conecte-se conosco


Barra do Bugres

Prefeitura de Barra do Bugres publica edital para concurso público com 173 vagas

Publicado

A Prefeitura Municipal de Barra do Bugres publicou na última quarta-feira (28) o edital para concurso público que oferecerá 173 vagas que serão preenchidas imediatamente para as áreas da administração, educação e jurídico. O último concurso público para contratação de funcionários públicos efetivos na cidade foi aplicado em janeiro de 2007. Poderão participar candidatos de nível fundamental, médio, técnico e superior, que irão concorrer às vagas com jornadas de trabalho que variam entre 30 e 40 horas semanais.

As vagas oferecidas são: motorista (4), professor-pedagogo (90), professor-pedagogo específico para indígenas (4) psicólogo (1), técnico em administração escolar (5), técnico em desenvolvimento infantil (56), técnico em informática (3), engenheiro civil (1), engenheiro ambiental (1), engenheiro florestal (1), técnico agrícola (1), técnico sanitário (1), procurador municipal (1), procurador legislativo (1), assistente legislativo (1), contador (1).

A remuneração salarial varia entre R$ 1.501,20 a R$ 6.302,01. As inscrições terão custo de R$ 80,00 para candidatos com ensino fundamental, R$ 100,00 para candidatos de nível médio ou técnico e R$ 120,00 para candidatos de nível superior. De acordo com o cronograma do edital, o período para inscrição irá de 3 a 30 de novembro. As provas estão marcadas para o dia 20 de dezembro. A empresa responsável pelo certame será a Soluções Educacionais.

Comentários Facebook

Barra do Bugres

Barra do Bugres elege primeiro vereador indígena de sua história

Publicado

Foto: Reprodução/Facebook

Lennon Ferreira Corezomaé (Pode) fez, mais uma vez, história ao se tornar o primeiro indígena eleito vereador no município de Barra do Bugres. “Mais uma vez” porque pioneirismo não é nenhuma novidade na história de vida do professor, aprovado em primeiro lugar em concurso público estadual. Ele já havia sido o primeiro indígena a concluir graduação no curso de Licenciatura em Educação Física na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), no interior de São Paulo, e ainda, o primeiro indígena a cursar e também concluir o mestrado na mesma instituição.

Lennon havia sido escolhido previamente para representar a Aldeia Umutina/Balatiponé na corrida pelo Legislativo barrabugrense. Agora, aos 30 anos de idade, ele foi eleito para representar toda a população de Barra do Bugres após ter recebido 240 votos na proporcional. Ele agradeceu ao seu eleitorado pela condução histórica ao cargo de vereador.

“Essa é uma vitória que é de todos, porque a nossa luta foi por todos. Chegamos à vitória juntos e nós viemos agradecer aos 240 votos que nós tivemos durante essa eleição aqui no nosso município. Às pessoas da população Balatiponé/Umutina que ajudaram, que fortaleceram a nossa luta, que chegaram junto com a gente, não desanimaram, nos impulsionaram a todo momento, à população de Barra do Bugres que também contribuiu para a construção dessa história. É isso que nós estamos fazendo, nós estamos construindo história dentro do nosso município”, afirmou em vídeo publicado nas redes sociais.

O vereador eleito prometeu lutar por avanços em políticas públicas nas áreas da educação, da saúde através da reativação do Hospital Regional do município, da agricultura familiar passando pelo suporte aos pequenos produtores rurais, meio-ambiente e do ecoturismo.

Outro indígena eleito

Foto: Reprodução/Internet

Mais um indígena a ser aclamado pelo eleitorado em Mato Grosso foi Leonardo Xavante (PV). Ele se reelegeu vereador sendo o terceiro candidato que mais recebeu votos no município de Santo Antônio do Leste. Nascido em Jataí-GO, o indígena de 31 anos vive na Aldeia Água Limpa, na região do pequeno município mato-grossense, desde que seu pai faleceu em 2013. Leonardo obteve 143 votos.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres

MPF investiga irregularidades em ocupação do assentamento Antônio Conselheiro

Publicado

Foto: Reprodução

A procuradora da República, Denise Nunes Rocha Müller Slhessarenko, instaurou Inquérito Civil para apurar eventuais irregularidades na ocupação do assentamento Antônio Conselheiro, no município de Tangará da Serra.

Conforme o procedimento, será apurado ainda as ações do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na questão da verificação das pessoas que estão ocupando o assentamento em Mato Grosso.

“Inquérito Civil para apurar eventuais irregularidades na ocupação e eventuais omissões do INCRA-MT quanto ao assentamento Antônio Conselheiro, no município de Tangará da Serra-MT”, diz trecho extraído do procedimento, que tramita em sigilo.

O assentamento Antônio Conselheiro fica a 26 km de Tangará da Serra e também abrange os municípios de Barra do Bugres e Nova Olímpia. Fundado no início dos anos 90, atualmente o assentamento possui mais de 1.015 lotes de 20 a 33 hectares, distribuídos para quase 2 mil famílias que sobrevivem da plantação e criação de animais.

Fonte: VG Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana