conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende mulher que mantinha criança de 11 anos em cárcere privado em Confresa

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá) prendeu em flagrante, na quarta-feira (29.07), uma mulher que estava mantendo em cárcere privado uma criança de 11 anos. A menor havia desaparecido no município de Porto Alegre do Norte e era obrigada pela suspeita a se prostituir e atuar com o comércio de entorpecentes.

As investigações iniciaram quando a mãe da vítima registrou o boletim de ocorrência do desaparecimento, no domingo (26.07), relatando que a filha havia fugido de casa, localizada no bairro São Geraldo em Porto Alegre do Norte.

Segundo as informações, a menina saiu na sexta-feira (24), após uma discussão com a sua mãe e não deu mais notícias. No domingo, em um momento em que a mãe saiu de casa procurando a filha pela região, a menor retornou e buscou algumas mudas de roupas e novamente desapareceu.

Na quarta-feira (29), a Polícia Civil recebeu informações dos próprios familiares da vítima que a menor estava em cárcere privado em uma residência no bairro Jockey Clube, no município de Confresa, sendo obrigada a atuar com a venda de entorpecentes.

Diante das informações, a equipe da Polícia Civil de Confresa foi até o local onde foi constatada a veracidade das informações. Em entrevista com a vítima, ela relatou que a suspeita a obrigou a entrar em um veículo e a trouxe para Confresa onde mediante a ameaças a mantinha em cárcere privado.

Na cidade, a menina era explorada sexualmente sendo obrigada a manter conjunção carnal com homens, condicionada a recebimento de valores com os quais a suspeita adquiria entorpecentes para venda.  Além de se prostituir, a vítima também era obrigada a vender a droga adquirida pela traficante, que a ameaçava de morte caso não cumprisse as suas ordens.

Diante das evidências, a suspeita foi conduzida a Delegacia de Confresa, onde após ser interrogada pelo delegado Allan Vitor Sousa da Mata, foi autuada em flagrante por sequestro e cárcere privado, exploração sexual infantil e tráfico de drogas, além de falsa identidade, uma vez que se apresentou com nome aos policiais.

Segundo o delegado, a suspeita possui passagens criminais anteriores, sendo presa por furto em 2019 e estava em liberdade provisória. “Diante da gravidade dos crimes cometidos de ter submetido criança a se explorar sexualmente, aliado ao tráfico de drogas e ao sequestro foi representado pela conversão da prisão em flagrante da suspeita em preventiva”, disse o delegado.  

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook

Polícia

Homem mente ser médico, aplica golpe e é detido em flagrante em Cuiabá

Publicado

por


.

Policiais militares do 9º Batalhão prenderam na noite desta quarta-feira (29.07) um homem por estelionato, exercício ilegal da profissão e falsidade ideológica.

Os agentes foram informados por uma mulher que alegou estar sendo vítima de um golpe. Ela contou que o suspeito se apresentou como médico e estava fazendo exames para detectar a probabilidade de uma pessoa ter câncer.  A mulher contou que junto de familiares participaram do procedimento, com coleta de sangue, que até foi pago.

Desconfiada, a mulher pesquisou sobre a procedência do criminoso e descobriu passagens criminais por crime de estelionato. Passou a gravar as conversas e durante uma situação, acionou a PM.

Durante a abordagem, o suspeito confessou não ser médico e sim farmacêutico e que todos os exames realizados eram falsos.

Em seu veículo, uma caminhonete Ford Ranger, os militares encontraram luvas, seringas, tesouras e algodão que ele alegou comprar na farmácia para aplicar o golpe.

Na delegacia, via sistema foram descobertos 10 registros pelo mesmo motivo. Referente à carteira de médico, o homem disse que era falsa e teria pagado R$ 400.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Drogas são tiradas de circulação em bairros de Cuiabá e em Chapada dos Guimarães

Publicado

por


.

Policiais militares do 1º CR em Cuiabá e Chapada dos Guimarães prenderam nesta quarta-feira (29.07), dois homens e duas mulheres por tráfico de droga.

Em Chapada, a ocorrência foi atendida pelos agentes da 1ª Companhia que prenderam um homem com oito porções de maconha, uma porção de cocaína, uma porção de ácido bórico, duas balanças, além duas réplicas de pistola. A denúncia descrevia que o suspeito usava sua casa na área central para vender entorpecente. Ele teria ameaçado moradores com uma arma de fogo.

Na capital, as ocorrências foram em três bairros, sendo a primeira no Distrito Industrial. Policiais do 24º BPM renderam uma mulher já conhecida por ter sido detida em outras ocasiões pelo mesmo motivo. Na abordagem, ela carregava uma bolsa com 38 porções de cocaína, seis de maconha e uma de pasta base de cocaína.

No bairro Cidade Alta, a ocorrência foi atendida pela 10º BPM que prenderam dois homens, sendo um deles foragido da justiça por roubo. Uma denúncia auxiliou a identificação da dupla e com eles quatro porções de maconha foram apreendidas.

No bairro Dom Aquino, uma mulher foi detida pela equipe da 3ª Companhia Beira Rio. Com a suspeita foram apreendidas 13 porções de pasta base de cocaína, duas porções de maconha. Parte da droga estava nas partes intimas da mulher detida dentro de um bar.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana