conecte-se conosco


Polícia

Polícia Civil prende casal envolvido em golpe de R$ 2 milhões na compra de gado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um casal suspeito de aplicar golpe de mais de R$ 2 milhões na compra de cabeças de gado, utilizando cheques sem fundos, teve mandados de prisões preventivas cumpridos na operação “Boi Voador”, deflagrada pela Polícia Judiciária Civil nesta quinta-feira (08.11), por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá),

Com base nas investigações foram expedidas pela 2ª Vara criminal de Barra do Garças as ordens de prisão contra E.T.A.F., 52, o “Vandinho” e M.C.S., pelo crime de estelionato. A operação recebeu o nome de “Boi Voador”, uma vez que a aquisição do gado era realizada com cheques sem fundo.

A atuação do casal de estelionatários foi identificada em investigações da Derf Barra do Garças com apoio dos Núcleos de Inteligência das Regionais de Barra e de Guarantã do Norte, coordenadas pelos delegados Adilson Gonçalves de Macedo e Geraldo Gezoni Filho.

Durante as investigações da Derf Barra do Garças, conduzidas pelo delegado, Wilyney Santana Borges, foi evidenciado que o suspeito E.T.A.F., conhecido comprador de gado na região, após ganhar a confiança dos produtores, fez a aquisição de mais de 500 cabeças de bovino, em diversas propriedades da região do Araguaia, incluindo municípios vizinhos no estado de Goiás.

A compra era realizada com cheques pré-datados para 30 ou 60 dias, emitidos pela suspeita M.C.S., e que não possuíam saldo para compensação. As rezes compradas pelos suspeitos eram embarcadas no ato do negócio, ocasião em que o produtor rural que vendia os animais retirava a GTA e a nota fiscal, colocando nos documentos que o gado seria transportado para arrendamentos rurais nos municípios de General Carneiro, Portal do Araguaia, Torixoréu, Baliza (GO) e Piranhas (GO).

Leia mais:  Polícia Civil cumpre dois mandados de prisão por homicídio ocorrido na capital

Segundo o delegado, Wilyney, em vez de fazer o transporte dos animais, os suspeitos levavam o gado para venda em leilões da região, desfazendo dos animais antes que os cheques não fossem compensados pelo banco. “Sabendo que os valores não seriam pagos, os suspeitos transferiam os patrimônios que possuíam para terceiros, evitando possível execução cível na cobrança dos cheques sem fundos”, disse.


O casal foi preso em Guarantã do Norte e uma equipe da Derf-BG irá até o município para fazer o recambiamento dos presos para Barra do Garças, uma vez que serão necessárias diligências complementares, para finalização das investigações.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Polícia

Proprietário de imóvel é agredido por “inquilinos” após pedir desocupação em Tangará da Serra

Publicado

O proprietário de uma quitinete localizada na Rua 07, no Centro, foi agredido na noite desta quarta-feira (20) por um grupo de pessoas após pedir  que desocupassem o imóvel em Tangará da Serra.

Segundo informações da rádio Gazeta FM, a Polícia Militar foi acionada por volta das 23h30 para atender ocorrência de briga generalizada. No local, se depararam com um homem caído, e com profundo corte na cabeça. A vítima contou a equipe que foi verificar uma baderna na residência e quando chegou, viu um grupo usando drogas. Ao pedir que saíssem do local foi agredido por um dos suspeitos.

Na quitinete a PM localizou e apreendeu diversos produtos de procedência duvidosa, sendo quatro mini autofalantes, dois cabos USB novos, duas caixas de som JBL Charge, dois rádios portáteis, duas relações Cofap, onze rolamentos, um fone de ouvido novo, nove facas com bainha, uma bainha, duas mochilas pretas, uma caixa com vários anzóis, uma bolsa vermelha com roupas, um notebook Philco, quatro linhas de pesca, um aparelho de som Pioneer, uma potência de som pirâmide, dois celulares, duas botas Texana, uma bicicleta preta com amortecedor e uma bicicleta azul de garupa.


Os suspeitos Lucimara de Araújo, 37 anos, Beatriz da Silva Araújo, 19 anos presas e os menores  J.V.A.S., 17 anos, M.H.A.S. de 14 anos, F.A.C., 13 anos, e G.B.A., 12 anos de idade apreendidos, todos foram autuados pelos crimes de receptação e tentativa de homicídio.

Leia mais:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra idoso em Poconé e apreende arma de fogo

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Autor de estupro de vulnerável em Sinop é preso pela Polícia Civil em Marcelândia

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

O autor de um crime de estupro de vulnerável teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (18.11), em ação integrada da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso (DEDMCAI) de Sinop (499 km ao Norte de Cuiabá) com apoio da Delegacia de Marcelândia (710 km ao Norte de Cuiabá).

O suspeito, F.M.Z., de 39 anos, teve o mandado de prisão expedido pela 2ª vara criminal de Sinop com base em investigações realizadas pela DEDMCAI que constataram o crime de estupro de vulnerável. Desde de que teve a ordem de prisão decretada, o acusado estava foragido.

Com informações de que o suspeito estava viajando em uma van em direção a cidade de Marcelândia, os policiais da DEDMCAI acionaram a equipe da Delegacia do município, comunicando sobre a ordem de prisão em aberto contra o investigado.

Os investigadores então pegaram a Rodovia e nas proximidades do Distrito de Atlântica conseguiram identificar e realizar a abordagem da van, em que o suspeito viajava. O procurado foi localizado no interior do veículo, onde foi dado cumprimento ao mandado de prisão.


Após ter a ordem judicial cumprida, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Marcelândia para as providências de praxe.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:  Policiais civis da Derf Cuiabá e Delegacia da Mulher de VG recebem Moção de Aplausos da ALMT
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana