretaria municipal de infraestrutura (anexo ao Paço Municipal Euclides Horst) Avenida mato Grosso, 66 NE, centro.

As visitas aos bens ofertados, poderão ser feitas a partir do dia 27/11/2018 até 10/12/2018, no horário normal de expediente da Prefeitura Municipal, na Avenida Mato Grosso, nº 66-NE, Campo Novo do Parecis/MT, CEP 78.360-000. Os interessados deverão apresentar os documentos necessários à sua habilitação no local do leilão, podendo ela ocorrer antes ou durante a realização do mesmo. Lotes e informações estão disponíveis no link:

www.camponovodoparecis.mt.gov.br/fotos_licitacao/2737.pdf

Comentários Facebook
Leia mais:  Boi Brasil Churrascaria é nova opção em Tangará da Serra
publicidade

Economia

Paulo Guedes coloca tucano como secretário para articular reforma da Previdência

Publicado

por


Deputado Rogério Marinho será secretário da Previdência no governo Bolsonaro
Marcelo Camargo/ABr

Deputado Rogério Marinho será secretário da Previdência no governo Bolsonaro

O deputado federal Rogério Simonetti Marinho (PSDB-RN), 55 anos, assumirá a Secretaria Especial da Previdência Social. A escolha foi feita pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e confirmada em nota oficial. Marinho deverá ser um dos principais articuladores entre o governo e o Congresso Nacional para avançar na reforma da Previdência.

Leia também: Impostos devem subir se a reforma da Previdência não for feita, diz ministro

Relator da reforma trabalhista na Câmara, Rogério Marinho não se reelegeu para deputado federal do Rio Grande do Norte pelo PSDB nas eleições de outubro. Economista de formação, foi secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte.

Assim como o atual ministro da Fazenda Eduardo Guardia, Paulo Guedes e o presidente eleito defendem a urgência da votação da reforma da Previdência . Bolsonaro quer que, pelo menos parte do texto, avance já no primeiro semestre de 2019. Segundo ele, há a possibilidade de aproveitar parte da proposta encaminhada pelo presidente Michel Temer.

 O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil, evita apostar em datas, mas mantém a expectativa de votação já no primeiro ano do futuro governo. Segundo ele, é necessário “consertar” o sistema previdenciário . De acordo com ele, não é justo deixar a Previdência atual para os filhos e netos e é preciso que o país seja capaz de criar um novo sistema.

Leia mais:  Brasil criou mais de 57 mil postos de trabalho em outubro, aponta Caged

Rogério Marinho terá um secretário adjunto


Leonardo Rolim será secretário-adjunto de Rogério Marinho na Previdência
Divulgação/MPS

Leonardo Rolim será secretário-adjunto de Rogério Marinho na Previdência

Leonardo Rolim será o Secretário Adjunto de Previdência. Ele é consultor de orçamento da Câmara dos Deputados, tem mestrado em Direção e Gestão de Planos e Fundos de Pensão pela Universidad de Alcalá, na Espanha, especialização em Administração (UnB) e em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Enap).

Leia também: Discutir a Previdência agora só traria mais problemas, diz futuro secretário de Paulo Guedes

Rolim foi secretário de políticas de previdência social do Ministério da Previdência Social e presidente do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev).

Em nota, Guedes afirmou que o processo de escolha está na reta final: “A equipe de transição está em fase final de preparação da nova estrutura do futuro Ministério da Economia. Assim, o detalhamento do organograma e das atribuições de cada pasta será divulgado em breve.”

Com a escolha de Rogério Marinho , o Ministério da Economia busca uma maior aproximação com o Congresso. Como o tucano foi relator da reforma trabalhista, que passou com folga em 2017, o ministro quer que essa influência seja benéfica ao próximo governo.

*Com Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Paulo Guedes coloca tucano como secretário para articular reforma da Previdência

Publicado

por


Deputado Rogério Marinho será secretário da Previdência no governo Bolsonaro
Marcelo Camargo/ABr

Deputado Rogério Marinho será secretário da Previdência no governo Bolsonaro

O deputado federal Rogério Simonetti Marinho (PSDB-RN), 55 anos, assumirá a Secretaria Especial da Previdência Social. A escolha foi feita pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e confirmada em nota oficial. Marinho deverá ser um dos principais articuladores entre o governo e o Congresso Nacional para avançar na reforma da Previdência.

Leia também: Impostos devem subir se a reforma da Previdência não for feita, diz ministro

Relator da reforma trabalhista na Câmara, Rogério Marinho não se reelegeu para deputado federal do Rio Grande do Norte pelo PSDB nas eleições de outubro. Economista de formação, foi secretário de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte.

Assim como o atual ministro da Fazenda Eduardo Guardia, Paulo Guedes e o presidente eleito defendem a urgência da votação da reforma da Previdência . Bolsonaro quer que, pelo menos parte do texto, avance já no primeiro semestre de 2019. Segundo ele, há a possibilidade de aproveitar parte da proposta encaminhada pelo presidente Michel Temer.

 O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil, evita apostar em datas, mas mantém a expectativa de votação já no primeiro ano do futuro governo. Segundo ele, é necessário “consertar” o sistema previdenciário . De acordo com ele, não é justo deixar a Previdência atual para os filhos e netos e é preciso que o país seja capaz de criar um novo sistema.

Leia mais:  Governo e União renovam acordo para retomar Programa Nacional de Crédito Fundiário

Rogério Marinho terá um secretário adjunto


Leonardo Rolim será secretário-adjunto de Rogério Marinho na Previdência
Divulgação/MPS

Leonardo Rolim será secretário-adjunto de Rogério Marinho na Previdência

Leonardo Rolim será o Secretário Adjunto de Previdência. Ele é consultor de orçamento da Câmara dos Deputados, tem mestrado em Direção e Gestão de Planos e Fundos de Pensão pela Universidad de Alcalá, na Espanha, especialização em Administração (UnB) e em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Enap).

Leia também: Discutir a Previdência agora só traria mais problemas, diz futuro secretário de Paulo Guedes

Rolim foi secretário de políticas de previdência social do Ministério da Previdência Social e presidente do Conselho Nacional dos Dirigentes de Regimes Próprios de Previdência Social (Conaprev).

Em nota, Guedes afirmou que o processo de escolha está na reta final: “A equipe de transição está em fase final de preparação da nova estrutura do futuro Ministério da Economia. Assim, o detalhamento do organograma e das atribuições de cada pasta será divulgado em breve.”

Com a escolha de Rogério Marinho , o Ministério da Economia busca uma maior aproximação com o Congresso. Como o tucano foi relator da reforma trabalhista, que passou com folga em 2017, o ministro quer que essa influência seja benéfica ao próximo governo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana