conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende três suspeitos de matar caseiro a golpes de faca em assentamento de Tangará da Serra

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três homens suspeitos de um homicídio ocorrido em Tangará da Serra (239 km a Médio-Norte) foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na quinta-feira (10). Os presos: Luiz Gonçalves de Andrade, 51, Marcilei Mamedes Gomes, 39, e Gilmar Alves Soares, 42 anos, são apontados como os autores do assassinato de Claudinei Dias Rodrigues, 45, ocorrido na quarta-feira (09).

Os três suspeitos foram presos no Assentamento Bezerro Vermelho, em Tangará da Serra, pela Delegacia de Polícia Civil, após tomar conhecimento de um corpo encontrado com golpes  profundos de arma branca (faca tipo açougueiro), em uma propriedade no mesmo assentamento. No corpo da vítima também havia marcas de chinelo.

A vítima foi encontrada com duas perfurações no pescoço e outra no peito. Ela morava sozinha e era caseiro do sítio. Segundo informações colhidas no local, na noite anterior, quarta-feira (09), a vítima estava bebendo com mais três pessoas, identificadas como sendo os três suspeitos, sendo que dois deles tinham desavenças com a vítima, fato que motivou o crime.

A Polícia Civil apurou, que a vítima e os três suspeitos (Luiz Gonçalves de Andrade,  Marcilei Mamedes Gomes e Gilmar Alves Soares), após deixarem o local onde estavam bebendo, voltaram a se encontrar e continuaram a ingerir bebida alcoólica e também a fazer uso de entorpecente.

Os policiais ainda apuraram que a desavença estaria relacionada ao valor de R$ 250,00. O suspeito Luiz Gonçalves acreditava que a vítima havia furtado de sua casa, que fica no sítio vizinho ao que a vítima morava.


O terceiro suspeito mal conhecia a vitima, porém, aceitou participar do crime. Todos os três foram autuados em flagrante por homicídio doloso.

Leia mais:  Criminoso morre após sofrer infarto durante assalto a veículo em Guarulhos (SP)

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil incinera 40 quilos de maconha apreendidos em Nova Canaã do Norte

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Nova Canaã do Norte (699 km ao Norte) realizou na manhã desta quarta-feira (21.08) a incineração de mais de 40 quilos de maconha, apreendidos em ações das Forças de Segurança do município.

A grande quantidade de entorpecente, avaliada em aproximadamente R$ 80 mil, é resultado de ações de combate ao tráfico de drogas na região, realizadas pelas Polícias Civil e Militar, no primeiro semestre de 2019.

A incineração de entorpecentes é um procedimento legal, previsto na Lei 11.343/2006, de Combate ao Tráfico de Drogas. A droga destruída estava devidamente periciada, lacrada, e em envelopes de segurança

Segundo o delegado de Nova Canaã do Norte, Ruy Guilherme Peral da Silva, a apreensão e incineração da quantidade expressiva de entorpecentes representa um duro golpe no tráfico de drogas em toda região, em razão do alto valor que deixou de ser comercializado.

“O tráfico de drogas é um crime que deve ser fortemente combatido pelas Forças de Segurança, uma vez que fomenta outros crimes como roubos, furtos, homicídios, latrocínios e outros mais que assolam a sociedade”, disse o delegado


Participaram do evento, representantes do Ministério Público, Vigilância Sanitária, imprensa local bem como foi comunicada a incineração da droga ao Poder Judiciário e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil prende dupla por furto de cabos de energia e apreende R$ 150 em produtos
Continue lendo

Barra do Bugres

Família de Barra do Bugres procura jovem que desapareceu em Cuiabá

Publicado

O jovem Talisson de 18 anos, está desaparecido a cerca de dois meses depois de sair de casa no Bairro Jardim Ala, em Várzea Grande.

Foto: Reprodução / TVCA

Segundo informações da família, o rapaz teria se mudado de Barra do Bugres para Cuiabá, motivado por oportunidade de trabalho. Talisson é pintor. Durante entrevista ao MTTV desta quarta-feira (21) a mãe do jovem, disse que o filho teria comunicado a namorada sobre sair com um grupo de amigos, e não voltou mais. “Fui a delegacia, fui a hospital e nada. Eu estou desesperada, quero meu filho, quero saber do meu filho vivo ou morto”, declara a mãe.


Um boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil investiga o caso. Quem tiver informações sobre o paradeiro de Talisson, deve entrar em contato pelo telefone 197, da PJC.

Comentários Facebook
Leia mais:  Irmãos são presos em ação integrada por tentativa de homicídio em Confresa
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana