conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Tangará da Serra

Preço da passagem de ônibus entre Tangará e Cuiabá cairá mais de 40% a partir de junho

Publicado

Imagem Ilustrativa

O preço da passagem de ônibus entre Tangará da Serra e Cuiabá deverá cair 42,17% a partir da segunda semana de junho. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (22) pela Comissão Especial de Licitação do Estado, responsável pelo processo licitatório do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso, durante reunião da Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transportes da Assembleia Legislativa.

De acordo com a Comissão, o Governo fará a contratação emergencial de nova empresa para transportar os passageiros entre Tangará e a capital. A previsão é que as passagens passem dos atuais R$ 70,90 para R$ 41,00 já a partir do dia 06 de junho.

A empresa Viação Juína atenderá a linha Cuiabá-Juína, passando por Barra do Bugres, Nova Olímpia, Tangará, Campo Novo do Parecis, dentre outras cidades, pelos próximos seis meses, até que a licitação seja concluída e uma empresa seja contratada em definitivo.

Hoje o trajeto Cuiabá-Juína, no qual o bilhete custa R$ 203,77, deve ficar em torno de R$ 125,00. O Governo explica que o processo de contratação emergencial visa regularizar o transporte intermunicipal, barrando a atuação de empresas que não têm contrato formal e atuam de maneira precária no Estado.


A contratação de nova empresa deverá gerar maior competitividade entre as empresas do setor e garantir aos consumidores, além de redução de preços, ônibus novos, com ar-condicionado, acessibilidade e melhor atendimento.

Leia mais:  Com R$ 3 milhões a receber só na Saúde, município não esconde apreensão com crise no governo

Comentários Facebook
publicidade

Tangará da Serra

Campeã: Debora Lemes é destaque no estadual de Tênis

Publicado

Foto: Junior Martins

A tenista de Tangará da Serra, Debora Lemes, de 30 anos, sagrou-se campeã da 12ª etapa do Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso após vencer Lara Bela Frederico, 14 anos, de Cuiabá, pelo placar de 7-5 e 6-4 na final da 1ª Classe Feminina.

A 12ª etapa, encerrada nesse fim de semana, occorreu de 16 a 22 de setembro, chamada 17ª Copa Sorpan Duas Rodas de Tênis, na academia Tennis Company, em Cuiabá.

Dezessete tenistas venceram nas suas categorias e se sagraram campeões do torneio. Os vencedores representaram as cidades de Sinop, Tangará da Serra, Sapezal e Cuiabá.

Próximos Torneios


A Federação Mato-grossense de Tênis (FMTT) promoverá mais quatro torneios válidos pelo Circuito Estadual de Tênis neste ano. A 13ª das 16 etapas será realizada em Nova Mutum e contará com a participação da tangaraense Debora Lemes. (Fonte: Tangará em Foco)

Comentários Facebook
Leia mais:  Com R$ 3 milhões a receber só na Saúde, município não esconde apreensão com crise no governo
Continue lendo

Tangará da Serra

Moradora grava vídeo para mostrar água suja que chega até sua residência

Publicado

 

Uma moradora do centro de Tangará da Serra registrou um vídeo mostrando a situação da água que chega até sua casa: suja e com vestígios de lodo.

Maire Liberali Fernandes, que mora na região central, contou ao Bem Notícias que essa não é a primeira vez que isso acontece. De acordo com a moradora, antes do racionamento sempre que falta água ou demora para chegar ela vem suja. “Aí a gente precisa esgotar bem, dá duas máquinas de lavar cheia, para que depois comece a vir água limpa na torneira (…) ela sempre vem suja com pedaços de lodo. Depois do racionamento ela começou a vir mais escura, mas ontem [domingo] foi o pior dia”, relata. Na casa de Maire a família precisa comprar água para beber e cozinhar.

 

Um técnico do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), conforme a moradora foi até sua residência verificar a situação. “Quando ele chegou ligamos a água, ele até fez filmagem e questionou se não era a caixa, dissemos que não e que água era direto do cavalete, abrimos e mostramos para ele”, destaca Maire, que afirma ainda que o técnico confirmou que era estranha a situação e que iria verificar.


Ela lamenta o que vem ocorrendo em sua casa, principalmente em um momento de racionamento e que falta água na cidade. “Duas maquinadas que vão fora, quantos litros tem uma máquina? Essa situação é ruim para mim que paga, para eles que fornecem a água e para população (…) já que não tem água e a que tem precisa jogar fora”, lamenta a moradora, que fala ainda que água descartada foi utilizada para lavar a área e molhar as plantas. “Lavar roupa, impossível. A água é suja e cheia de lodo”, frisa.

Leia mais:  Com R$ 3 milhões a receber só na Saúde, município não esconde apreensão com crise no governo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana