conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende indígena por agressão a companheira em São Félix do Araguaia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil do município de São Félix do Araguaia (1.200 km a Nordeste) efetuou a prisão de um indígena, no domingo (08.09), por agredir fisicamente sua companheira também indígena. O caso aconteceu na residência do casal no centro da cidade e na presença de uma criança de 7 anos.

O suspeito, I.L.K. de 59 anos, foi autuado em flagrante pela contravenção penal de vias de fato e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal, combinado com a Lei Maria da Penha. 

A prisão ocorreu na tarde de domingo (08), quando a escrivã plantonista realizava diligências, e se deparou com um menino de 7 anos (neto do casal), em frente a uma casa, chorando e pedindo por socorro.

De imediato, a policial civil parou para atender o garoto e se aproximou do imóvel que estava com o portão aberto, momento em que avistou o suspeito agredindo a mulher. A vítima estava caída, enquanto o autor a segurava pelos cabelos e desferia golpes com a mão fechada na região da cabeça da mesma. 

Diante dos fatos, a escrivã mandou o suspeito soltar a mulher. Ainda na ocasião, aparentando estado de embriaguez, o suspeito ameaçou e xingou a vítima.

Em seguida, foi solicitado apoio aos demais policiais civis, que foram até o local e efetuaram a detenção do agressor, o qual foi levado à Delegacia de São Félix do Araguaia, interrogado e autuado em flagrante delito.

Leia mais:  Corpo de decorador é localizado e suspeito é preso por latrocínio

A vítima, W.K., de 57 anos, foi ouvida e revelou não ser a primeira vez em que foi agredida pelo companheiro. Porém, com medo, não quis denunciar o agressor. Ela também foi submetida ao exame de corpo de delito e representou pelo pedido de medidas protetivas, impostas pela Lei Maria da Penha.

I.L.K. foi interrogado e posteriormente autuado pela contravenção penal de vias de fato, e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal e na lei da violência doméstica. Em seguida, o conduzido foi apresentado ao Poder Judiciário, sendo sua prisão em flagrante convertida pela Justiça em prisão preventiva.


As investigações continuam para conclusão do inquérito instaurado pela Polícia Civil para apuração do caso e possível indiciamento do investigado.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Polícia

Polícia Civil cumpre mandados e prende traficantes em Nova Monte Verde

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Seis mandados de busca e apreensão domiciliar foram cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (17.01), com objetivo de combater o tráfico de drogas no município de Nova Monte Verde (968 km ao Norte de Cuiabá). A ação resultou na apreensão de uma arma de fogo, munições e porções de entorpecentes.

Três pessoas (dois homens e uma mulher) localizadas em um dos alvos foram presas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.  Os irmãos, proprietários da residência em que foram encontrados os objetos ilícitos responderão também por posse ilegal de arma de fogo e munições.

A operação tinha o objetivo de dar cumprimento a mandados de busca e apreensão domiciliar expedidos pela Justiça, com base em investigações realizadas pela Delegacia de Nova Monte Verde, que identificaram pontos de venda de drogas no município.

As investigações foram inciadas pelo delegado Eugênio Rudy Junior (titular da Delegacia de Nova Monte verde à época) e os mandados foram cumpridos na operação coordenda pelo delegado Pablo Carneiro (atual titular).

Em buscas em um dos alvos, os policiais conseguiram localizar uma pistola calibre 765, além de porções pequenas de maconha, pasta base e cocaína. Segundo o delegado, Pablo Carneiro, além da droga, também foi apreendido um caderno de anotações com referências ao tráfico de drogas na região.


“Por conta das apreensões realizadas na casa corroboradas com o relatório de investigações feito pela delegacia, foi lavrado o auto de prisão em flagrante dos três suspeitos que estavam no local pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico“, disse o delegado.

Leia mais:  Curso traz reflexões para o aprimoramento do atendimento das mulheres vitimas de violência doméstica
 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil instaura 1.121 inquéritos de crimes no trânsito na região metropolitana

Publicado

por

Assessoria/PJC-MT

Durante o ano passado, a Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito de Cuiabá (Deletran) instaurou 1.121 inquéritos e concluiu outros 1.166 relacionados a mortes e lesões no trânsito, entre outras ocorrências. A unidade atende a Capital e também em Várzea Grande, o que resultou em registros de 10.440 boletins de ocorrências no período.

As equipes da Deletran também integraram 37 edições da Operação Lei Seca realizadas na região metropolitana. A delegacia também instaurou 938 e concluiu 944 termos circunstanciados de ocorrências.

“Apesar das estatísticas de acidentes de trânsito em geral apresentar crescimento, a Deletran, por mais um ano seguido, conseguiu superar a produtividade de anos anteriores, contribuindo para a redução da impunidade dos responsáveis pelo aumento da violência no trânsito”, destaca o delegado titular, Christian Alessandro Cabral.

Conforme dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Segurança Pública, as mortes no trânsito da Capital tiveram redução de 39%, com 76 ocorrências em comparação com o mesmo período de 2018 que registrou 124 mortes. Já Várzea Grande apresentou diminuição de 24%, com 42 ocorrências, enquanto que no anterior foram 55 mortes.

As vias públicas de Cuiabá onde se concentra a maior parte das ocorrências são a Avenida 15 de Novembro, Avenida Fernando Corrêa da Costa, Avenida Tenente-coronel e Avenida Brasil. Em relação aos bairros, a maior parte das ocorrências foi registrada no Porto, seguido do Boa Esperança, Tijucal; Centro Norte, CPA 2, Centro Político e Administrativo, Centro Sul, Dr. Fábio Leite, zona rural e Pedra 90.

Leia mais:  Mulher acusada de integrar facção criminosa é presa em Poconé

Em Várzea Grande, a maioria das ocorrências com vítimas no trânsito está localizada nas vias: Avenidas Couto Magalhães e Filinto Müller; Avenida Jorge Witiczak; Avenida Governador Júlio Campos; Avenida da FEB e Avenida Alzira Santana.


Já os bairros com mais registros de ocorrências com vítimas de lesão corporal são: Centro, seguido do Cristo Rei, Jardim Glória, Manga, Nova Várzea Grande, Alameda, Jardim Aeroporto, Imperador, Ponte Nova e Jardim Marajoara.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana